FOUCAULT, A HISTÓRIA E A LINGUAGEM EM "AS PALAVRAS E AS COISAS"

Autores

  • Tomás Mendonça da Silva Prado Universidade São Judas Tadeu

Palavras-chave:

Discurso, História, Linguagem, Sujeito

Resumo

O presente trabalho investiga o conceito de linguagem em As palavras e as coisas, de Michel Foucault. Buscamos atender às diferentes conjunturas presentes na obra, desde as considerações gerais do prefácio, acerca das noções de "epistémê" e "ordem", até as especificidades de cada época estudada pelo filósofo, com seus respectivos princípios. No Renascimento, o trabalho de Foucault encontra amparo no princípio da semelhança; na época clássica, na representação; e, na modernidade, na história. Além de considerar a linguagem em cada uma dessas diferentes conjunturas, trata-se de esclarecê-la à luz de suas próprias modalidades, como o comentário, o nome e o discurso e à luz dos desafios epistemológicos que com ela são tramados. Finalmente, buscamos esclarecer a relação entre a linguagem e o anúncio foucaultiano de que o fim do homem pode estar próximo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

PRADO, T. M. da S. FOUCAULT, A HISTÓRIA E A LINGUAGEM EM "AS PALAVRAS E AS COISAS". Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 21, n. 35, p. 37–62, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/6021. Acesso em: 8 fev. 2023.