Macunaíma fervendo no Buraco do Mar

o frevo e a concepção de música brasileira

Autores

Palavras-chave:

Frevo, Música brasileira, Música popular brasileira, Música popular, Patrimônio

Resumo

A música é uma das expressões mais diversas da cultura brasileira. As matrizes que a fundamentam estão especialmente na cultura popular. No Brasil, ela é frequentemente relacionada a questões de criação de identidade. Nesse aspecto, destacam-se as culturas africana e afro-brasileira, assim como o apontamento para as culturas musicais do Nordeste do Brasil como o berço da cultura autenticamente brasileira. Este artigo tem como objetivo apresentar uma discussão sobre música brasileira a partir do frevo. A metodologia está baseada principalmente na pesquisa bibliográfica sobre o frevo e sobre música brasileira. Esta última com base no trabalho de Mário de Andrade e na constituição de um pensamento modernista e nacional. A pesquisa também apresenta dados etnográficos, a partir de dois momentos principais: o carnaval de Pernambuco (janeiro e fevereiro de 2023), e o espetáculo em homenagem ao escritor Mário de Andrade, a Lira Nordestina (janeiro de 2023). Essas práticas etnográficas envolveram vivência pessoal e conversas com músicos que tocam frevo, com passistas (dançarinos do frevo), com brincantes e com foliões. A definição do que é música brasileira ainda está influenciada por um ethos moderno fundamentado no início do século XX. E isso tem influenciado as práticas performáticas musicais atuais, como a do frevo, que contribui para a continuidade desse pensamento.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marília Santos, Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda e mestre em Música, pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduada em Música, pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e em Letras, pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru (FAFICA).

Referências

AMARAL, Rita. Festas católicas brasileiras e os milagres do povo. Civitas, v. 3, n. 1, p. 187-205, 2003.

ANDRADE, Mário. As melodias do boi e outras peças. Preparação, introdução e notas de Oneyda Alvarenga. São Paulo: Duas Cidades; Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1987.

ANDRADE, Mário. Ensaio sobre música brasileira. Organização, estabelecimento de texto e notas de Flávia Toni. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2020.

BENCK, Ayrton Müzel. O frevo-de-rua no Recife: características sócio-histórico-musicais e um esboço estilístico-interpretativo. 155f. Tese (Doutorado em Música), Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2008.

BLACKING, John. How musical is man? 6. ed. Seattle: University of Washington Press, 2000.

BOTELHO, André; HOELZ, Maurício. Macunaíma contra o Estado Novo. Novos Estudos, São Paulo, v. 37, n. 2, p. 335-357, 2018.

BRASIL. Decreto-Lei nº 25, de 30 de novembro de 1937. Organiza a proteção do patrimônio histórico e artístico nacional. Rio de Janeiro, 1937. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del0025.htm. Acesso em: 19 jan. 2023.

DA MATTA, Roberto. Relativizando: uma introdução à antropologia social. Rio de Janeiro: Rocco, 1987.

DE MARCHI, Leonardo. Indústria fonográfica e a nova produção independente: o futuro da música brasileira? Comunicação, Mídia e Consumo, v. 3, n. 7, p. 167-182, 2006.

DOSSIÊ DO FREVO. Coordenação Yêda Barbosa. Brasília. Distrito Federal: Iphan. Frevo, 2016. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/62/. Acesso em: 18 jan. 2023.

DUARTE, Pedro. O Brasil e o os Brasis de Mário de Andrade. Estudos Avançados, v. 36, n. 104, p. 35-52, 2022.

FOLHA DE PERNAMBUCO. ‘Mário de Andrade – Lira Nordestina’: escritor ganha tributo em recital no Santa Isabel. Recife, 2023. Disponível em: https://www.folhape.com.br/cultura/mario-de-andrade-lira-nordestina-escritor-ganha-tributo-em/253583/. Acesso em: 6 mar. 2023.

IPHAN. Frevo. 2023. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/62/. Acesso em: 18 jan. 2023.

NASCIMENTO, Evando. A Semana de Arte Moderna de 1922 e o Modernismo Brasileiro: atualização cultural e “primitivismo” artístico. Gragoatá, v. 20, n. 39, p. 376-391, 2015.

NOVA, Júlio César Fernandes Vila. Panorama de folião: cultura e percussão no discurso do frevo de bloco. 191f. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.

OLIVEIRA, Valdemar. Frevo, capoeira, passo. Recife: Cepe, 1971.

REAL, Katarina. O folclore no carnaval do Recife. 2. ed. e atual. Recife: Fundação Joaquim Nabuco: Messangana, 1990.

SANDRONI, Carlos. Feitiço Decente, transformações do samba no Rio de Janeiro (1917-1933). Rio de Janeiro: UFRJ Editora: Zahar, 2008.

SANDRONI, Carlos. Notas sobre etnografia em Mário de Andrade. Estudos Avançados, v. 36, n. 104, p. 205-223, 2022.

SANDRONI, Carlos et al. Músicos nas festas populares do Nordeste: transformações recentes no forró e nas festas de São João. In: LÜHNING, Angela; TUGNY, Rosângela Pereira de (org.). Etnomusicologia no Brasil, Salvador: EDUFBA, 2016. p. 277-309.

SEEGER, Anhony. Etnografia da música. Tradução Giovanni Cirino. Cadernos de Campo, n. 17, p. 237-259, 2008.

SILVA, Fernando Fernandes da. Mário e o patrimônio: um anteprojeto ainda atual. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, n. 30, p. 129-138, 2002.

STOKES, Martin. (org.). Ethnicity, identity and music: the musical construction of place. Oxford and New York: Berg, 1997a.

STOKES, Martin. Place, exchange and meaning: black sea musicians in the west of Ireland. In: STOKES, M. (org.). Ethnicity, identity and music: the musical construction of place. Oxford, New York: Berg, 1997b. p. 97-115.

STOKES, Martin. Music and the global order. Anual Review of Anthropology, v. 33, p. 47-72, 2004.

TONI, Flávia; FRESCA, Camila. Natureza e Modernismo: Mário de Andrade e Villa-Lobos antes da Semana. Estudos Avançados, v. 36, n. 104, p. 134-183, 2022.

UNESCO. A ciência para o século XXI. Uma nova visão e uma base de ação. Budapeste e Santo Domingo. Brasília: UNESCO, ABIPTI, 2003.

Downloads

Publicado

15-08-2023

Como Citar

SANTOS, M. Macunaíma fervendo no Buraco do Mar: o frevo e a concepção de música brasileira. Diálogos Sonoros, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 1–28, 2023. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/dialogossonoros/article/view/32767. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos