O JOGO E OS PICTOGRAMAS DE CONCEITOS DE CIRCULAÇÃO COMO APOIO AO PROCESSO DE PROJETO DE ARQUITETURA

Autores

  • Evandra Victorio Universidade Estadual de Campinas - Unicamp
  • Doris Kowaltowski Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.21680/2448-296X.2022v7n3ID29100

Palavras-chave:

: circulação em arquitetura, ensino-aprendizagem de processo de projeto, jogos de ensino, representação gráfica

Resumo

As discussões sobre as questões de circulação em espaços do ambiente construído fazem parte do processo de projeto em arquitetura. A presente pesquisa, de natureza exploratória, aborda questões de circulação na arquitetura e a maneira como os conceitos de organização, funcionalidade, hierarquia e orientabilidade, representados graficamente de forma visual e padronizada, em uma família de pictogramas, podem contribuir para apoiar o processo de projeto na etapa de síntese do pensamento em projeto (Design Thinking). A pesquisa tem como objetivo o desenvolvimento de uma ferramenta, em forma de jogo do tipo analógico, de apoio ao ensino-aprendizagem em arquitetura, em disciplinas de projetos. Para verificar a eficácia da ferramenta de ensino, foram desenvolvidas, como o apoio dela, atividades em sala de aula junto a estudantes de arquitetura. A pesquisa traz a transposição dos pictogramas – como conteúdo informativo e gráfico – para a composição das cartas Conceito e das cartelas de Caminho; o desenvolvimento do jogo Conceito & Ideação e de seu manual de instrução; e o resultado da própria aplicação do jogo em sala de aula. Nossa hipótese é que o jogo, com seu conteúdo informacional traduzido em linguagem gráfica, pode estimular, ainda no contexto de aprendizagem do processo de projeto em arquitetura, práticas que fomentem a discussão sobre formas de resolver problemas de projeto e para uma melhor estruturação do sistema de circulação em arquitetura. Como resultado, a atividade do jogo demostrou ser favorável como instrumento de ensino das questões de circulação em arquitetura de forma lúdica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALCANTARA, D. DE. Reflexões Sobre O Processo De Concepção Arquitetônica Para a Prática Do Ensino De Projeto. p. 8, 2005.

ARSENIC, N.; LONGO, O. C.; BORGES, M. M. O ensino e aprendizagem da disciplina Projeto no curso de Arquitetura e Urbanismo. Ces, v. 25, p. 1–16, 2011.

ÁLVAREZ-RODRÍGUEZ, F. J., BARAJAS-SAAVEDRA, A., & MUÑOZ-ARTEAGA, J. Serious Game Design Process, Study Case: Sixth Grade Math. Creative Education, 05(09), 647–656, 2014.

BATISTA DE SOUSA, A.; MISKINIS SALGADO, T. D. Memória, aprendizagem, emoções e inteligência. Revista Liberato, v. 16, n. 26, p. 141–152, 2015.

BITTENCOURT, J. R. Proposta de metodologia para o ensino e o desenvolvimento de jogos digitais baseada em design Thinking. A methodology proposal for education and development of games based on design thinking. v. 20, p. 1–12, 2017.

BOYLE, E. A. et al. An update to the systematic literature review of empirical evidence of the impacts and outcomes of computer games and serious games. Computers and Education, v. 94, p. 178–192, 2016.

BRACHMAN, R. J.; LEVESQUE, H. J. Problems in Knowledge Representation and Reasoning. San Francisco: Morgan Kaufmann Publishers, 2019. v. 11880 LNCS

BRKOVIĆ DODIG, M.; GROAT, L. N. Architecture and Urban Planning? Game On! In The Routledge Companion to Games in Architecture and Urban Planning (pp. 1–14). Routledge, 2019.

CARVALHO, RAMON SILVA DE; RHEINGANTZ, P. A. Projetar 10 Anos : Cartografando Controvérsias No Ensino. Projetar, 2013.

CHING, F. D. K. Arquitetura: forma, espaço e ordem. 2 ed ed. São Paulo: Bookman, 2008.

CLARK, J. M.; PAIVIO, A. Dual coding theory and education. Educational Psychology Review, v. 3, n. 3, p. 149–210, 1991.

CLARK, R. H.; PAUSE, M. Precedents in architecture: analytic diagrams, formative ideas, and partis. Nova York: John Wiley & Sons Inc, 1996.

DO, E. Y. L.; GROSS, M. D. Thinking with Diagrams in Architectural Design. Artificial Intelligence Review, v. 15, p. 135- 149, 2001.

FERNANDES, K. T.; LUCENA, M. JACYNTHA N. R.; ARANHA, E. H. DA S. Uma Experiência na Criação de Game Design de Jogos Digitais Educativos a partir do Design Thinking. Novas Tecnologias na Educação, v. 4, n. 2001, p. 1–10, 2006.

LISSACK, M. Understanding Is a Design Problem: Cognizing from a Designerly Thinking Perspective. Part 2. She Ji, v. 5, n. 4, p. 327–342, 2019.

LYNCH, M. et al. Combining technology and entrepreneurial education through design thinking: Students’ reflections on the learning process. Technological Forecasting and Social Change, n. January 2018, p. 119689, 2019.

MACARTHUR, J.; MOULIS, A. Center for Architecture, theory, criticism, history. Architecture i theory i criticism i history. Anais...Australia: The Univerty of Queensland, 2005. Disponível em: www.uq.edu.au/atch

MALAMED, C. Visual language for designers : principles for creating graphics that people understand. p. 240, 2011.

MARTÍNEZ, R. M. Instrumentos de diálogo: diagramas, del objeto al sujeto. Palimpsesto, v. 1, p. 1999–2001, 2017.

MEDINA, B.; VIANNA, M.; TANAKA, S. Gamification, Inc : como reinventar empresas a partir de jogos. 1. ed. Rio de Janeiro: MJV Press, 2013.

MOULIS, A. Line / form / movement : circulation diagramming as plan technique. n. September, p. 1–7, 2005.

MURAKAMI, L. C. et al. Design Thinking como metodologia alternativa para o desenvolvimento de jogos sérios. XIX Conferência Internacional sobre Informática na Educação (TISE), v. 10, p. 656–661, 2014.

NICOL, D.; PILLING, S. Changing architectural education: Towards a new professionalism. Taylor and Francis, 2005.

OXMAN, R.; PLANNING, T. Think-maps: teaching design thinking in design education. v. 25, p. 63–91, 2004.

PASCHOARELLI, L. et al. Bauhaus : métodos de ensino em Weimar , Dessau e Berlim. Revista Convergências, p. 1–5, 2018.

PIRINEN, A.; TERVO, A. What can we share? A design game for developing the shared spaces in housing. Design Studies, v. 69, p. 100941, 2020.

RODRIGUES, R. A.; MOREIRA, D. D. C. Recursos diagramáticos aplicados ao desenho de esboço no processo de concepção projetual: Uma análise sob a perspectiva da psicologia da imagem | Diagram applied to sketches in the design process: An analysis from the perspective of psychology of represen. InfoDesign - Revista Brasileira de Design da Informação, v. 16, n. 1, p. 16–34, 2019.

SALAMA, A. M. The Architect, the Profession, and Society. Transformative Pedagogy in Architecture and Urbanism, n. February, p. 53–79, 2021.

SALAMA, A. M. A theory for integrating knowledge in architectural design education. Archnet-IJAR - International Journal of Architectural Research, v. 2, n. 1, p. 100–128, 2008.

SALAMA, A. M. Spatial Design Education: New directions for pedagogy in architecture and beyond, p. 1–385. Taylor and Francis, 2016

SCHELL, J. The Art of Game Design. [s.l.] Morgan Kaufmann Publishers, 2008.

SEVERENGIZ, M.; SELIGER, G.; KRÜGER, J. Serious Game on Factory Planning for Higher Education. Procedia Manufacturing, v. 43, p. 239–246, 2020.

SIMON, H. A. The Sciences of the Artificial. 3 ed. ed. Cambridge, Massachusetts: MIT Press, 2019.

SOLA-MORALES, I. de. Territorios. Barcelona: Editoriao Gustavo Gili, 2002.

SPERHACKE, S.; BERNARDES, M. M O processo de ludificação: como transformar métodos de design em jogo de tabuleiro? In: M.M.S.B.; VAN DER LINDEN, J. C. (Eds.).Design em Pesquisa. Porto Alegre: Marcavisual, 2017. v. 1p. 273–300.

STICKELLS, L. Conceiving an architecture of movement. v. 14, n. 1, p. 41–52, 2010.

STREECK, J. John Benjamins Publishing Company. Gesture, v. 8, n. 3, p. 285–301, 2008.

THIEL, P. A Sequence-Experience Notation: For Architectural and Urban Spaces. The Town Planning Review, v.32, p. 33–52, 1961.

UNWIN, S. A Análise da Arquitetura. London: Routedge, 1997.

VELOSO, M.; MARQUES, S. A pesquisa como elo entre prática e teoria do projeto:. Alguns caminhos possíveis. Arquitextos, São Paulo, ano 08, n. 088.08, Vitruvius, set. 2007. Disponível em: <https://vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/08.088/211>. Acesso em: 2/06/22.

VEKIRI, I. What Is the Value of Graphical Displays in Learning? Annals of Operations Research, v. 97, n. 1–4, p. 131–141, 2002.

VICTORIO, E.R. (2019). As questões da circulação em arquitetura com base na análise de soluções de projetos contemporâneos [Universidade Estadual de Campinas]. http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/333744

VIEIRA DE ALMEIDA, P. Ensaio sobre o espaço da arquitectura. Oporto -Portugal: [s.n.].

Downloads

Publicado

28-09-2022

Como Citar

VICTORIO, E.; KOWALTOWSKI, D. O JOGO E OS PICTOGRAMAS DE CONCEITOS DE CIRCULAÇÃO COMO APOIO AO PROCESSO DE PROJETO DE ARQUITETURA. Revista Projetar - Projeto e Percepção do Ambiente, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 60–74, 2022. DOI: 10.21680/2448-296X.2022v7n3ID29100. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revprojetar/article/view/29100. Acesso em: 6 dez. 2022.