RELATO DE SUSTENTABILIDADE DE EMPRESAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM PORTUGAL E ESPANHA

Autores

  • Dina Costa Caetano Escola Superior de Tecnologia e Gestão - Instituto Politécnico de Leiria (ESTG - IPL) Campus 2 - Morro do Lena - Alto Vieiro - Apartado 4163 2411-901 LEIRIA – PORTUGAL - Telef.: (+351) 244 820 300
  • Teresa Cristina Pereira Eugénio Escola Superior de Tecnologia e Gestão - Instituto Politécnico de Leiria (ESTG - IPL) Campus 2 - Morro do Lena - Alto Vieiro - Apartado 4163 2411-901 LEIRIA – PORTUGAL - Telef.: (+351) 244 820 300

Resumo

O relatório de sustentabilidade é a prática de medir e divulgar através de um relatório, o desempenho económico, social e ambiental de uma organização empresarial. O processo de divulgação é voluntário, no entanto verifica-se um gradual crescimento na divulgação desta informação. Este estudo pretende caracterizar as práticas de divulgação de sustentabilidade no setor da construção civil em Portugal e em Espanha referente aos anos de 2009 a 2011 que efetuem relatório de sustentabilidade de acordo com a estrutura de divulgação da Global Reporting Initiative. Para recolha dos dados necessários ao estudo utilizou-se a análise de conteúdo. Analisou-se então, os relatórios e contas e relatórios de sustentabilidade da população em estudo.

Palavras-chave: Relatório de Sutentabilidade. Divulgação. GRI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dina Costa Caetano, Escola Superior de Tecnologia e Gestão - Instituto Politécnico de Leiria (ESTG - IPL) Campus 2 - Morro do Lena - Alto Vieiro - Apartado 4163 2411-901 LEIRIA – PORTUGAL - Telef.: (+351) 244 820 300

Àrea: Contabilidade; Contabilidade Ambiental

Teresa Cristina Pereira Eugénio, Escola Superior de Tecnologia e Gestão - Instituto Politécnico de Leiria (ESTG - IPL) Campus 2 - Morro do Lena - Alto Vieiro - Apartado 4163 2411-901 LEIRIA – PORTUGAL - Telef.: (+351) 244 820 300

Àrea: Contabilidade; Contabilidade Ambiental

Referências

BEBBINGTON, J. Sustainable development: a review of the international development, business and accounting literature. Accounting Forum, Vol. 25, Issue 2, pp. 128-157, 2001.

BRANCO, M.; DELGADO, C.; GOMES, S.; EUGÉNIO, T. Factors influencing the assurance of sustainability reports in the context of economic crisis in Portugal. Managerial Auditing Journal, Vol. 29, Issue 3, pp. 237 – 252, 2014.

BRANCO, M. & RODRIGUES, L. Factors Influencing Social Responsibility Disclosure by Portuguese Companies. Journal of Business Ethics, Vol. 83, Issue 4, pp. 685 – 701, 2008.

BROWN, H., DE JONG, M., & LESSIDRENSKA, T. The rise of the Global Reporting Initiative: a case of institutional entrepreneurship. Environmintal Politics, Vol. 18, Issue 2, pp. 182-200, 2009.

CAMPBELL, D. A longitudinal and cross-sectional analysis of environmental disclosure in UK companies: a research note. The British Accounting Review, Vol. 36, Issue 1, pp. 107-117, 2004.

COMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO (CMMAD). Nosso futuro comum. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, 1988.

CONCEIÇÃO, S., DOURADO, G., & SILVA, S. Global Reporting Initiative (GRI): Um estudo Exploratório da Prática de Evidência em Sustentabilidade Empresarial na América Latina. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, Vol. 2, Issue 3, pp. 17-38, 2012.

DEEGAN, C. The Legitimising effect of social and environmental disclosures: a theoretical foundation. Accounting, Auditing & Accountability Journal, Vol. 15, Issue 3, pp. 282–311, 2002.

DIAS, A. O Relato da Sustentabilidade Empresarial: práticas em Portugal. Tese (Mestrado) – Curso de Contabilidade e Auditoria – Universidade Aberta, Portugal, 2009.

EUGÉNIO, T. Contabilidade Ambiental. Lisboa: Editora Verlag Dashofer, 2011.

EUGÉNIO, T. & GOMES, S. Verificação aos Relatórios de Sustentabilidade: Um desafio para os Revisores Oficiais de Contas. Revisores e Auditores, Abril a Junho 2013, pp. 37-44, 2013.

EUGÉNIO, T., LOURENÇO, I., & MORAIS, A. Sustainability strategies of the company TimorL: extending the applicability of legitimacy theory. Management of Environmental Quality, Vol.24, Issue 5, pp. 570-582, 2013.

GUTHRIE, J., PETTY, R., YONGVANICH, K., & RICCERI, F. Using content analysis as a research method to inquire into intellectual capital reporting. Journal of Intellectual Capital, Vol.5, Issue 2, pp. 282-293, 2004.

GRAY R. Current developments and trends in social and environmental auditing, reporting and attestation: A review and comment. International Journal of Auditing, Vol. 4, Issue 3, pp. 247–268, 2000.

GRAY R., BEBBINGTON J., & COLLISON, D. NGOs, civil society and accountability: making the people accountable to capital. Accounting, Auditing & Accountability Journal, Vol. 19, Issue 3, pp. 319–348, 2006.

GRI. Directrizes para a elaboração dos Relatórios de Sustentabilidade: Versão Portuguesa. Portugal, 2006. Disponível em: https://www.globalreporting.org/ resourcelibrary/

Portuguese-G3-Reporting-Guidelines.pdf>. Acesso em 07 de Janeiro de 2013.

GRI. GRI Sustainability Reporting Statistics. Global Reporting Initiative, 2011. Disponível em: <https://www.globalreporting.org/resourcelibrary/GRI-Reporting-Trends-2011.pdf>. Acesso em 07 de Janeiro de 2013.

JIMÉNEZ I., CHULIÁN, M., CARQUÉS, F., & GONZÁLEZ, C. Compliance with Mandatory Environmental Reporting in Financial Statements: The Case of Spain (2001–2003). Journal of Business Ethics, Vol. 79, Issue 3, pp. 245-262, 2008.

KPMG. Estudo da KPMG sobre a publicação de relatórios de sustentabilidade em Portugal. Portugal, 2006. Disponível em: <https://pt.scribd.com/doc/215555776/Relatorios-Sustentabilidade-Portugal-KPMG-2006>. Acesso em 07 de Janeiro de 2013.

KPMG. Riscos e Oportunidades do Desenvolvimento Sustentável: Estudo realizado às empresas cotadas em Portugal. Portugal, 2008. Disponível em: >http://www.kpmg.com/pt/ pt/

issuesandinsights/articlespublications/paginas/003_kpmg-euronext2010.aspx>. Acesso em 07 de Janeiro de 2013.

KPMG. Riscos e Oportunidades do Desenvolvimento Sustentável: Evolução 2008-2010. Portugal, 2010. Disponível em: <http://foreigners.textovirtual.com/apef/451/Estudo%20KPM

G%20Euronext_Final%202011.pdf?1322130380>. Acesso em 07 de Janeiro de 2013.

LIVRO VERDE. Promover um quadro europeu para a responsabilidade social das empresas. Bruxelas: Comissão das Comunidades Europeias, 2001. Disponível em: <http://molar.crb.ucp.pt/cursos/2%C2%BA%20Ciclo%20-%20Mestrados/Gest%C3%A3o/20 11-13/EERS_1113/Terceira%20e%20Quarta%20Sess%C3%B5es/Livro%20verde-promover%20um%20quadro%20europeu%20de%20RSE.pdf>. Acesso em 07 de Janeiro de 2013.

MANETTI, G. & BECATTI, L. Assurance Services for Sustainability Reports: Standards and Empirical Evidence. Journal of Business Etichs, Vol. 87, Issue 1, pp. 289-298, 2008.

NEU, D., WARSAME, H., & PEDWELL, K. Managing public impressions: environmental disclosures in annual reports. Accounting, Organizations & Society, Vol. 23, Issue 3, pp. 265–282, 1998.

PATTEN, D. & CRAMPTON W. Legitimacy and the Internet: An Examination of Corporate Web Page Environmental Disclosures. Advances in Environmental Accounting & Management, Vol. 2, pp. 31–57, 2004.

PINHEIRO, P., CARVALHO, F., DIAS, A., & CANILHO M. A Divulgação Ambiental de Acordo com a Estrutura da Global Reporting Initiative nas Empresas cotadas no PSI20 e no IBEX35 nos períodos 2010 e 2011. XIV Congresso internacional de contabilidade e auditoria, 2013.

SUSTENTARE. Sustentabilidade para principiantes. Portugal, Research, nº 1, Novembro, 2008. Disponível em: http://www.sustentare.pt/pdf/Research1%20-%20Sustentabilidade-Principiantes.pdf. Acesso em 07 de Janeiro de 2013.

SUCHMAN, M. Managing Legitimacy: Strategic and Institutional Approaches. Academy of Management Journal, Vol. 20, Issue 3, pp. 571-610, 1995.

Downloads

Publicado

08-01-2015

Como Citar

CAETANO, D. C.; EUGÉNIO, T. C. P. RELATO DE SUSTENTABILIDADE DE EMPRESAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM PORTUGAL E ESPANHA. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 273–290, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/5711. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS