O slogan empresarial como construção discursiva

  • Marília Campos Sabino Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • José Romerito Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: Construção discursiva. Slogan. Linguística Cognitivo-Funcional.

Resumo


 

Neste artigo, analisamos slogans empresariais, compreendendo-os como uma construção discursiva. Desenvolvemos uma análise quali-quantitativa, objetivando investigar as propriedades formais e funcionais dos slogans, bem como verificar e quantificar aspectos recorrentes envolvidos em sua construção, com vistas a captar padrões configuracionais subjacentes à sua formação. Os dados advêm de slogans coletados em lojas de produtos e/ou de serviços na região metropolitana da cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. No trabalho, tomamos como base teórica a Linguística Cognitivo-Funcional, que conjuga a tradição funcionalista norte-americana com a Linguística Cognitiva.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marília Campos Sabino, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte
José Romerito Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Professor da Escola de Ciências e Tecnologia da UFRN, professor-pesquisador do Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem (PPgEL/Letras - UFRN) e vice-líder do grupo de pesquisa Discurso & Gramática (vinculado ao PPgEL)
Publicado
06-10-2016
Como Citar
SABINO, M. C.; SILVA, J. R. O slogan empresarial como construção discursiva. Revista Odisseia, n. 12, p. p. 43 - 57, 6 out. 2016.
Seção
Artigos