UM CERZIR FÍSICO-SOCIAL

REGENERAÇÃO URBANA EM TORRES VEDRAS, PORTUGAL

Autores

  • Eunádia Silva Cavalcante UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
  • José Clewton do Nascimento DARQ UFRN

DOI:

https://doi.org/10.21680/2448-296X.2019v4n3ID18785

Palavras-chave:

regeneração urbana; Encosta de São Vicente; estar no lugar

Resumo

Este artigo visa relatar uma experiência, norteada por pesquisas desenvolvidas acerca das ações empreendidas pelo Programa de Regeneração Urbana da Encosta de São Vicente, na cidade de Torres Vedras, localizada no oeste de Portugal, há 50 km da cidade de Lisboa. Procuramos identificar nas referidas ações a aplicação prática das bases conceituais relacionadas à conservação integrada / reabilitação urbana integrada, apresentadas nos objetivos traçados pelo referido programa, notadamente a integração / coesão, nas dimensões física e social. Utilizamos como estratégia metodológica do relato e análise: a experiência da realização e registros do percurso, amparado na base fenomenológica do “estar no lugar”, como espaço dotado de sentido, caráter, e com base existencial. e norteados pelo conceito de Topofilia, entendido como fato social percebido e experienciado, da vida, do cotidiano e do sentido [ou significado] do lugar. Neste percurso, poderemos identificar ações relacionadas às três vertentes definidas pelo programa: Mobilidade, através do Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS); Requalificação urbana, através do Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU), e habitação de interesse social, através do Plano de Ação Integrada para as Comunidades Desfavorecidas (PAICD), vinculando-as à uma identificação da materialização dos princípios da conservação integrada nas ações executadas, contemplando as três vertentes mencionadas. Em síntese: as ações empreendidas primam pela integração / coesão físico-social das três áreas intervencionadas, em etapas distintas, porém continuadas: o centro histórico, o parque do Choupal, e a Encosta de São Vicente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eunádia Silva Cavalcante, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

DEPARTAMENTO DE ARQUITETURAE URBANISMO

PROJETO DE ARQUITETURA

Referências

ALCÂNTARA, D. Abordagem Experiencial e Revitalização de Centros Históricos: os casos do Corredor Cultural no Rio de Janeiro e do Gaslamp Quarter em San Diego. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Arquitetura, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2008.

CÂMARA MUNICIPAL DE TORRES VEDRAS. Torres ao Centro: regeneração urbana no centro histórico de Torres Vedras, 2010.

_____. Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, Torres Vedras (PEDU Torres Vedras). Setembro/2015. Inclui em anexo o Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU).

_____. Programa Municipal de Habitação Social (Fase 1): memória descritiva e justificativa. Torres Vedras, 2015.

LEFEBVRE, H. Critique de la Vie Quotidienne I: introduction. Paris: l’Arche Éditeur, 1958.

NORBERG-SCHULZ, C. Genius Loci: Towards a Phenomenology of Architecture. Londres: Academy Press, 1979.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: EDUSP, 2003.

TUAN, Y. Topofilia. São Paulo: Difel, 1980.

Downloads

Publicado

12-12-2019

Como Citar

CAVALCANTE, E. S.; DO NASCIMENTO, J. C. UM CERZIR FÍSICO-SOCIAL: REGENERAÇÃO URBANA EM TORRES VEDRAS, PORTUGAL. Revista Projetar - Projeto e Percepção do Ambiente, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 71–85, 2019. DOI: 10.21680/2448-296X.2019v4n3ID18785. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revprojetar/article/view/18785. Acesso em: 21 maio. 2022.

Edição

Seção

PESQUISA