O REGIME POLÍTICO DA HETEROSSEXUALIDADE E A MIGRAÇÃO SEXUAL

discutindo espaços, sexualidade e HIV/Aids.

  • Gustavo Luiz Frisso PUC - Rio
Palavras-chave: Migração Sexual, Práticas do Cotidiano, HIV/Aids

Resumo

Este trabalho contribui com a discussão sobre a migração sexual, unindo o HIV/Aids à relação espacial, a partir de perspectivas complementares, como as práticas do cotidiano de Certeau (1984) são adequadas à migração sexual de Carrillo (2004, 2010) sob a óptica da Nação Heterossexual de Ochy Curiel (2013). Essa revisão bibliográfica é complementada por Susan Sontag (1984, 1989) ao discutir os efeitos das metáforas sobre a doença e sobre o HIV/Aids na vida social de pessoas com HIV. As práticas do cotidiano de um homem, homossexual e migrante, moldam-se às implicações heteronormativas da família, símbolo da nação heterossexual, e às limitações de se relacionar afetiva e sexualmente nos espaços onde habitam. A partir da idealização de liberdade afetiva e sexual no outro lado da fronteira, eles decidem migrar e se expõem ao vírus. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Luiz Frisso, PUC - Rio

Mestrando em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Atua como pesquisador na área da Saúde Global, principalmente com o HIV/Aids a partir das narrativas, das emoções e dos afetos. Pesquisador do Grupo de Estudos "Direito, Globalização e Cidadania" sob liderança da Profª. Drª. Renata Alvares Gaspar. Graduado em Relações Internacionais e Integração pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). Participou, como membro discente, do Núcleo de Pesquisa em Política Externa Latino-Americana (NUPELA), atuando no projeto de pesquisa Política Externa da América Latina. Pesquisador voluntário no projeto de Iniciação Científica "As relações entre China e Amazônica no início do século XXI: oportunidades e riscos". Lattes: http://lattes.cnpq.br/6255140080799026. E-mail: gustavoluizfrisso@hotmail.com

 

Referências

ANZALDÚA, Gloria. Bordelands – La Frontera, The New Mestiza. São Francisco: aunt lute books, 1987.
BARBOSA, Jorge Luiz; DAMASCENO, Ilaina. Reinventando espaços públicos: políticas de si e política com muitos outros. In: BARBOSA, Jorge Luiz; CAPANEMA, Lucia Alvares. Espaços Públicos Urbanos: adas políticas planejadas à política do cotidiano. Rio de Janeiro: Editora Letra Capital, 2019.
CARRILLO, Héctor. Leaving loved ones behind, Mexican gay men’s migration to the USA. In: THOMAS, Felicity; HOUR-KNIPE, Mary; AGGLETON, Peter. Mobility, sexuality and AIDS. Routledge: 2010.
CARRILLO, Héctor. Sexual Migration, Cross-Cultural Sexual Encounters, and Sexual Health. Sexuality Research & Social Policy. San Francisco State University, sept. 2004.
CERTEAU, Michel de. La invención de lo cotidiano, 1 artes de hacer. Universidad Iberoamericana, 1984.
COSTA, Benhur Pinós da. Família e Espaço Geográfico: a Especificidade da Família Lavinsky em Vitória da Conquista - BA. Revista Latino Americana de Geografia e Gênero, v. 8, n. 2, p. 316-336, 2017.
CURIEL, Ochy. “El sentido político de la heterosexualidad” em La nación heterosexual: Análisis del discurso jurídico y el régimen heterosexual desde la antropología de la dominación. Bogotá: Em la frontera, 2013.
DIAZ, Rafael M. Latino gay men and HIV. Culture, sexuality, and risk behavior. Routledge, 1998.
FREITAS, Karine Aragão dos Santos. Resenha de CERTEAU, Michel: A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 2008. ENTRELETRAS, Araguaína/TO, v. 5, n. 1, p. 207, jan./jul. 2014
HIRSCH, Jennifer S.; NAVARRO, Sergio Meneses. ‘Que gusto estar de vuelta en mi tierra’, The sexual geography of transnational migration. In: THOMAS, Felicity; HOUR-KNIPE, Mary; AGGLETON, Peter. Mobility, sexuality and AIDS. Routledge: 2010.
NIEVES-LUGO, Karen; BARNETT, Andrew; PINHO, Veronica; REISEN, Carol; POPPEN, Paul; ZEA, Maria Cecilia. Sexual Migration and HIV Risk in a Sample of Brazilian, Colombian and Dominican Immigrant MSM Living in New York City. Journal of Immigrant and Minority Health. The George Washington University, mar. 2018.
SONTAG, Susan. A Doença como Metáfora. São Paulo: Graal, 1984.
SONTAG, Susan. AIDS e suas Metáforas. São Paulo: Graal 1989.
TIMERMAN, Artur; MAGALHÃES, Naiara. Histórias da Aids. São Paulo: editora Autêntica, 2015.
WARD, J. Dude-Sex: White Masculinities and `Authentic’ Heterosexuality Among Dudes Who Have Sex with Dudes. Sexualities, 11(4), 414–434, 2008.
WARD, J., & SCHNEIDER, B. The Reaches of Heteronormativity. Gender & Society, 23(4), 433–439, 2009.
Publicado
29-03-2021
Como Citar
FRISSO, G. L. O REGIME POLÍTICO DA HETEROSSEXUALIDADE E A MIGRAÇÃO SEXUAL. Revista Espacialidades, v. 17, n. 1, p. 387-412, 29 mar. 2021.