Marginal ou canônico? A superação da reprodução de discursos hegemônicos por meio da literatura em espaços formativos

Palavras-chave: Literatura marginal, Cânones literários, Ensino democrático

Resumo


Neste trabalho propomos a ponderação ao que é considerado “literatura marginal” e o que é canônico, partindo do pressuposto de que não sejam apenas os critérios estéticos que delimitem e demarquem tais categorias. Nesse contexto, é válido ressaltar que, para além da esfera de produção, existe uma supervalorização e reprodução dos cânones em detrimento da produção considerada periférica, a qual é veiculada às margens dos conceituados corredores editoriais e dos ambientes educativos; mas diretamente vinculada ao contexto histórico, social e cultural da sociedade. Urgindo, portanto, por inserção efetiva, disseminação, emprego e aproximação com a Educação em todos os seus espaços e níveis; estabelecendo, assim, um ensino democrático e contextualizado; para isso, apresentamos também uma proposta educacional ligada ao ensino de Literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Santana Santos, Instituto Federal do Espírito Santo

Licenciada em Letras Português e Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Espírito Santo (2015), especialista em Literatura, Memória Cultural e Sociedade (2016) e mestranda em Educação em Ciências e Matemática pelo Instituto Federal de Educação do Espírito Santo. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística. Áreas de interesse: Análise do Discurso, Educação Ambiental, Educação Ambiental Crítica, Ecologia Política.

Maria das Graças Ferreira Lobino, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes)

Possui larga experiência em docência no Ensino Superior e na Educação Básica, bem como na formulação e no desenvolvimento de projetos em políticas públicas nas áreas da educação socioambiental formal e não formal, gestão escolar participativa e Ensino de Ciências na abordagem CTSA. Atualmente é professora EBTT do Centro de Referência em Formação e Educação EaD (CEFOR)/IFES,onde coordena o projeto de Extensão "Alfabetização Científica no contexto da sustentabilidade socioambiental da cidade de Vitória" fruto de suas pesquisas. É Líder do Grupo de Pesquisa "Coletivo de Estudos e Pesquisas em Educação, Ambiente e Sociedade", e membro do "Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Científica e Movimento CTSA" e do Grupo de Estudo e Pesquisa "História e Filosofia da Ciência"/ifes e do Laboratório de Gestão da Educação Básica/LAGEBES-Ufes). Desenvolve e orienta pesquisas na Área do Ensino de Ciências da Natureza, Gestão Escolar e Educação socioambiental. Mestre pelo PPGE/ufes na linha da Formação e práxis docente onde cursou duas Licenciaturas e Especialização pela mesma instituição. Em 2010, defendeu tese de doutorado pela Universidad Autónoma de Asunción/UAA, revalidada em 2014 pela UFAL. É filiada à ABRAPEC, SBPC e ANPAE. Atua na área ambiental do Centro Latino-americano de Intergración e Cooperación.

Publicado
03-05-2021
Como Citar
SANTANA SANTOS, F.; FERREIRA LOBINO, M. DAS G. Marginal ou canônico? A superação da reprodução de discursos hegemônicos por meio da literatura em espaços formativos. Revista Odisseia, v. 6, n. 1, p. 36-50, 3 maio 2021.
Seção
Artigos