MONITORAMENTO DE PACIENTES HOMECARE: UMA ABORDAGEM UTILIZANDO BANCO DE DADOS EM TEMPO REAL

  • Yaskara Ygara Menescal Fernandes Universidade Federal Rural do semiarido- UFERSA
  • Cicilia Maia Leite Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
  • Ricardo Alexsandro de Medeiros Valentim Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
  • Helio Roberto Hekis Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
  • Robinson Luís de Souza Alves Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).
  • Idelmárcia Dantas de Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Resumo

Ultimamente a quantidade de pessoas que precisam de atendimento em hospitais públicos e privados cresce devido, entre outros fatores, ao aumento da população mundial e a demora no atendimento de pacientes. Este é um problema sério enfrentado por administradores de hospitais que a cada dia está mais difícil de oferecer um serviço de qualidade a quem os procura. Uma das formas de melhorar a qualidade do atendimento do paciente pode ser através do desenvolvimento de sistemas de homecare que possibilitam que o paciente receba um tratamento clínico de qualidade diretamente em sua residência.  No entanto, o ambiente domiciliar pode se tornar complexo, visto que muitas vezes o cuidador é alguém da própria família e não possui a correta técnica de monitoramento ou está desatento em função do desgaste provocado pelo intenso cuidado ao paciente. Assim, torna-se importante o desenvolvimento de soluções que diminuam a sobrecarga do cuidador, ao passo em que o paciente continue sendo monitorado. Uma maneira de alcançar tais soluções é através da aplicação de conceitos de computação pervasiva em ambientes domiciliares. Dessa forma, o ambiente é povoado de sensores e outros dispositivos computacionais, onde o paciente pode ser monitorado constantemente e o ambiente pode se adaptar às necessidades deste usuário, antecipando-se a situações de riscos de acordo com o contexto atual. Assim, a arquitetura proposta utiliza conceitos de computação pervasiva possibilitando acesso à informação a qualquer hora e independente do lugar onde o paciente esteja, uma vez que um ambiente homecare possui um alto grau de dinamicidade dos envolvidos. Para o tratamento dos dados que serão coletados pelos sensores é preciso de uma tecnologia que execute os dados em tempo real, ou seja, em tempo hábil para que seja feita a tomada de decisão pelos profissionais de saúde. Dessa forma, utiliza-se um banco de dados em tempo real para tratar dados e transações em tempo real garantindo a consistência lógica e temporal dos mesmos, além de gerenciar grandes volumes de dados. Assim, a especificação do sistema foi modelada em UML e consequentemente a definição da arquitetura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yaskara Ygara Menescal Fernandes, Universidade Federal Rural do semiarido- UFERSA

Atualmente fazendo Doutorado em Engenharia Elétrica e Computação na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (2003) e Mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Campina Grande (2005). Desde de 2009, Professora Assistente II da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software e Banco de Dados. Atuando nos seguintes assuntos: banco de dados em tempo-real, controle de concorrência, sistemas em tempo-real, gerência de projetos, sistemas embarcados e computação móvel.

Helio Roberto Hekis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
Doutor em Engenharia de Produção e Sistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC (2004). Pesquisador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) - Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL). Professor do Departamento de Engenharia de Produção – Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
Robinson Luís de Souza Alves, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).
Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) - Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL). Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).
Idelmárcia Dantas de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Funcionária e Mestra em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Publicado
06-02-2014
Como Citar
Menescal Fernandes, Y. Y., Leite, C. M., Valentim, R. A. de M., Hekis, H. R., Alves, R. L. de S., & Oliveira, I. D. de. (2014). MONITORAMENTO DE PACIENTES HOMECARE: UMA ABORDAGEM UTILIZANDO BANCO DE DADOS EM TEMPO REAL. Revista Brasileira De Inovação Tecnológica Em Saúde - ISSN:2236-1103, 3(4). https://doi.org/10.18816/r-bits.v3i4.4555
Seção
Artigos Originais