Relevância do goodwill e períodos de recessão: evidências no mercado de capitais brasileiro

Palavras-chave: Goodwill, Value relevance, Mercado de capitais.

Resumo

Objetivo: Analisar a relevância do Goodwill para o mercado de capitais brasileiro e verificar possíveis diferenças em períodos de recessão econômica.

Metodologia: Utilizou-se dados econômico-financeiros de companhias que negociam ações na Brasil, Bolsa e Balcão (B3) em períodos trimestrais no intervalo de 2011 a 2018. Para medir a relevância do Goodwill, adotou-se o modelo de avaliação por valor residual que possui alicerce nos estudos de Ohlson (1989) e Ohlson (1995). Para análise dos dados, optou-se pela regressão quantílica, nos quantis 0,10; 0,25; 0,50; 0,75 e 0,90.

Resultados: O mercado reage positivamente ao aumento do Goodwill em todos os níveis (0,10; 0,25; 0,50; 0,75; 0,90) das empresas analisadas, o que sugere que o aumento do seu valor em relação ao ativo implica em aumento do valor de mercado, não apenas em média, mas para todas as empresas, o que converge com os achados de Hartwig (2018) e Faleiro & Souza (2018). Em períodos de recessão econômica, percebe-se que as empresas alocadas nos quantis 0,25, 0,50 e 0,90 são sensíveis a diminuição do valor de mercado, o que demonstra que a crise tem implicações para estas companhias. Além disso, não há diferença significativa da relevância do Goodwill em momentos de crise econômica e dos períodos da inexistência da crise econômica.

Contribuições do Estudo: Como contribuição teórica destaca-se a coleta dos dados de forma mais tempestiva, em que a variável Valor de Mercado foi coletada na data da publicação dos relatórios e o uso da regressão quantílica, uma abordagem diferente, em que pode-se observar em qual faixa a variação do Goodwill é mais relevante para o mercado. Ainda, aponta-se que os resultados do estudo são importantes para os usuários externos, ainda mais ao considerar a discussão que ocorre no IASB acerca do Goodwill.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taise Feltes, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestranda em Contabilidade pela Universidade Federal de Santa Catarina (USFC) e Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). 

Ernesto Fernando Rodrigues Vicente, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Administração pela Universidade de São Paulo (USP), e professor do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Alex Mussoi Ribeiro, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (USP), e professor do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). 

Referências

AbuGhazaleh, N. M., Al-Hares, O. M., & Haddad, A. E. (2012). The value relevance of Goodwill impairments: UK evidence. International Journal of Economics and Finance, 4(4), 206-216. doi:10.5539/ijef.v4n4p206

Bezerra, F. A.; Lopes, A. B. Lucro e Preço das ações. In Iudicibus, S. de, Lopes, A. B. (Coord.), Teoria avançada da contabilidade. São Paulo: Atlas, 2012.

Ball, R., & Brown, P. (1968). An empirical evaluation of accounting income numbers. Journal of accounting research, 159-178. doi:10.2307/2490232

Barth, M. E., & Clinch, G. (1998). Revalued financial, tangible, and intangible assets: Associations with share prices and non-market-based value estimates. Journal of accounting research, 36, 199-233.

Barth, M. E., Beaver, W. H., & Landsman, W. R. (1996). Value-relevance of banks' fair value disclosures under SFAS No. 107. Accounting Review, 513-537. doi: 10.2307/248569

Beaver, W. H. (1968). The information content of annual earnings announcements. Journal of accounting research, 67-92. doi: 10.2307/2490070

Cameron, A. C., & Trivedi, P. K. (2009). Microeconometrics using stata (Vol. 5, p. 706). College Station, TX: Stata press

Cappellesso, G., Rocha, L. C. N., & Dantas, J. A. (2018). Value relevance da perda por redução ao valor recuperável do Goodwill: Evidências das empresas listadas na BM&FBovespa. Contabilidade Vista & Revista, 29(3), 102-120. doi: 10.22561/cvr.v29i3.4276

Duarte, F. C. L., Girão, L. F. D. A. P., & Paulo, E. (2017). Avaliando Modelos Lineares de Value Relevance: Eles Captam o que Deveriam Captar?. Revista de Administração Contemporânea, 21(spe), 110-134. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1982-7849rac2017160202

Dal Magro, C. B., da Silva, A., Padilha, D., & Klann, R. C. (2017). Relevância dos ativos intangíveis em empresas de alta e baixa tecnologia. Nova Economia, 27(3),609-640. http://dx.doi.org/10.1590/0103-6351/3214

Faleiro, L. E. (2018). A relevância do Goodwill para o mercado de capitais: uma análise do value relevance no período de adoção integral das ifrs no brasil. Repositório de Trabalhos de Conclusão de Curso e Monografias.

Florackis, C., Giorgioni, G., Kostakis, A., & Milas, C. (2014). On stock market illiquidity and real-time GDP growth. Journal of International Money and Finance, 44, 210-229. https://doi.org/10.1016/j.jimonfin.2014.02.006

Greene, W. H. (2000). Econometric analysis 4th edition. International edition, New Jersey: Prentice Hall, 201-215.

Hadi, A. S. (1992). Identifying multiple outliers in multivariate data. Journal of the Royal Statistical Society: Series B (Methodological), 54(3), 761-771. doi: 10.2307/2345856

Hartwig, A. (2018). Relevância da informação contábil acerca do Goodwill para o mercado de capitais brasileiro. In Anais do Congresso Brasileiro de Custos-ABC, 1-16.

Healy, P. M., & Palepu, K. G. (2001). Information asymmetry, corporate disclosure, and the capital markets: A review of the empirical disclosure literature. Journal of accounting and economics, 31(1-3), 405-440. https://doi.org/10.1016/S0165-4101(01)00018-0

Hendriksen, H. S., & Breda, M. F. V. (1999). Teoria da Contabilidade (1a edição). São Paulo: Editora Atlas.

Holthausen, R. W., & Watts, R. L. (2001). The relevance of the value-relevance literature for financial accounting standard setting. Journal of accounting and economics, 31(1-3), 3-75. https://doi.org/10.1016/S0165-4101(01)00029-5

Holtz, L., & Almeida, J. E. F. D. (2013). Estudo sobre a relevância e a divulgação dos ativos biológicos das empresas listadas na BM&FBOVESPA. Sociedade, Contabilidade e Gestão, 8(2), 28-46. doi: 10.21446/scg_ufrj.v8i2.13289

Lapointe-Antunes, P., Cormier, D., & Magnan, M. (2009). Value relevance and timeliness of transitional Goodwill-impairment losses: Evidence from Canada. The International Journal of Accounting, 44(1), 56-78. https://doi.org/10.1016/j.intacc.2008.12.006

Lopes, A. B., & Iudicibus, S. D. (2004). Teoria avançada da contabilidade. São Paulo: Atlas.

Martins, V. G., (2012). Análise do value relevance dos ativos intangíveis e Goodwill nas companhias abertas brasileiras. In: Anais Encontro da Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Florianópolis, SC, Brasil.

Ohlson, J. A. (1989). Accounting earnings, book value, and dividends: The theory of the clean surplus equation (part 1). Unpublished Working Paper (Columbia University).

Ohlson, J. A. (1995). Earnings, book values, and dividends in equity valuation. Contemporary accounting research, 11(2), 661-687. https://doi.org/10.1111/j.1911-3846.1995.tb00461.x

Oliveira, L., Rodrigues, L. L., & Craig, R. (2010). Intangible assets and value relevance: Evidence from the Portuguese stock exchange. The British Accounting Review, 42(4), 241-252. https://doi.org/10.1016/j.bar.2010.08.001

Pronunciamento técnico CPC 00 (R1), de 02 de dezembro de 2011. Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro. Recuperado de http://static.cpc.aatb.com.br/Documentos/147_CPC00_R1.pdf

Pronunciamento técnico CPC 15 (R1), de 03 de junho de 2011. Combinação de negócios. Recuperado de http://static.cpc.aatb.com.br/Documentos/235_CPC_15_R1_rev%2013.pdf

Silveira, F., de Sousa, A. M., Ribeiro, A. M., & Rover, S. (2019). Relevância do Valor Justo dos Ativos Biológicos Para o Mercado: Uma Análise com Companhias Brasileiras de Capital Aberto que Atuam com Agronegócios. In: Anais do XIX USP International Conference in Accounting, 1-20.

Sousa, A. M., Noriller, R. M., Huppes, C. M., Lopes, A. C. V., & Meurer, R. M. (2018). Relation between the macroeconomic variables and the stock return in companies of the finance and insurance sector from Latin American stock market. Globalización, Competitividad y Gobernabilidad de Georgetown/Universia, 12(3), 20-30. doi: 10.3232/GCG.2018.V12.N3.01

Souza, M. M., Borba, J. A., & Lunkes, R. J. (2014). Evidenciação das exigências pertinentes ao impairment do Goodwill nas empresas de capital aberto brasileiras no período de 2008 a 2011. Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace, 5(1), 1-16.

Souza, M. M. D., & Borba, J. A. (2017). Value relevance vis-a-vis disclosure on business combinations and Goodwill recognized by publicly traded Brazilian companies. Revista Contabilidade & Finanças, 28(73), 77-92. http://dx.doi.org/10.1590/1808-057x201703240

Tsouma, E. (2009). Stock returns and economic activity in mature and emerging markets. The Quarterly Review of Economics and Finance, 49(2), 668-685. https://doi.org/10.1016/j.qref.2008.02.002

Publicado
02-07-2021
Como Citar
FELTES, T.; VICENTE, E. F. R.; RIBEIRO, A. M. Relevância do goodwill e períodos de recessão: evidências no mercado de capitais brasileiro. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, v. 13, n. 2, p. 63-79, 2 jul. 2021.
Seção
Seção 1: Contabilidade Aplicada ao Setor Empresarial (S1)