Caso para ensino: a água que eu visto

Palavras-chave: impactos ambientais; impactos sociais; sustentabilidade; contabilidade ambiental; custos ambientais.

Resumo

Objetivo: O objetivo deste caso é possibilitar a aprendizagem dos alunos sobre os impactos ambientais e seus efeitos, além de permitir que os mesmos utilizam métodos de valoração econômica do meio ambiente para internalizar as externalidades referentes aos impactos ambientais e sociais. Como o produto em questão é usado amplamente, há uma identificação entre o problema identificado neste caso, o da não internalização das externalidades (impactos sociais e ambientais), e os consumidores, neste caso, os próprios alunos.

Metodologia: A metodologia deste caso de ensino é qualitativa. Os alunos lêem, discutem e aplicam o caso. Ao ler o caso, os estudantes aprendem as etapas do processo de lavagem de uma lavanderia. Na leitura e na discussão, os alunos podem identificar quais são os impactos ambientais e sociais diretos e indiretos e suas consequências. Por fim, são aplicados e discutidos os métodos de valoração econômica do meio ambiente, quando aplicáveis à situação.

Resultados: É possível identificar os impactos sociais e ambientais e analisar e discutir os efeitos desses impactos na gestão e na contabilidade.

Contribuições do Estudo: Espera-se que este Caso para Ensino possa ser utilizado em cursos de graduação e pós-graduação em disciplinas sobre meio ambiente e sustentabilidade, além de disciplinas relacionadas a custos e gestão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aracéli Cristina de Sousa Ferreira, Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ).

Ph.D. in Accounting and Controllership from the University of São Paulo.

Luiz Carlos Miranda, Federal University of Pernambuco (UFPE).

Ph.D. from the University of Illinois. Full Professor at the Accounting and Acturial Sciences at the Federal University of Pernambuco (UFPE).

Juliana Molina Queiroz, Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ).

Ph.D. in Accounting from the Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ). Pós-doctorate at the  Graduate Program in Accounting at Federal University of Rio de Janeiro.

Referências

Abaza, H., Bisset, R., & Sadler, B. (2004). Environmental impact assessment and strategic environmental assessment: towards an integrated approach. Châtelaine: UNEP/Earthprint.

Almeida, J. R. D., Marques, T., Moraes, F. E. R., & Bernardo, J. (1999). Planejamento ambiental: caminho para participação popular e gestão ambiental para nosso futuro comum: uma necessidade, um desafio. Rio de Janeiro: Thex.

Bebbington, J., Gray, R., Hibbitt, C., & Kirk, E. (2001). Full cost accounting: An agenda for action. London: Certified Accountants Educational Trust.

Burdge, R. J., & Vanclay, F. (1995). Social impact assessment. Environmental and social impact assessment, 31-66. DOI: https://doi.org/10.1016/S0377-2217(00)00074-6

Decreto no 9.760. (2019). Altera o Decreto no 6.514. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Presidência da República.

Duinker, P. N., & Beanlands, G. E. (1986). The significance of environmental impacts: an exploration of the concept. Environmental Management. 10(1), 1–10. DOI: https://doi.org/10.1007/bf01866412

Ferreira, A. C. S. (2011). Contabilidade ambiental: uma informação para o desenvolvimento sustentável. São Paulo: Atlas.

Hassel, L., Nilsson, H., & Nyquist, S. (2005). The value relevance of environmental performance. European Accounting Review, 14(1), 41-61. DOI: https://doi.org/10.1080/0963818042000279722

Iatridis, G. E. (2013). Environmental disclosure quality: Evidence on environmental performance, corporate governance and value relevance. Emerging Markets Review, 14, 55-75. DOI: https://doi.org/10.1016/j.ememar.2012.11.003

Jusle ́n J. Social impact assessment: a look at Finnish experiences. Project Appraisal. 10(3): 163 – 70. DOI: https://doi.org/10.1080/02688867.1995.9726990

Lei nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998. (1998). Brasília, DF: Presidência da República.

May, P. H., & da Motta, R. S. (1994). Valorando a natureza: análise econômica para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Editora Campus.

Moneva, J. M., & Cuellar, B. (2009). The value relevance of financial and non-financial environmental reporting. Environmental and Resource Economics, 44(3), 441-456. DOI: https://doi.org/10.1007/s10640-009-9294-4

Motta, R. S. da. (1998). Utilização de critérios econômicos para a valorização da água no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.

Nilsson, H. (2003). Essays on the value relevance of financial statement information (Doctoral dissertation). Umeå University, Umeå, Suécia.

Rickson, R., Burdge, A., & Armour, A. (1990). Integrating impact assessment into the planning process: International perspectives and experience. Impact Assessment Bulletin, 8(1).

Ribeiro, M. S. (2005). Contabilidade ambiental. São Paulo: Saraiva.

Slaper, T. F., & Hall, T. J. (2011). The triple bottom line: What is it and how does it work. Indiana business review, 86(1), 4-8. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-642-28036-8_465

Slootweg, R., Vanclay, F., & Van Schooten, M. (2001). Function evaluation as a framework for the integration of social and environmental impact assessment. Impact Assessment and Project Appraisal, 19(1), 19-28. DOI: https://doi.org/10.3152/147154601781767186

Vanclay, F. (2002). Conceptualising social impacts. Environmental impact assessment review, 22(3), 183-211. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S0195-9255(01)00105-6

Wathern, P. (1988). An introductory guide to EIA. In Environmental impact assessment: theory and practice, 3-30. London: Unwin Hyman.

Wood Jr. T., Costa, C. C. M., Lima, G. D. M. R., & Guimarães, R. C. (2016). Impacto social: Estudo sobre programas brasileiros selecionados de pós-graduação em administração de empresas. Revista de Administração Contemporânea, 20(1), 21-40. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-7849rac20161842

Publicado
02-07-2021
Como Citar
FERREIRA, A. C. DE S.; MIRANDA, L. C.; QUEIROZ, J. M. Caso para ensino: a água que eu visto. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, v. 13, n. 2, 2 jul. 2021.
Seção
Seção 7: Internacional (S7)