BIOPODER E SABER MÉDICO

normatização, vigilância e controle de corpos tuberculosos (Brasil, 1920 – 1970)

  • Francisco Egberto de Melo Universidade Regional do Cariri
  • Raiza Amanda Gonçalves de Souza Universidade Regional do Cariri - URCA
  • Deyvillanne Santos Oliveira dos Anjos
Palavras-chave: Tuberculose. Controle. Biopoder e Espaço Social

Resumo

Partindo dos conceitos de biopoder e de sociedade da normalização, analisamos a criação do Departamento Nacional de Saúde Pública (DNSP) e a luta contra a tuberculose, no Brasil, entre os anos de 1920 e 1970, utilizando documentos institucionais, relatos e jornais para identificar as articulações entre o saber médico e a legislação que geraram relações de poder capilarizadas nos espaços sociais, criando uma teia de regulação e disciplina normatizadora e normalizadora de hábitos e costumes individuais e da sociedade em geral. Identificamos essas práticas cotidianas como artes de viver que se retroalimentavam com a criação e redefinição de espaços de controle e vigilância da tuberculose e pessoas, como habitações, escolas, fábricas e hospitais, a exemplo do Hospital Manuel de Abreu na cidade de Crato, Ceará-Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Egberto de Melo, Universidade Regional do Cariri

Professor do Departamento de História da Universidade Regional do Cariri (URCA). Mestre em História Social e Doutor em Educação. Líder do Núcleo de Pesquisa Ensino, História e Cidadania - NUPHISC/CNPq. Pesquisador produtividade BPI/FUNCAP, tendo como projeto de pesquisa: Biopoder, Saúde e Saber Médico: o Hospital Manuel de Abreu e as práticas de cura da tuberculose na região do cariri, nos anos de 1970. CV: http://lattes.cnpq.br/9678929686996279

email: francisco.melo@urca.br

 

Raiza Amanda Gonçalves de Souza, Universidade Regional do Cariri - URCA

Estudante de Enfermagem da Universidade Regional do Cariri. Bolsista do Projeto de pesquisa em fase de conclusão:"Biopoder, Saúde e Saber médico: O Hospital Manuel de Abreu e as práticas de cura e controle da tuberculose na Região do Cariri nos anos de 1970", coordenado pelo professor Dr. Francisco Egberto de Melo e financiado pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Cient´ífico e Teconológioc - FUNCAP-CE. CV: http://lattes.cnpq.br/1437942309481845

 

Deyvillanne Santos Oliveira dos Anjos

Estudante do curso de História da Universidade Regional do Cariri, bolsista no projeto de pesquisa "Biopoder, Saúde e Saber médico: O Hospital Manuel de Abreu e as práticas de cura e controle da tuberculose na Região do Cariri nos anos de 1970", coordenado pelo professor Dr. Francisco Egberto de Melo e financiado pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FUNCAP-CE. CV: http://lattes.cnpq.br/2753886464075001

email: deyvillanne@gmail.com

Referências

AGOSTINHO, Santo. Trindade/De Trinitate (edição Bilíngue). Coimbra: Paulinas, 2007
BERTOLLI FILHO, Claudio. História social da tuberculose e do tuberculoso: 1900-1950 [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2001. 248p. Antropologia & Saúde collection. ISBN 85-7541-006-7. Available from SciELO Books
BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. (Introdução, organização e seleção de Sérgio Miceli). São Paulo: Perspectiva. 1974.
CASTILHO, Silvia Diez; BARROS FILHO, Antonio de Azevedo; COCETTI, Monize. Evolução histórica dos utensílios empregados para alimentar lactentes não amamentados. Ciência & Saúde Coletiva, 15(Supl. 1):1401-1410, 2010. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/csc/2010.v15suppl1/1401-1410/ Acesso em: 15 de dezembro de 2019.
ELIAS, Norbert. O processo civilizador. Rio de Janeiro: 1994, v. 2.
FOUCAULT, Michel. Em defesa da Sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). São Paulo: Martins Fontes, 2010;
FOUCAULT, Michel. Os Anormais. São Paulo: Martins Fontes, 2010b.
FOUCAULT, Michel. O Nascimento do Hospital. In: A microfísica do poder. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2016.
HIJJAR, Miguel Aiub; GERHARDT, Germano; TEIXEIRA, Gilmário Mourão; Maria José PROCÓPIO. Retrospecto do controle da tuberculose no Brasil. IN: Revista Saúde Pública, 2007, p. 50-58).
MACIEL, Marina de Souza; MENDES, Plínio Duarte; GOMES, Andréia Patrícia; SIQUEIRA-BATISTA, Rodrigo. A história da tuberculose no Brasil: os muitos tons (de cinza) da miséria. IN: Revista Brasileira de Clínica Médica, 2012, mai-jun, p. 226-230).
NASCIMENTO, Dilene Raimundo do. As pestes do século XX – tuberculose e AIDS no Brasil, uma história comparada. Rio de Janeiro: Editora da FIOCRUZ, 2005.
ROUCHE, Michel. A Alta Idade Média Ocidental. IN: ARIÉS, Philippe; DUBY, Georges (Orgs.). História da Vida Privada. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. V. 1. Do Império Romano ao ano mil, org. Paul Veyne.
SANTOS, Araci Alves. Conferências de educação sanitária em escolas e fábricas nos anos 20. Anais do XVI Encontro Regional de História da ANPUH-RJ. Acessado em 26/02/2020. Disponível em: http://www.encontro2014.rj.anpuh.org/resources/anais/28/1400254291_ARQUIVO_Aracialves.pdf
VEYNE, Paul. O Império Romano. IN: ARIÉS, Philippe; DUBY, Georges (Orgs.). História da Vida Privada. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. V. 1. Do Império Romano ao ano mil, org. Paul Veyne.
Publicado
29-03-2021
Como Citar
MELO, F. E. DE; GONÇALVES DE SOUZA, R. A.; ANJOS, D. S. O. DOS. BIOPODER E SABER MÉDICO. Revista Espacialidades, v. 17, n. 1, p. 317-344, 29 mar. 2021.