Levantamento arquitetônico das edificações religiosas nas superquadras de Brasília

  • Isadora Banducci Amizo Universidade de Brasília
  • DANIEL GUTENBERG ELOI ANCHIETA Universidade Paulista
  • FLORA SOPHIA FAGANELLO SAMPAIO Universidade Paulista
Palavras-chave: levantamento arquitetônico, edificações religiosas, Brasília

Resumo

A pesquisa apresentada neste artigo consiste em um levantamento arquitetônico das edificações religiosas localizadas nas Superquadras do Plano Piloto de Brasília-DF. A proposta partiu do reconhecimento prévio da ausência de informações a respeito dessa tipologia nos estudos sobre a arquitetura de Brasília e, portanto, da necessidade de investigação e divulgação dessas edificações. A pesquisa se desenvolveu como uma catalogação, apoiada em uma abordagem de cunho descritivo e analítico. Objetivou-se, além do levantamento e da documentação, analisar os princípios e condicionantes que regem as formas e linguagens arquitetônicas dessas edificações. Para tanto, foram feitos levantamentos in loco, com registros fotográficos e anotações, sistematizados por meio de fichas, e consultas aos registros e aos responsáveis pela administração das instituições. Foi mapeado o total de vinte e sete edificações, com datas de construção entre 1958 (período da construção da cidade) até 2007. Os dados registrados abrangem a identificação da edificação e sua localização; o ano de construção; a religião a qual está vinculada; o uso para o qual foi projetada; os responsáveis pelo projeto; reformas significativas; e uma breve descrição formal. Acredita-se, assim, que esse trabalho poderá contribuir com a construção do conhecimento de uma parte da história da arquitetura de Brasília ainda pouco explorada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isadora Banducci Amizo, Universidade de Brasília

Mestre (2015) e doutoranda em Arquitetura e Urbanismo, pela Universidade de Brasília. Docente na Universidade Paulista, campus Brasília, desde 2015. 

DANIEL GUTENBERG ELOI ANCHIETA, Universidade Paulista

Graduado em Arquitetura e Urbanismo em 2020 pela Universidade Paulista, campus Brasília. 

FLORA SOPHIA FAGANELLO SAMPAIO, Universidade Paulista

Graduada em Arquitetura e Urbanismo em 2020, pela Universidade Paulista, campus Brasília. 

Referências

ARANTES, Otília Beatriz Fiori. O lugar da arquitetura depois dos modernos. 3ª edição, São Paulo, Edusp, 2000.
BRASÍLIA (Distrito Federal). Decreto n. 596, de 8 de março de 1967. Código de Edificações de Brasília.Disponível em: http://www.sinj.df.gov.br/sinj/Norma/0513067258d14c489003a65d03a4998f/exec_dec_596_1967.html. Acesso em: abril de 2020.
COSTA, Lúcio. Relatório do Plano Piloto de Brasília. Brasília: NOVACAP, 1957.
FERREIRA, Marcílio Mendes; GOROVITZ, Matheus. A invenção da superquadra: o conceito de unidade de vizinhança em Brasília. Brasília: Superintendência do Iphan no Distrito Federal, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 2009.
FICHER, Sylvia; PALAZZO, Pedro Paulo. Os paradigmas urbanísticos de Brasília. Salvador: Cadernos PPG-AU/UFBA, v. 4, n. 0, 2005. Disponível em: . Acesso em: 2 maio 2021.
PAROQUIADEGUADALUPE. Padroeira. Informações e serviços da paróquia. Disponível em: https://paroquiadeguadalupe.com.br/padroeira/. Acesso em 4 abril 2020.
PURA, Templo Shin Budista Terra. Memorial descritivo do tombamento. Terra Pura. [Online] 2015. Disponível em: https://www.terrapuradf.org.br/tombamento/. Acesso em: 4 abril 2020.
TAVARES, Jeferson. Projetos para Brasília: 1927-1957. Brasília: IPHAN, 2014.
Publicado
28-09-2021
Como Citar
BANDUCCI AMIZO, I.; GUTENBERG ELOI ANCHIETA, D.; FAGANELLO SAMPAIO, F. S. Levantamento arquitetônico das edificações religiosas nas superquadras de Brasília. Revista Projetar - Projeto e Percepção do Ambiente, v. 6, n. 3, p. 146-159, 28 set. 2021.