O Brasil não é a Europa do holocausto

K. Relato de uma busca e uma nova perspectiva do Brasil durante a ditadura militar

  • Thaís Sant'Anna Marcondes Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Kucinski, Kafka, Ditadura

Resumo

A proposta deste trabalho é estudar o livro K. Relato de uma busca, de Bernardo Kucinski, levando em consideração a construção espacial do Brasil ditatorial pela narrativa. Interessa-nos observar os aspectos do livro que nos remetem ao universo labiríntico de Kafka, em O processo; a caracterização dos espaços marcados pela repressão; e o olhar crítico de estranhamento de um estrangeiro sobre a ditadura militar no Brasil. Para isso, recorreremos à definição de não-lugar desenvolvida por Augé (2009), a fim de pensar de que forma a ficção de Kucinski caracteriza alguns espaços da estrutura repressiva como locais de passagem, que não criam identidade nem relações, mas tensão solitária; locais onde o indivíduo precisa estar sempre provando sua inocência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaís Sant'Anna Marcondes, Universidade Federal Fluminense

Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Doutoranda em Literatura Comparada na Universidade Federal Fluminense (UFF). Membro do grupo de pesquisa Nação-Narração, coordenado pela professora Dra. Lucia Helena. Currículo Lattes:  http://lattes.cnpq.br/6097224456269813. E-mail: thaissantannamarcondes@gmail.com

Publicado
18-07-2020
Como Citar
SANT’ANNA MARCONDES, T. O Brasil não é a Europa do holocausto. Revista Espacialidades, v. 16, n. 2, p. 173-199, 18 jul. 2020.