QUAIS ATRIBUTOS DEFINEM UM BOM PROFESSOR? PERCEPÇÃO DE ALUNOS DE CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS OFERTADOS NO BRASIL E EM PORTUGAL

Autores

  • Ana Paula Capuano da Cruz Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Alexandre Costa Quintana Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Débora Gomes Machado Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Flávia Regina Czarneski Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Luane de Oliveira Lucas Universidade Federal do Rio Grande - FURG

DOI:

https://doi.org/10.21680/2176-9036.2017v9n1ID7222

Resumo

Esta investigação buscou identificar e comparar os atributos que na percepção de alunos de cursos de Ciências Contábeis ofertados no Brasil e em Portugal definem o bom professor. O estudo está ancorado no modelo de Lowman (2004), que defende que o perfil do bom professor pode ser definido a partir de um conjunto de seis atributos: (i) conhecimento, planejamento e didática, (ii) capacidade tecnológica, (iii) relacionamento com os discentes, (iv) atributos pessoais, (v) capacidade de motivação e (vi) nível de exigência. O levantamento foi conduzido por meio de questionário eletrônico com 151 alunos vinculados a Universidade Federal do Rio Grande (91 estudantes) e a Universidade de Aveiro (60 estudantes). Empregou-se a técnica de análise fatorial para análise dos dados. Os achados indicam que os estudantes brasileiros definem o bom professor como aquele que tem domínio do conteúdo, que tem didática e se mostra claro nas explicações. Os estudantes portugueses atribuem maior importância a atributos como conhecimento teórico e prático e capacidade de estabelecer ligação entre estes, além de indicarem a relevância de possuir domínio do conteúdo e capacidade de explicação. Em síntese, os principais atributos para definir um bom professor estão ligados ao planejamento, conhecimento, didática, características de relacionamento e motivação, que explicam 94% do perfil do bom professor.

Palavras-chave: Atributos do bom professor. Docência em Ciências Contábeis. Preferências discentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Capuano da Cruz, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Doutora em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (FEA/USP), Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Professora do Instituto de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Alexandre Costa Quintana, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (FEA/USP), Mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Professor do Instituto de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Débora Gomes Machado, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Doutora em Ciências Contábeis e Administração pela Universidade Regional de Blumenau (FURB), Mestre em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale dos Sinos (UNISINOS).

Professora do Instituto de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Flávia Regina Czarneski, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Mestre em Administração também pela UFSC.

Professora do Instituto de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Luane de Oliveira Lucas, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Referências

ALBUQUERQUE, C. M. S. Processo ensino-aprendizagem: características do professor eficaz. Millenium, 39: 55-71, 2010.

ANTONELLI, R. A., COLAUTO, R. D., & CUNHA, J. V. A. Expectativa e satisfação dos alunos de ciências contábeis com relação às competências docentes. REICE, 10(1), 2012.

ANTONELLI, R. A.; GUELFI, B. F. C.; TUMELERO, R. C.; VOESE, S. B. Características Do Bom Professor Sob A Ótica Dos Discentes De Ciências Contábeis Da Geração Y. In: Congresso da ANPCONT, IX, 2015, Curitiba, Anais ... Paraná: ANPCONT, 2015.

APOSTOLOU, B., DORMINEY, J. W., HASSELL, J. M., & REBELE, J. E. Accounting education literature review (2013–2014). Journal of Accounting Education, v. 33(2), p. 69-127, 2015.

APOSTOLOU, B., DORMINEY, J. W., HASSELL, J. M., & WATSON, S. F. Accounting education literature review (2010–2012). Journal of Accounting Education, v. 31(2), p. 107-161, 2013.

APOSTOLOU, B., HASSELL, J. M., REBELE, J. E., & WATSON, S. F. Accounting education literature review (2006–2009). Journal of Accounting Education, v. 28(3), p. 145-197, 2010.

ARAÚJO, T. S.; LIMA, F. D. C.; OLIVEIRA, A. C. L; MIRANDA, G. J. Problemas Percebidos no Exercício da Docência em Contabilidade. Revista Contabilidade & Finanças, 26(67): 93-105, 2015.

BORRERO, M., & LOSADA, S. El perfil del buen docente universitario. Una aproximación en función del sexo del alumnado. REDU – Revista de docência Universitária, 10(2): 237-240, 2012.

BOZU, Z., & HERRERA, J. C. El profesorado universitario en la sociedad del conocimiento: competencias profesionales docents. Disponível em: http://educacioncientifica.org/Refiedu/Vol2_2/REFIEDU_2_2_4.pdf. Acesso em 21/04/2015. 2009.

CATALDI, Z. Un nuevo perfil del profesor universitario. Revista de informatica educativa y medios audiovisuales, 1(3):28-33, 2004.

CATAPAN, A.; COLAUTO, R. D.; SILLAS, E. P. Percepção dos discentes sobre os docentes exemplares de contabilidade em IES públicas e privadas. Revista de Informação Contábil. 6(2): 63-82, 2012.

CUNHA, M. I. da. O bom professor e sua prática (3rd ed.). Campinas: Papirus, 1994.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

FÁVERO, L. P., BELFIORE, P., SILVA, F. L., & CHAN, B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

GAMMIE, B., GAMMIE, E., & CARGILL, E. Personal skills development in the accounting curriculum. Accounting Education, v. 11(1), p. 63-78, 2002.

GASSNER, F. P. Percepções e preferências, em relação ao ensino, dos estudantes de Ciências Contábeis das universidades federais do sul do Brasil. 2010. 160f. Dissertação (Mestrado em Contabilidade) – Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil, 2010.

GRADVOHL, R. F., LOPES. F. F. P., & COSTA, F. J. O perfil do bom professor de contabilidade: uma análise a partir da perspectiva de alunos de cursos de graduação. In: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, 9, 2009, São Paulo, Anais ... São Paulo: FIPECAFI, 2009.

GUIMARÃES, J. Competências do professor universitário: a prática como itinerário para a aprendizagem ativa do aluno e para a formação continuada do docente. In: Encontro da ANPAD, XXXVIII, 2014, Rio de Janeiro, Anais ... Rio de Janeiro: ANPAD, 2014.

HERNANDES, D. C. R., PELEIS, I. R., & BARBALHO, V. F. O professor de contabilidade: habilidades e competências. In Saraiva (Ed.), Didática do ensino da contabilidade: aplicável à outros cursos superiores (1st ed., pp. 61–119). São Paulo, 2006.

HOFFMANN, J. M. L. Avaliação: mito e desafio. São Paulo: Mediação, 2003.

KÜHL, M. R., MAÇANEIRO, M. B., CUNHA, J. C.; CUNHA, S. K. da. O valor das competências docentes no ensino da Administração. Revista de Administração de São Paulo, 48: 783–799, 2013. doi:10.5700/rausp1121.

LOWMAN, J. Dominando as técnicas de ensino. São Paulo: Atlas, 2004.

LUCKESI, C. C. Avaliação de aprendizagem escolar: estudos e proposições. 5. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

MAGALHÃES, Y. T.; PATRUS, R. Quem foi seu melhor professor no curso de administração? uma análise dos tipos de bons professores sob a ótica do aluno. In: Encontro da ANPAD, XXXVII, 2013, Rio de Janeiro, Anais ... Rio de Janeiro: ANPAD, 2013.

MALM, B.; LÖFGREN, H. Teacher competence and student ?s conflict handling strategies. Research in Education, 76: 62-73, 2006.

MARION, J. C.; GARCIA, E.; CORDEIRO, M. Discussão sobre

metodologias de ensino aplicáveis à contabilidade. Contabilidade Vista & Revista, 10(1): 28-33, 1999.

MARSH, H. W. Multidimensional student’s evaluations of teaching effectiveness: a teste of alternativa higher-order structures. Journal of Educationl Psychology, 83: 285–296, 1991.

MASETTO, M. T. Competências pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus, 2003.

NOGUEIRA, D. R.; NOVA, S. P. C. C.; CARVALHO, R. C. O. O bom professor na perspectiva da geração Y: uma análise sob a percepção dos discentes de Ciências Contábeis. Enfoque: Reflexão Contábil, 31(11): 37–52, 2012. doi: 10.4025/enfoque.v31i3.16895.

NOSSA, V. Formação do corpo docente dos cursos de graduação em contabilidade no Brasil: uma análise crítica. Caderno de Estudos, São

Paulo: FIPECAFI, nº 21 – Maio a Agosto, 1999.

OTT, E.; CUNHA, J. V. A.; CORNACCHIONE Jr, E. B.; DE LUCA, M. M. M. Relevância dos conhecimentos, habilidades e métodos instrucionais na perspectiva de estudantes e profissionais da área contábil: estudo comparativo internacional. Revista Contabilidade & Finanças, v. 22(57), p. 338-356, 2011.

PAN, D.; TAN, G. S. H.; RAGUPATHI, K.; BOOLUCK, K.; ROOP, R.; IP, Y. K. Profiling teacher/teaching using descriptors derived from qualitative feedback: Formative and summative applications. Research in Higher Education, 50, 73–100, 2009. doi:10.1007/s11162-008-9109-4.

PLUTARCO, F. F., & GRADVOHL, R. F. Competências dos professores de Administração: a visão dos alunos de cursos de Graduação. In: Encontro da ANPAD, XXXIV, 2010, Rio de Janeiro, Anais ... Rio de Janeiro: ANPAD, 2010.

PORTUGAL. Lei n.o 49 de 30 de Agosto de 2005. Alteração à Lei de Bases do Sistema Educativo. Disponível em: <http://www.dges.mctes.pt/NR/rdonlyres/720F589D-0360-48D2-AE1D-80142EA2BB8A/497/11Lei_49_2006.pdf>. Acesso em 14/08/2014.

PÓVOA, M. Anatomia da internet: investigações estratégicas sobre o universo digital. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2000.

RANGEL, M. Representação e reflexões sobre o bom professor. Petrópolis: Vozes, 1994.

REICHEL, N.; ARNON, S.A multicultural view of the good teacher in Israel. Teachers and Teaching: Theory and Practice, 15(1): 59–85, 2009.

SANTANA, A. L. A.; ARAÚJO, A. M. P. Aspectos do perfil do professor de Ciências Contábeis e seu reflexo no Exame Nacional de Desempenho dos estudantes ( ENADE ) – um estudo nas universidades federais do Brasil. Revista Contabilidade Vista & Revista, 22(4): 73–112, 2012.

VIEIRA, C. DE C. N., PADILHA, C. K., & DOMINGUES, M. J. C. de S. Características esperadas do professor atuante nos cursos de Administração e Ciências Contabeis. Revista Da UNIFEBE, 1(12): 125–

, 2013.

WHALE, D. Technology skills as a criterion in teacher evaluation. Journal of Technology and Teacher Education, 14(1), 61–74, 2006.

ZABALZA, M. A. Competencias docentes del profesorado universita?rio: calidad y desarrollo profesional. Madri: Narcea, 2004.

ZANELLA, L. Aprendizagem: uma introdução. Em J. La Rosa (Org.), Psicologia e Educação: o significado do aprender (pp. 17-31). Porto Alegre: EIPUCRS, 1997.

Downloads

Publicado

02-01-2017

Como Citar

CRUZ, A. P. C. da; QUINTANA, A. C.; MACHADO, D. G.; CZARNESKI, F. R.; LUCAS, L. de O. QUAIS ATRIBUTOS DEFINEM UM BOM PROFESSOR? PERCEPÇÃO DE ALUNOS DE CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS OFERTADOS NO BRASIL E EM PORTUGAL. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 163–184, 2017. DOI: 10.21680/2176-9036.2017v9n1ID7222. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/7222. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS