Fronteiras e limites na prática da pedagogia da alternância a partir do Médio Jequitinhonha-MG

  • Rafael Pereira Santos UFVJM
  • Roberta Alves Silva UFVJM - Universidade dos Vales Jequitinhonha e Mucuri
Palavras-chave: Alternância, Antropologia da educação, Escola e família, Atividades de retorno

Resumo


Este trabalho apresenta sucintamente o surgimento das Escolas Famílias Agrícolas – EFAs e sua expansão da França até o Brasil discutindo as experiências de alternâncias e suas implicações teóricas e práticas. Discutem-se as potencialidades e problemáticas de se manter uma EFA no sentido estrutural e pedagógico no contexto do Vale do Jequitinhonha. A metodologia utilizada embasa-se na análise bibliográfica e pesquisa participante com base em Brandão (1985) a partir das observações na escola e entrevistas junto aos monitores considerando as suas tutorias aos estudantes. Os resultados apresentam a necessidade de engajamento e articulação sociopolítica das EFAs para continuar oferecendo a formação integral dos jovens do campo, que só se realiza a partir da formação continuada dos monitores e efetivo diálogo entre escola, família e comunidade a partir do empoderamento de todos os envolvidos na utilização dos “instrumentos pedagógicos”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

  • AMEFA. Escola Família Agrícola: construindo educação e cidadania no campo. Belo Horizonte: O Lutador, 2004.

  • ARROYO, Miguel G; CALDART, Roseli S.; MOLINA, Mônica C. (Org.). Por uma educação do campo. 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

  • BARBOSA, Luciano. Entrevista concedida a Rafael Pereira Santos. Virgem da Lapa, 20 de dezembro de 2019.

  • BEGNAMI, João B. Pedagogia da Alternância como sistema educativo. Revista da Formação por Alternância, v.1, n.2, (2005-). União Nacional das Escolas Famílias Agrícolas do Brasil (UNEFAB). Belo Horizonte: Lutador, 2005.

  • BRANDÃO, Carlos R. (Org.). Repensando a Pesquisa Participante. São Paulo: Brasiliense, 1985.

  • BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases. Brasília-DF, 1996.

  • CERTEAU. Michel. A Cultura no Plural. 7. ed. Rio de Janeiro: Papirus – Coleção Travessia, 2012.

  • FRANCA; Marinalva J; BEGNAMI, João B; SANTOS, Idalino F. (org). Escola Família Agrícola: construindo educação e cidadania no campo. Belo Horizonte: O Lutador, 2004.

  • FUNDO CRISTÃO PARA CRIANÇAS. Escola Família Agrícola: um novo caminho para o Vale Jequitinhonha. Belo Horizonte, 1996.

  • GIMONET, Jean C. Alternância, Adolescência e pré-adolescência. Revista da Formação por Alternância, União Nacional das Escolas Famílias Agrícolas do Brasil (UNEFAB),v.1, n.1. Belo Horizonte: Lutador, 2005.

  • GONÇALVES, Mônica A.; SILVA, Mara. A. Princípios norteadores das EFAs: potencialidades e desafios para o funcionamento no Vale do Jequitinhonha. In: SOUZA, João V. A.; NOGUEIRA, Maria D. P. (Org.) Vale do Jequitinhonha: desenvolvimento e sustentabilidade. Belo Horizonte: UFMG/PROEX, 2011.

  • GUERRERO, Patrícia. O Vale Jequitinhonha e seus Contrastes. Tese de (Doutorado em educação). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

  • LOPES, Maria P. Entrevista concedida a Rafael Pereira Santos. Virgem da Lapa, 20 de dezembro de 2019.

  • MARTINS, José Souza. A militarização da questão agrária no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1985.

  • MARTINS, Maria de F. A; ROCHA, Maria I. ; MARTINS. Territórios Educativos na Educação do Campo, Escola, Comunidade e Movimentos Sociais. São Paulo: Autêntica, 2012.

  • MATOS, Ralfo; GARCIA, Ricardo. Vale do Jequitinhonha: Formação histórica, populações e movimentos. In: SOUZA, João V. A. de S, Márcio Simeone Henriques (org.). Belo Horizonte: UFMG/ PROEX, 2010.

  • NASCIMENTO, Elaine C. do. Revista Contemporâneos: Revista de artes e humanidades Vale Jequitinhonha: Entre a carência social e a riqueza cultural, n.4, maio-out., 2009.

  • PUIG-CALVÒ, P., & GONZÁLEZ-GARCÍA, J. (2018). La formación por alternancia-dual. Interacciones empresa y centro de formación: acompañamiento y experiência. In: 3r Congrés d’Economia i Empresa de Catalunya. Recuperado de: https://www.scipedia.com/public/PERE_GARCIA_2018a.

  • SANTOS, Marinete D. Entrevista concedida a Rafael Pereira Santos. Virgem da Lapa, 20 de dezembro de 2019.

  • SANTOS, Rafael P. A questão da memória no processo de ensino e aprendizagem da língua patxôhã. Saarbrücken -Alemanha: Editora Novas Edições Acadêmicas, 2016.

  • SANTOS, Rafael P. Da Existência Ilhada ao Território: estratégias e trajetórias da Comunidade de Croatá, MG na busca de conquistar seu território. [Dissertação de Mestrado]. Diamantina: UFVJM, 2018. 233 p

  • SILVA, Lourdes H. As Experiências de Formação de Jovens do Campo: Alternância ou Alternâncias? Viçosa: Editora UFV, 2003.

  • SILVA, Lourdes H. Revista da Formação por Alternância, v.1, n.2, (2005-). União Nacional das Escolas Famílias Agrícolas do Brasil (UNEFAB). Modalidades, representações e práticas de alternância na formação de jovens agricultores. Belo Horizonte: Lutador, 2005.

  • SILVA, Roberta A. Transformações nos ecossistemas da comunidade tradicional de Monte Alegre: estratégias socioambientais de existência, resistência e reinvenção. [Dissertação de Mestrado]. Diamantina: UFVJM, 2020. 144 p.

Publicado
12-08-2021
Como Citar
PEREIRA SANTOS, R.; SILVA, R. A. Fronteiras e limites na prática da pedagogia da alternância a partir do Médio Jequitinhonha-MG. Equatorial – Revista do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, v. 8, n. 15, p. 1-20, 12 ago. 2021.