O cosmopolitismo em questão: Habermas versus Schmitt

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/1983-2109.2022v29n60ID27145

Palavras-chave:

Cosmopolitismo, Soberania, Kant, Jürgen Habermas, Carl Schmitt

Resumo

Este artigo propõe investigar o confronto de Jürgen Habermas com Immanuel Kant e Carl Schmitt sobre os fundamentos de um projeto jurídico-político cosmopolita. Para isso, percorrendo o trajeto de Habermas entre A inclusão do outro (1996) e Sobre a constituição da Europa (2011), explora-se como ocorre esse enfrentamento e qual seu papel estratégico na conformação de um modelo jurídico-político pós-nacional. Diante disso, nota-se que Habermas, ao reivindicar o legado kantiano, tem de enfrentar os contrapontos teóricos levantados pelo pensamento de Carl Schmitt quanto à autocompreensão política da modernidade. Assim, pode-se situar um eixo de fundamentação do projeto político cosmopolita e também o papel desempenhado por Schmitt no quadro mais amplo dos debates políticos e filosóficos do presente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roan Costa Cordeiro, Universidade Federal do Paraná

Doutorando em Filosofia no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Bolsista da CAPES. Mestre em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) com bolsa da CAPES. Graduado em Direito pela UFPR.

Referências

ADORNO, Theodor; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos [1947]. Trad. Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2006.

ARANTES, Paulo. Notícias de uma guerra cosmopolita. In: ARANTES, Paulo. Extinção. São Paulo: Boitempo, 2007, p. 32-97.

ESPOSITO, Roberto. Politica e negazione. Per una filosofia affermativa. Torino: Giulio Einaudi editore, 2018.

GIACOIA JUNIOR, Oswaldo. Nietzsche x Kant: uma disputa permanente a respeito de liberdade, autonomia e dever. Rio de Janeiro: Casa da Palavra; São Paulo: Casa do Saber, 2012.

HABERMAS, Jürgen. Técnica e ciência como “ideologia” [1968]. In: HABERMAS, Jürgen. Técnica e ciência como “ideologia”. Trad. Felipe Gonçalves Silva. São Paulo: Editora Unesp, 2014, p. 75-132.

HABERMAS, Jürgen. The Theory of Communicative Action: Reason and Rationalization of Society [1981]. 2.v. Transl. Thomas McCarthy. Boston: Beacon Press, 1984.

HABERMAS, Jürgen. Facticidade e validade: contribuições para uma teoria discursiva do direito e da democracia [1992]. Trad. e apres. Felipe Gonçalves Silva e Rúrion Melo. São Paulo: Editora Unesp, 2020.

HABERMAS, Jürgen. A constelação pós-nacional: ensaios políticos [1998]. Trad. Márcio Seligmann-Silva. São Paulo: Littera Mundi, 2001.

HABERMAS, Jürgen. A inclusão do outro: estudos de teoria política [1996]. Trad. Georg Sperber e Paulo Astor Soethe. São Paulo: Loyola, 2002.

HABERMAS, Jürgen. O Ocidente dividido: pequenos escritos políticos X [2004]. Trad. Bianca Tavolari. São Paulo: Unesp, 2011.

HABERMAS, Jürgen. Sobre a Constituição da Europa: um ensaio [2011]. Trad. Denilson Luis Werle, Luiz Repa e Rúrion Melo. São Paulo: Unesp, 2012.

KANT, Immanuel. À paz perpétua [1795]. Trad. Marco Zingano. Porto Alegre: L&PM, 2016.

MOUFFE, Chantal. The Democratic Paradox. London/New York: Verso, 2000.

MOUFFE, Chantal. Sobre o político [2005]. Trad. Fernando Santos. Rev. técn. Katya Kocizki e William Pugliese. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2015.

PIETROPAOLI, Stefano. Carl Schmitt: uma introdução. Trad. João Paulo Arrosi. Curitiba: Ed. UFPR, 2019.

REPA, Luiz. The Human Rights between Morals and Politics: on Jürgen Habermas’s Cosmopolitanism. Florianópolis, ethic@, v. 13, n. 1, (junho) 2014, p. 151-166. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ethic/article/view/1677-2954.2014v13n1p151.

SCHMITT, Carl. O conceito do político [1932]. Trad. Geraldo de Carvalho. Belo Horizonte: Del Rey, 2009.

SCHMITT, Carl. O nomos da Terra no direito das gentes do jus publicum europaeum [1950]. Trad. Alexandre Franco de Sá, Bernardo Ferreira, José Maria Arruda e Pedro Hermílio Villas Bôas Castelo Branco. Revisão técnica de Bernardo Ferreira. Rio de Janeiro: Contraponto/Ed. PUC-Rio, 2014.

SCHMITT, Carl. L’unità del mondo [1952]. In: SCHMITT, Carl. Stato, Grande Spazio, Nomos. Edizione italiana a cura di Giovanni Gurisatti. Milano: Adelphi Edizioni, 2015, p. 271-290.

ZOLO, Danilo. Do direito internacional ao direito cosmopolita: observações críticas sobre Jürgen Habermas. João Pessoa, Revista Política & Trabalho, n. 22, (abril) 2005, p. 49-65. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/politicaetrabalho/article/view/6576.

Downloads

Publicado

25-11-2022

Como Citar

CORDEIRO, R. C. O cosmopolitismo em questão: Habermas versus Schmitt. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 29, n. 60, p. 235–253, 2022. DOI: 10.21680/1983-2109.2022v29n60ID27145. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/27145. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Carl Schmitt e o pensamento político contemporâneo