O DESENHO COMO TESTEMUNHO E MEMÓRIA DA ARQUITETURA

Autores

  • Eduarda Faria FAUL

DOI:

https://doi.org/10.21680/2448-296X.2022v7n3ID29267

Palavras-chave:

PALAVRAS-CHAVE: desenho; arquitetura; concepção; história da adesenhorquitetura; arqueologia.

Resumo

RESUMO
Este artigo aborda a relação intrínseca e perene entre Desenho e Arquitetura, e as múltiplas formas desta se expressar ao longo do tempo. O ensaio tem como objetivo reafirmar o desenho como  forma de desenvolvimento, conhecimento e aprendizagem da Arquitetura e sua História, sublinhando o seu papel fundamental como testemunho e memória da Arquitetura. O desenho permite desvendar, desde logo, o percurso de uma obra de arquitetura, acompanhar o raciocínio do arquiteto e o longo caminho da ideia à obra, através do traço (a lápis ou no ecrâ do computador), documentar as diferentes fases da concepção, expressar a ideia em sucessivos croquis que vão ganhando forma, objetividade e sentido. O desenho, como excelência na arte da representação, revela-se um instrumento universal poderoso, capaz de preservar o património da arquitetura do passado, e a sua memória, quer de arquiteturas existentes ou já desaparecidas. Num mundo privado da fotografia, o desenho desempenhou um papel determinante no levantamento, na preservação e divulgação de obras de arquitetura que se descobriram, por muitos dos talentos que se entregaram ao estudo da Antiguidade, da arquitetura, como Giovanni Battista Piranesi, Jean-Nicolas Huyot, Louis- Hippolyte Lebas, Charles-Robert Cockerell, Michael Gandy, que deixaram no mundo da Arquitetura e do Desenho uma importante obra gráfica. De salientar ainda a relevância do desenho para a História da arquitetura, como testemunho de arquiteturas desenhadas imaginadas não construídas, e imortalizadas em desenhos de mundos fantásticos enigmáticos em Piranesi, ou cidades futuristas muito à frente no seu tempo, como em Antonio Sant’ Elia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

LOBATO DE FARIA, Eduarda - Imaginar o Real, O Enigma da Concepção em Arquitetura. Caleidoscópio: Casal de Cambra, 2014. ISBN 978-989-658-252-4.

-------- . Inside a Creative Mind, Arquitetura Portuguesa/Portuguese Architecture. Coleção de 8 livros editada pela Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa, 2018.

BOORSTIN, Daniel J - Os Criadores, Uma História dos Heróis da Imaginação. Gradiva Publicações, Lisboa, 1993.

-------- . Os Descobridores. Gradiva-Publicações, Lisboa. pp. 524- 528, 1994.

DELEUZE, Gilles - O mistério de Ariana, p. 9, 1996.

FICACCI, Luigi, Giovanni Battista Piranesi - The Complete Etchings. Istituto Nazionale per la Grafica, Roma, Benedikt Tachen. pp. 696-748, 2000.

JACQUES, Annie - Les dessins d’Architecture du xixe siecle. Biblioteca de L’Image. pp.18-43, 1995.

KUBLER, George - A forma do Tempo, Col. “Artes/Ensaio”, Vega e Herdeiros do autor. p. 95,1998.

LEVEY, Micheael - La Peinture a Venise au XVIIIe Siècle. Col. «Histoire de l’Art», René Julliard. pp. 94-107, 1964.

MICHEL, Albin (Ed.) - Dictionnaire des Architectes. Encyclopaedia Universalis, Paris. pp. 606-607, 1999.

NIEMEYER, Oscar - As Curvas do Tempo-Memórias. Campo das Letras Editores, Porto, 2000.

------. Conversa de Arquitecto. Campo das Letras Editores, Porto, 1997.

PEVSNER, Nikolaus - Origens da Arquitectura Moderna e do Design, Martins Fontes. pp. 190-191, 216, 1954.

-------- . An Outline of European Architecture. Penguin Books, 1954.

ROBBINS, Edward - Why Architect’s Draw. The Mit Press, Cambridge, Massachusetts, 1997.

RODRIGUES, Ana L M - O Desenho, Ordem do Pensamento Arquitectónico. Editorial Estampa, pp.155-180, 2000.

SCHALLER, T W - The art of Architectural Drawing- Imagination & Technique. International Thompson Publishing. pp.149, 1997.

YOURCENAR, Marguerite - A Benefício de Inventário. Difel, Difusão Editorial, Lisboa. pp.80-85, 1988.

WRIGHT, Frank L - Treasures of Taliesin: seventy-six unbuilt Designs. The Press at California State University. pp.19-24, 170, 1985.

-------- . Autobiografia 1867-[1943]. El Croquis Editorial, Madrid, 1998.

Downloads

Publicado

28-09-2022

Como Citar

FARIA, E. O DESENHO COMO TESTEMUNHO E MEMÓRIA DA ARQUITETURA. Revista Projetar - Projeto e Percepção do Ambiente, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 27–39, 2022. DOI: 10.21680/2448-296X.2022v7n3ID29267. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revprojetar/article/view/29267. Acesso em: 6 dez. 2022.