Editorial – Revista Ambiente Contábil – Volume 9 – Número 1 – Ano 2017 (jan./jun./2017)

Autores

Resumo

A Revista Ambiente Contábil (Ambiente) apresenta na sua 17ª edição 20 (vinte) artigos que tratam de assuntos relevantes para a área contábil.

Artigo 1 - IMPACTOS DAS NORMAS INTERNACIONAIS DE AUDITORIA NOS RELATÓRIOS DOS AUDITORES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DOS BANCOS BRASILEIROS de Rafael Lopes Cardozo Castro, João Paulo Barros Vasconcelos e de José Alves Dantas com o objetivo de avaliar os impactos da adoção das International Standards of Auditing (ISAs) nas opiniões dos auditores sobre as demonstrações financeiras dos bancos brasileiros, além de mapear as principais causas de modificação de opinião e/ou apresentação de parágrafos de ênfase e de outros assuntos.

Artigo 2 - GRAU DE ADERÊNCIA AOS INDICADORES DE DESEMPENHO AMBIENTAL DO GRI EM UM MERCADO EMERGENTE: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS COM POTENCIAL POLUIDOR EM DOIS SEGMENTOS de Thales Luiz Gomes Braga Silva, Leonardo Caixeta de Castro Maia e de Edvalda Araújo Leal com o objetivo de analisar o grau de evidenciação dos indicadores da vertente ambiental dos relatórios de sustentabilidade do ano de 2013 de empresas listadas na BMF&Bovespa, de dois segmentos e com potencial poluidor, frente ao novo padrão Global Reporting Initiative - GRI.

Artigo 3 - ANÁLISE COMPARATIVA DA VIABILIDADE ECONÔMICA E FINANCEIRA DAS ATIVIDADES AVÍCOLA E LEITEIRA de Silvana Dalmutt Kruger, Letícia Ceccatto, Sady Mazzioni, Daniela Di Domenico e de Sérgio Murilo Petri com o objetivo de comparar a viabilidade econômica e financeira das atividades avícola e leiteira desenvolvidas em uma propriedade rural do município de Coronel Freitas -SC.

Artigo 4 - VALOR JUSTO DE DEBÊNTURES SEM PREÇOS DE REFERÊNCIA NO MERCADO: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA DE MENSURAÇÃO de Claudio Ulysses Ferreira Coelho e de Angélica Morais Dias com o objetivo de apresentar de forma quantitativa uma alternativa de obtenção de valor justo de uma debênture que não possua evidenciação no mercado, ou seja, propõe-se nessa pesquisa, uma metodologia de cálculo para uma debênture que apresente tais características.

Artigo 5 - GESTÃO DE CAPITAL DE GIRO E FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA PRATICADO PELAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS de Olga Graciela Diaz Domingues, João Eduardo Prudêncio Tinoco, Mariano Yoshitake, Wanderlei Lima de Paulo e de José Alberto Carvalho dos Santos Claro com o objetivo de verificar se os gestores das micro e pequenas empresas conhecem e utilizam o gerenciamento do capital de giro e a precificação de seus produtos, mercadorias e serviços.

Artigo 6 - FRAUDES CORPORATIVAS E A FORMAÇÃO DE CONTADORES: UMA ANÁLISE DOS CURRÍCULOS DOS CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS de Natália Mendes Lima, Rosangela Ferreira Bernardo, Gilberto José Miranda e de Cintia Rodrigues de Oliveira Medeiros com o objetivo de identificar se o tema “fraudes corporativas” está inserido nos currículos dos cursos de Ciências Contábeis.

Artigo 7 - EMPREGO DA TÉCNICA DE MAPAS CONCEITUAIS EM DISCIPLINAS DE CONTABILIDADE COM ABORDAGEM GERENCIAL de Yumara Lúcia Vasconcelos e de Ricardo Henrique Miranda de Araújo com o objetivo de obter evidências acerca do valor pedagógico dos mapas conceituais para a potenciação da aprendizagem.

Artigo 8 - AVALIAÇÃO DO VALUE RELEVANCE DAS INFORMAÇÕES SOBRE A HIERARQUIA DO VALOR JUSTO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS de Tatiane de Oliveira Marques, Jorge Katsumi Niyama, Rafael Morais de Souza e de Charles Albino Schultz com o objetivo de avaliar se o value relevance do valor justo a Nível 1 e 2 é maior que o value relevance do Nível 3.

 

Artigo 9 - QUAIS ATRIBUTOS DEFINEM UM BOM PROFESSOR? PERCEPÇÃO DE ALUNOS DE CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS OFERTADOS NO BRASIL E EM PORTUGAL de Ana Paula Capuano da Cruz, Alexandre Costa Quintana, Débora Gomes Machado, Flávia Regina Czarneski e de Luane de Oliveira Lucas com o objetivo de identificar e comparar quais os atributos que alunos de cursos de Ciências Contábeis consideram pertinentes ao bom professor, considerando discentes matriculados na Universidade de Aveiro (UA), em Portugal e na Universidade Federal do Rio Grande (FURG), no Brasil.

Artigo 10 - CONVERGÊNCIA CONTÁBIL E CONHECIMENTO SOBRE NORMAS INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE: UMA ANÁLISE DO ENTENDIMENTO DOS FUTUROS PROFISSIONAIS DE DOIS PAÍSES de Rodrigo Fernandes Malaquias, Nélida Raquel Vergara e de Eliane Cristina da Silva com o objetivo de analisar o nível de conhecimento sobre contabilidade internacional entre estudantes do curso de Graduação em Ciências Contábeis de dois países pertencentes ao Mercosul: o Brasil e o Paraguai.

Artigo 11 - OS EFEITOS DA GOVERNANÇA CORPORATIVA NA ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS PERTENCENTES AO ÍNDICE BM&FBOVESPA DE CONSUMO (ICON) de Mara Vogt, Itzhak David Simão Kaveski, Larissa Degenhart, Arnaldo da Conceição Monje e de Nelson Hein com o objetivo de investigar se os atributos de Governança Corporativa afetam a estrutura de capital das empresas brasileiras pertencentes ao Índice BM&FBovespa de Consumo (ICON).

Artigo 12 - ANÁLISE DO NÍVEL DE CONHECIMENTO DO PROFISSIONAL CONTÁBIL ACERCA DA CONTABILIDADE AMBIENTAL E SUAS VARIÁVEIS INTERVENIENTES de Alexandre André Feil, Angela Maria Haberkamp, Adriano José Azeredo, Tatiane Mileidi Orso, Clovis Antônio Kronbauer e de Claus Haetinger com o objetivo de identificar e analisar o nível de conhecimento dos profissionais contábeis relacionado a contabilidade ambiental e as variáveis intervenientes que podem influenciar na variação deste nível.

Artigo 13 - STAKEHOLDERS E SUA INFLUÊNCIA NA GOVERNANÇA CORPORATIVA: UM ESTUDO DE CASO MÚLTIPLO EM ORGANIZAÇÕES ESPORTIVAS de Henrique César Melo Ribeiro e de Benny Kramer Costa com o objetivo de investigar a influência dos Stakeholders na Governança Corporativa das Organizações Esportivas.

Artigo 14 - LOBBYING DO GLENIF PERANTE O IASB À LUZ DA TEORIA DA AÇÃO COLETIVA DE OLSON de Elayne Patrícia Ribeiro de Santana Azevedo e de Márcia Ferreira Neves Tavares com o objetivo de evidenciar o nível de consonância teórica da constituição e atuação do GLENIF, perante o IASB, com as categorias da ação coletiva de Mancur Olson, expostas por Lindahl (1987).

Artigo 15 - O USO DO ORÇAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO À FORMULAÇÃO DE ESTRATÉGIA E CONTROLE: UM ESTUDO DE CASO EM EMPRESA DO SETOR AGROINDUSTRIAL DA PARAÍBA de Hildegardo Pedro Araújo de Melo, Gilson Rodrigues da Silva, Antônio Moreira Nicolau e de Adilson Celestino de Lima com o objetivo de verificar a influência do instrumento orçamentário no processo gerencial de formulação de estratégias e controle das atividades em empresas do setor do agronegócio brasileiro.

Artigo 16 - ANÁLISE DE CUSTOS E DA AGREGAÇÃO DE VALOR EM UMA GRANJA DE SUÍNOS LOCALIZADA NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SANTA CATARINA de Emanuele Engelage, Antonio Zanin, Sady Mazzioni e de Geovanne Dias de Moura com o objetivo de analisar os custos e a agregação de valor em uma Unidade Produtora de Leitões (UPL) localizada na Região Oeste do Estado de Santa Catarina, a fim de apurar o resultado obtido pelo produtor e pela agroindústria integradora e verificar se a modalidade de atuação praticada é financeiramente vantajosa para ambos.

Artigo 17 - COMPREENSÃO DE LEITURA DE GRADUANDOS EM CONTABILIDADE: A PROPOSIÇÃO DE UMA AGENDA DE PESQUISA de João Carlos Hipólito Bernardes do Nascimento, Marcelo Alvaro da Silva Macedo, José Ricardo Maia de Siqueira e de Ana Carolina Pimentel Duarte da Fonseca com o objetivo de evidenciar o estado de arte da literatura em Contabilidade sobre o nível de compreensão de leitura de graduandos e, a partir desta, busca-se evidenciar questões subjacentes que fomentem a condução de pesquisas no contexto brasileiro.

Artigo 18 - RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA ENTRE A DIVULGAÇÃO VOLUNTÁRIA SOCIAL E AMBIENTAL E AS CARACTERÍSTICAS DAS EMPRESAS DE CAPITAL ABERTO NO BRASIL de Maria Audenôra Rufino e de Márcia Reis Machado com o objetivo de analisar a relação de dependência entre a divulgação voluntária social e ambiental e as características rentabilidade, leverage, propriedade acionária e tamanho das empresas listadas na BM&FBovespa.

Artigo 19 - DISCLOSURE SOCIOAMBIENTAL, REPUTAÇÃO CORPORATIVA E CRIAÇÃO DE VALOR NAS EMPRESAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA de Artur Corrêa Lopes, Márcia Martins Mendes De Luca, Alan Diógenes Góis e de Alessandra Carvalho de Vasconcelos com o objetivo de analisar a relação entre o disclosure socioambiental, a reputação corporativa e a criação de valor nas empresas listadas na BM&FBovespa.

Artigo 20 - SISTEMA DE CUSTO BASEADO NA METODOLOGIA DO CUSTEIO TDABC: UMA EXPERIÊNCIA EM UMA ENTIDADE DE APOIO de Maria Denise Nunes Rodrigues e de Ruth Carvalho de Santana Pinho com o objetivo de analisar os benefícios resultantes da aplicação de um modelo de apuração de custos à luz do Time-Driven Activity-Based Costing (TDABC), em uma entidade de apoio.

 

Boa leitura. Cordiais saudações!

 

Prof. Dr. Maurício Corrêa da Silva

Editor Geral da Revista Ambiente Contábil

                        

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maurí­cio Corrêa da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Doutor em Ciências Contábeis (Multi-institucional das UnB/UFPB/UFRN – 2014/2016). Mestre em Ciências Contábeis (Multi-institucional das UnB/UFPB/UFPE/UFRN - 2004/2005). Especialista em Contabilidade e Controladoria Governamental (UFPE - 2001/2002). Graduado em Ciências Contábeis (Sociedade Civil Colégio Moderno - Faculdades Integradas - Belém - PA - 1981-1985). Lecionou na Faculdade Santa Catarina (FASC), Faculdade Boa Viagem (FBV) e na Faculdade de Ciências Humanas ESUDA (FCHE), no período de agosto de 2002 a julho de 2009. Tem experiência na área contábil do setor público como contador, tomador de contas e auditor interno por mais de 15 anos. Linha de pesquisa: contabilidade governamental, controladoria governamental, auditoria governamental e avaliações quantitativas de políticas públicas. Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) - Departamento de Ciências Contábeis, desde julho de 2009. Leciona as disciplinas: auditoria governamental, controladoria governamental, contabilidade governamental e administração financeira governamental. Artigos publicados estão disponíveis na Homepage: www.researchgate.net/profile/Mauricio_Silva18

Downloads

Publicado

02-01-2017

Como Citar

SILVA, M. C. da. Editorial – Revista Ambiente Contábil – Volume 9 – Número 1 – Ano 2017 (jan./jun./2017). REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 9, n. 1, p. i-iii, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/11031. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

EDITORIAL