MULHERES E PANDEMIA: BREVES REFLEXÕES SOBRE O RECRUDESCIMENTO DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NO BRASIL DURANTE AS MEDIDAS DE ISOLAMENTO SOCIAL

  • Catherine Ferreira Mainart
  • Ellen Carine Lopes Silva Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Violência doméstica, Mulheres, Isolamento social, Pandemia, Políticas públicas

Resumo

A violência doméstica contra mulheres já era uma realidade preocupante e tornou-se ainda mais grave durante o isolamento social adotado na pandemia de Covid-19. Diante do aumento vertiginoso de denúncias noticiado pelos órgãos nacionais e internacionais de direitos humanos e proteção às mulheres, o presente artigo busca investigar o impacto da crise sanitária provocada pelo vírus Sars-Cov-2 no recrudescimento da violência doméstica contra mulheres, elencando, para tanto, as possíveis causas potencializadoras desse fenômeno e as políticas públicas brasileiras implementadas a fim de combatê-lo. Através de revisão bibliográfica e análise de dados, concluiu-se que, para o enfrentamento eficaz do problema, a violência doméstica contra mulheres deve ser interpretada não apenas como uma questão criminal, cuja solução reside tão somente na aplicação de medidas sancionatórias aos agressores, mas também como uma questão de saúde pública, cuja solução possa ser buscada através de uma abordagem intersetorial, multidisciplinar e interseccional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
22-08-2021
Como Citar
FERREIRA MAINART, C.; LOPES SILVA, E. C. MULHERES E PANDEMIA: BREVES REFLEXÕES SOBRE O RECRUDESCIMENTO DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NO BRASIL DURANTE AS MEDIDAS DE ISOLAMENTO SOCIAL. Revista Transgressões, v. 9, n. 1, p. 138-151, 22 ago. 2021.
Seção
Artigos