Strategic alignment for a commercial company: an analysis from the perspectives of the balanced scorecard

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2176-9036.2024v16n1ID34961

Palavras-chave:

Contabilidade Gerencial. Planejamento Estratégico. Balanced Scorecard.

Resumo

Objetivo: Identificar iniciativas para o alinhamento estratégico de uma empresa comercial do segmento de utilidades, a partir do Balanced Scorecard.

Metodologia: Realizou-se uma pesquisa descritiva, realizada a partir de estudo de caso, com abordagem qualitativa. A coleta de dados ocorreu por meio de um questionário aplicado aos colaboradores, obtendo-se 40 respostas válidas. A partir dos resultados verificou-se que as iniciativas que podem contribuir com o alinhamento estratégico são voltadas a: aumentar a rentabilidade da empresa, reduzir o custo médio da empresa e melhorar o fluxo de caixa, no que tange a perspectiva financeira; aumentar o número de clientes no atacado e no varejo, manter clientes lojistas ativos no caso da perspectiva de clientes; alinhar os processos de gestão de estoque, agilizar o atendimento e agilizar a operação do sistema interno de informação no que diz respeito a perspectiva de processos internos e; capacitar os colaboradores e reduzir o turnover no que tange o aprendizado e crescimento. É importante que a empresa defina os responsáveis para acompanhamento das iniciativas, para que as metas possam ser atingidas e por consequência, os objetivos possam ser alcançados.

Resultados: De forma geral, os resultados destacam a relevância da metodologia BSC, para o alinhamento entre os objetivos estratégicos, indicadores, metas e em especial, as iniciativas para colocar em prática o que se espera para organização, contribuindo com os gestores no processo decisório, para que melhores decisões possam ser tomadas e a empresa tenha êxito em suas atividades.

Contribuição do Estudo: O presente estudo contribui com a literatura evidenciando que o BSC pode ser utilizado independente do porte ou segmento de atuação e, pode servir como benchmarking para outras empresas similares, de pequeno e médio porte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clademir Teixeira, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ).

Master's degree in Accounting and Administration, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ).

Lauriany Kisata, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ).

Master's degree in Accounting and Administration, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ).

Mara Vogt, the Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ).

PhD in Accounting and Administration from the Universidade Regional de Blumenau (FURB). Professor of the Master's Degree in Accounting and Administration (PPGCCA) – Unochapecó, Professor of the undergraduate course in Accounting Sciences at the Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ).

Silvana Dalmutt Kruger, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).

PhD in Accounting from the Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor of Accounting at the Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).

Referências

Balaji, M., Dinesh, S., & Parthiban, V. (2018). Applying balanced scorecards to supply chain performance. Industrial & Systems Engineering at Work Magazine, 50(11), 42-47.

Borba, M., Ramos, J. E. S., Lima, F. F., Alves, M. D. C. M., & Moraes Filho, R. A. (2018). Avaliação do Balanced Scorecard em microempresa na percepção do gestor, colaboradores e clientes. Navus: Revista de Gestão e Tecnologia, 8(3), 172-185. http://dx.doi.org/10.22279/navus.2018.v8n3.p172-185.675

Bose, I., & Bandyopadhyay, I. (2018). Balanced Scorecard (BSC) in Retail Banking in UAE: a Study on Sustainability. Indian Journal of Industrial Relations, 54(1), 66-78. https://www.jstor.org/stable/26536513

Cardim, S., Nunes, A., Fernandes, P. O., & Branco, F. (2018). Implementation of balanced scorecard: Simplify strategic thinking development in Portuguese SMEs. In 13th European Conference on Innovation and Entrepreneurship. Academic Conferences and Publishing International Limited. Anais… http://hdl.handle.net/10198/21522

Chow‐Chua, C., & Goh, M. (2002). Framework for evaluating performance and quality improvement in hospitals. Managing Service Quality: An International Journal, 12(1), pp. 54-66. https://doi.org/10.1108/09604520210415399

Eldenburg, L. G., Krishnan, H. A., & Krishnan, R. (2017). Management accounting and control in the hospital industry: A review. Journal of Governmental & Nonprofit Accounting, 6(1), 52-91. https://doi.org/10.2308/ogna-51922

Gao, H., Chen, H., Feng, J., Qin, X., Wang, X., Liang, S., & Feng, Q. (2018). Balanced scorecard-based performance evaluation of Chinese county hospitals in underdeveloped areas. Journal of International Medical Research, 46(5), 1947-1962. https://doi.org/10.1177/0300060518757606

Giannopoulos, G., Holt, A., Khansalar, E., & Cleanthous, S. (2013). The use of the balanced scorecard in small companies. International Journal of Business and Management, 8(14), 1-22. http://dx.doi.org/10.5539/ijbm.v8n14p1

Guimarães, A. P., Oliveira, M. C. B., & Cunha, T. C. (2015). Utilização do Balanced Scorecard por microempresas e empresas de pequeno porte. In XI Congresso Nacional de Excelência em Gestão, FIRJAN-RJ, Rio de Janeiro, RJ. Annals... Available at: http://www.inovarse.org/node/4248

Herrero Filho, E. (2005). Balanced scorecard e a gestão estratégica. Gulf Professional Publishing.

Igarashi, D. C. C., Igarashi, W., Ferreira, E. S., & Hercos Junior, J. B. (2010). Implantação do mapa estratégico e painel de desempenho em uma empresa comercial da região oeste do Paraná. Revista de Informação Contábil, 4(4), 23-41. https://doi.org/10.34629/ric.v4i4.23-41

Ivanov, C. I., & Avasilcăi, S. (2014). Measuring the performance of innovation processes: A Balanced Scorecard perspective. Procedia-Social and Behavioral Sciences, 109, 1190-1193. https://doi.org/10.1016/j.sbspro.2013.12.610

Kaplan, R. S., & Norton, D. P. (2005). The balanced scorecard: measures that drive performance. US: Harvard business review.

Kaplan, R. S., & Norton, D. P. (1997). A estratégia em ação: balanced scorecard. Gulf Professional Publishing.

Kruger, S. D., Simionato, A., Zanella, C., & Petri, S. M. (2018). Balanced scorecard: uma proposta para a gestão estrátegica de uma cooperativa de crédito rural. Revista de Administração da Universidade Federal de Santa Maria, 11(1), 1-18.

Malagueño, R., Lopez-Valeiras, E., & Gomez-Conde, J. (2018). Balanced scorecard in SMEs: effects on innovation and financial performance. Small Business Economics, 51, 221-244. https://doi.org/10.1007/s11187-017-9921-3

Moro de Paula, A. L., Almeida, N. B., Silva, R. B., Portulhak, H., & Paula, A. J. (2020). Desenvolvimento de um balanced scorecard para uma empresa comercial de pequeno porte. Revista da Micro e Pequena Empresa, 14(1), 26-42.

Montenegro, F. R. M. S., & Cunha Callado, A. L. (2019). Fatores Contingenciais e o Uso de Indicadores de Desempenho Associados às Perspectivas do Balanced Scorecard. Revista Gestão Organizacional (RGO), 14(1), 73-91. https://doi.org/10.22277/rgo.v14i1.4540

Protil, R. M., Fernandes, A. C., & Souza, A. B. K. (2009). Avaliação da pesquisa agropecuária em cooperativas agroindustriais utilizando um modelo de scorecard dinâmico. Revista de Contabilidade e Organizações, 3(5), 62-79. https://doi.org/10.11606/rco.v3i5.34732

Quesado, P., Marques, S., Silva, R., & Ribeiro, A. (2022). The balanced scorecard as a strategic management tool in the textile sector. Administrative Sciences, 12(1), 38. https://doi.org/10.3390/admsci12010038

Sewell, W., Mason, R. B., & Venter, P. (2017). Socio-economic developmental strategies as retail performance indicators: A balanced scorecard approach. Development Southern Africa, 34(3), 365-382. https://doi.org/10.1080/0376835X.2017.1308857

Silva, A. R., & Callado, A. L. C. (2018). Aderência de indicadores de desempenho associados às perspectivas do Balanced Scorecard no setor de construção civil do município de João Pessoa (PB). REUNIR Revista de Administração Contabilidade e Sustentabilidade, 8(2), 23-34. https://doi.org/10.18696/reunir.v8i2.626

Silva, M. Z., & Beuren, I. M. (2015). Contabilidade gerencial em hospitais: análise bibliométrica de artigos publicados no período 1950 a 2011. Revista Alcance, 22(1), 80-104. http://dx.doi.org/10.14210/alcance.v22n1.p080-104

Sindilojas. (2021). Sindicato dos Lojistas do Comércio de Belém. Estudo mostra aumento da importância do varejo na economia. Recuperado de: <http://www.sindilojas-belem.com.br/estudo-mostra-aumento-da-importancia-do-varejo-na economia/#:~:text=Essa%20import%C3%A2ncia%20%C3%A9%20demonstrada%20no,presidente%20da%20SBVC%2C%20Eduardo%20Terra>.

Soutes, D. O. (2006). Uma investigação do uso de artefatos da contabilidade gerencial por empresas brasileiras. Dissertation (Doctorate in Accounting), Universidade de São Paulo, São Paulo.

Soysa, I. B., Jayamaha, N. P., & Grigg, N. P. (2019). Validating the balanced scorecard framework for nonprofit organisations: an empirical study involving Australasian healthcare. Total Quality Management & Business Excellence, 30(9-10), 1005-1025. https://doi.org/10.1080/14783363.2017.1345620

Stejskal, K., Sayed, N., & Lento, C. (2020). Mapping stakeholder expectations of a publicly funded post-secondary institution: a balanced scorecard perspective. Accounting and the Public Interest, 20(1), 104-137. https://doi.org/10.2308/api-19-002

Trevisan, L. V., Fialho, C. B., & Coronel, D. A. (2018). Proposta de implantação da ferramenta Balanced Scorecard em uma empresa de pequeno porte. Revista Brasileira de Administração Científica, 9(2), 76-89. https://doi.org/10.6008/CBPC2179-684X.2018.002.0007

Publicado

02-01-2024

Como Citar

TEIXEIRA, C. .; KISATA, L.; VOGT, M. .; KRUGER, S. D. . Strategic alignment for a commercial company: an analysis from the perspectives of the balanced scorecard . REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 16, n. 1, 2024. DOI: 10.21680/2176-9036.2024v16n1ID34961. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/34961. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Seção 7: Internacional (S7)