Interfaces da poética da economia: o caso da Academia-escola Unileão

Autores

  • Maria Luiza Macedo Xavier de Freitas Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano (MDU)
  • Alana Souza Santos Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano MDU

DOI:

https://doi.org/10.21680/2448-296X.2023v8n2ID31623

Palavras-chave:

poética da economia, academia-escola Unileão, grupo arquitetura nova

Resumo

O presente artigo é fruto das inquietações acerca da busca de rebatimentos da “poética da economia”, defendida pelo Grupo Arquitetura Nova, em obras contemporâneas. Para tal, o texto usará para análise o edifício da Academia-escola Unileão, localizado na cidade de Juazeiro do Norte (CE), concebido pelo escritório Lins Arquitetos e Associados. O Grupo Arquitetura Nova, formado pelos arquitetos Flávio Império, Rodrigo Lefèvre e Sérgio Ferro, teve um curto período de atuação profissional mas abriu caminhos para importantes discussões acerca de uma nova expressão estética pautada no uso de tecnologias construtivas e materiais de baixo custo. Adentrando em investigar esses conceitos, o artigo tem como objetivo compreender como a estratégia de produzir arquitetura a partir de uma economia e simplicidade de materiais se expressa na arquitetura contemporânea, usando como objeto de estudo a Academia-escola Unileão, cuja materialidade se manifesta a partir da disponibilidade dos materiais da região;  neste caso como protagonista, o tijolo maciço. A pesquisa de caráter essencialmente exploratória, possui como finalidade discutir os conceitos apontados a partir de uma análise crítica de uma obra arquitetônica da contemporaneidade. Para isso, foi realizada uma revisão bibliográfica sobre o assunto para embasar a discussão, bem como foi possível realizar uma entrevista com uma das arquitetas do projeto a ser analisado. E, assim, conclui-se que a poética da economia, ainda que seja uma vertente ligada à modernidade brasileira, também pode ser identificada em obras contemporâneas, como é o caso da Academia-escola Unileão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARANTES, Pedro Fiori. Arquitetura Nova: Sérgio Ferro, Flávio Império e Rodrigo Lefèvre, de Artigas aos mutirões. São Paulo: Ed. 34, 2002.

ARAÚJO, Ricardo Ferreira de. Poética da economia na arquitetura: do Grupo Arquitetura Nova (GAN) à produção arquitetônica contemporânea. Doutorado (em Arquitetura e Urbanismo). Natal: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFRN, 2018.

BUZZAR, Miguel Antonio. Rodrigo Brotero Lefèvre e a vanguarda da arquitetura no Brasil. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2019.

FERRO, Sérgio. Arquitetura e trabalho livre. São Paulo: Cosac Naify, 2006.

GIL, A.C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4 ed. São Paulo: Atlas, 1994.

HOLANDA, Armando de. Roteiro para construir no Nordeste. Recife: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano da Faculdade de Arquitetura, UFPE, 1976.

KOURY, Ana Paula. Grupo Arquitetura Nova. Flávio Império, Rodrigo Lefévre, Sérgio Ferro. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo/FAPESP, 2003.

LINS, Cíntia. Depoimento. Entrevistadores: Alana Souza Santos, Filipe Batazza, Rodrigo Allgayer. Juazeiro do Norte, 2021. Arquivo digital de áudio e vídeo.

MARCONI, M. A,; LAKATOS, E.M. Técnicas de pesquisa. São Paulo: 8 ed, 2017.

PIÑÓN, H. Teoria do projeto/ Helio Piñon; traduzido por Edson Mahfuz. Porto Alegre:Livraria do Arquiteto, 2006.

SEGAWA, H.; MOACIR MARQUES, S.; DINIZ MOREIRA, F.; JUNQUEIRA DE CAMARGO, M.; GIROTO, I.; MACEDO XAVIER DE FREITAS, M. L. O amor nos tempos do cólera: um relato de experiências didáticas interinstitucionais em meio à pandemia. Revista Projetar - Projeto e Percepção do Ambiente, [S. l.], v. 6, n. 3, p. 08–23, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revprojetar/article/view/26488.

Downloads

Publicado

23-09-2023

Como Citar

MACEDO XAVIER DE FREITAS, M. L.; SOUZA SANTOS, A. . Interfaces da poética da economia: o caso da Academia-escola Unileão. Revista Projetar - Projeto e Percepção do Ambiente, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 08–23, 2023. DOI: 10.21680/2448-296X.2023v8n2ID31623. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revprojetar/article/view/31623. Acesso em: 29 fev. 2024.