Percepção dos discentes do curso de ciências contábeis e da especialização em perícia e auditoria acerca do ensino e do mercado de trabalho em auditoria

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2176-9036.2019v11n2ID18179

Palavras-chave:

Auditoria. Ensino. Mercado de Trabalho.

Resumo

Objetivo: O objetivo do estudo é identificar a percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis (Group 1) e da Especialização em Perícia e Audit (Group 2) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) acerca do ensino e do conteúdo de Auditoria para a preparação e inserção no mercado de trabalho.

Metodologia: Pesquisa quantitativa, descritiva e de levantamento por meio da aplicação de questionário (questões abertas e fechadas) aos alunos dos dois cursos, buscando identificar as características dos grupos e sua compreensão quanto aos métodos de ensino e aprendizagem da disciplina de Auditoria para o mercado de trabalho.

Resultados: Verificou-se que a maioria dos dois grupos se encontra no mercado de trabalho, e que os atuantes em Auditoria pretendem permanecer na área. Quanto às práticas pedagógicas, nos dois grupos destacou-se: “Aula Expositiva”; “Discussões em Sala de Aula”; “Resoluções de Exercícios”; e “Estudos de Caso”. Já, os aspectos apontados que carecem de aprofundamento no Group 1 são: “Normas Brasileiras de Contabilidade”, “Planejamento da Auditoria”, e “Práticas na detecção de fraudes”, e no Group 2 foram: “Legislação Aplicável à Auditoria Contábil”, “Planejamento da Auditoria” e “Execução dos trabalhos de auditoria”. Em relação à percepção sobre a suficiência do conteúdo da disciplina para desempenho da função, 37% do Group 1 e 46,7% do Group 2 acreditam que é insuficiente e se preocupam com o impacto disso no desenvolvimento das atividades no mercado de trabalho. Ainda, como motivação para estudar auditoria, os discentes alegam que tal conhecimento é indispensável para o bom desempenho da profissão, a fim de ter domínio do conteúdo sobre a prática contábil em relação à legislação e normas de auditoria.

Contribuições do Estudo: Os resultados auxiliam os responsáveis dos cursos a propor melhorias no desenvolvimento da disciplina, no curso e, consequentemente, do profissional contábil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Bianchi, Master’s degree in Development Economics – Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS).

Master’s degree in Development Economics – Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor of PPGCONT at UFRGS. Address: Rua João Pessoa, 52, sala 11, Accounting and Actuarial Department, Centro, Porto Alegre, RS – Brasil, CEP 90040-000. Identifiers (ID):

ORCID: http://orcid.org/0000-0002-7716-2767

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0461322489692161

Jorge Daniel Werlang, Expertise and Audit Specialist - Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS).

Expertise and Audit Specialist - Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). Address: Rua João Pessoa, 52, sala 11, Accounting and Actuarial Department, Centro, Porto Alegre, RS – Brasil, CEP 90040-000.

Identifiers (ID):

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-6167-9294

Lauren Dal Bem Venturini, Master in Controlling and Accounting of Postgraduate Program at Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS).

Master in Controlling and Accounting of Postgraduate Program at Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). Address: Rua João Pessoa, 52, sala 11, Accounting and Actuarial Department, Centro, Porto Alegre, RS – Brasil, CEP 90040-000.

Identifiers (ID):

ORCID: http://orcid.org/0000-0003-4185-9842

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7879317327685850

Vanessa Noguez Machado, Master in the Controlling and Accounting Postgraduate Program at Federal University of Rio Grande do Sul.

Master in the Controlling and Accounting Postgraduate Program at Federal University of Rio Grande do Sul. Address: Rua João Pessoa, 52, sala 11, Accounting and Actuarial Department, Centro, Porto Alegre, RS – Brasil, CEP 90040-000.

Identifiers (ID):

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-5006-5203

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8733928707738415

Referências

Alberton, L., & Beuren, I. M. (2003). A formação comportamental de Auditores Contábeis Independentes: um estudo multicaso. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, Campo Largo, 1(2), 1-24.

Almeida, M. C. (2012). Auditoria: um Curso Moderno e Completo. (8a ed.). São Paulo: Atlas.

Armitage, J. (2008). Changes in the importance of topics in auditing education: 2000?2005.

Managerial Auditing Journal, [s.l.], 23(9), 935-959.

Armitage, J., & Poyzer, J. K. (2010). Academicians’ and practitioners’ views on the importance of the topical content in the first auditing course. American Journal of Business Education, [s.l.], 3(1), 71-82.

Barreto, D., & Graeff, F. (2011). Auditoria: teoria e exercícios comentados. (2a ed.). São Paulo: Método.

Camargo, R. C. C. P., Camargo, R. V. W., Dutra, M. H., & Alberton, L. (2013). A percepção dos auditados em relação às competências comportamentais dos auditores Independentes: um estudo empírico na Região da Grande Florianópolis/SC. Revista de Contabilidade e Organizações, São Paulo, 7(18), 37-47.

Castañeda, B. E. G., Carvalho, L. N. G., & Lisboa, N. P. (2007). Comparação entre as Normas de Auditoria do Brasil e as Internacionais (IAASB). Revista Contemporânea de Contabilidade, Florianópolis, 1(7), 81-100.

Castro, R. L. C., Vasconcelos, J. P. B., & Dantas, J. A. (2017). Impactos das Normas Internacionais de Auditoria nos Relatórios dos Auditores sobre as Demonstrações Financeiras dos Bancos Brasileiros. Revista Ambiente Contábil, Natal, 9(1), 1-20.

Chaffey, J., Van Peursem, K. A.; & Low, M. (2011). Audit education for future professionals: perceptions of new zealand auditors. Accounting Education, 20(2), 153-185.

Colauto, R. D., & Beuren, I. M. (2013). Coleta, Análise e Interpretação dos Dados. In Beuren, I. M. (Org.). Como Elaborar Trabalhos Monográficos em Contabilidade: teoria e prática. (3a ed.). São Paulo: Atlas, 117-144.

Franco, H., & Marra, E. (2000). Auditoria Contábil. São Paulo: Atlas.

Gil, A. C. (2006). Como elaborar projetos de pesquisa. (4a ed.). São Paulo: Atlas.

Hoff, J., Alberton, L., & Camargo, R. de C. C. P. (2017). A visão da academia e do mercado de trabalho sobre o ensino da auditoria. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, Brasília, 11(1), 52-68.

Humphrey, C. (2008). Auditing research: a review across the disciplinary divide. Accounting, Auditing & Accountability Journal, [s.l.], 21(2), 170-203.

Machado, L., Machado, M. R. R., & Guerra, F. M. (2014). Formação do auditor nas instituições de ensino superior e a capacitação profissional nas firmas de auditoria. Revista de Contabilidade da UFBA, Bahia, 8(1), 4-20.

Madeira, C. A. (2001). Avaliação do ensino de Auditoria nos cursos de graduação em Ciências Contábeis: uma pesquisa exploratória. Dissertação de Mestrado em Controladoria Contabilidade Estratégica, Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo, Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, São Paulo.

Michel, M. H. (2015). Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. (3a ed.). São Paulo: Atlas.

Oliveira, L. M., & Diniz F. A. (2001). Curso básico de auditoria. São Paulo: Atlas.

Ricardino F. A. A. (2002). Auditoria: ensino acadêmico X treinamento profissional. Tese de Doutorado em Controladoria e Contabilidade, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Rodrigues, A. C., Moreira, F. S., Firmino, J. E., & Silva, M. C. (2016). A percepção dos alunos do curso de Ciências Contábeis acerca do ensino e do mercado de trabalho em perícia contábil. Revista Capital Científico, Guarapuava, 14(2), 93-108.

Silva, A. P. (2008). A percepção dos profissionais de auditoria quanto ao ensino de auditoria contábil nos cursos de graduação em Ciências Contábeis do Brasil. Dissertação de Mestrado em Ciências Contábeis, Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-graduação em Ciências Contábeis, Universidade de Brasília/ Universidade Federal da Paraíba/ Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasília.

Silva, M. C., Martins, V. F., & Rocha, V. A. (2016). A profissão de auditor: como está a motivação dos discentes de Ciências Contábeis para seguir esta carreira? Revista de Auditoria, Governança e Contabilidade, Minas Gerais, 4(17), 154-174.

Silva, U. B., & Bruni, A. L. (2017). O Que me ensina a ensinar? Um estudo sobre fatores explicativos das Práticas Pedagógicas no Ensino de Contabilidade. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, Brasília, 11(2), 214-230.

Publicado

04-07-2019

Como Citar

BIANCHI, M. .; WERLANG, J. D. .; VENTURINI, L. D. B. .; MACHADO, V. N. . Percepção dos discentes do curso de ciências contábeis e da especialização em perícia e auditoria acerca do ensino e do mercado de trabalho em auditoria. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 11, n. 2, 2019. DOI: 10.21680/2176-9036.2019v11n2ID18179. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/18179. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

Seção 7: Internacional (S7)