Gênero e sexualidade na dança do Coco do Grupo Oré Anacã: uma análise coreográfica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36025/arj.v9i2.28916

Palavras-chave:

dança, gênero, sexualidade, danças tradicionais, dança do Coco

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar como as questões de gênero e sexualidade estão presentes na dança do Coco do Grupo Oré Anacã, a partir de uma análise coreográfica realizada por profissionais de Educação Física com experiência em dança. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas e a análise se deu por meio dos discursos que emergiram durante as leituras das transcrições. Os resultados buscaram dialogar com a literatura analisada e com as compreensões e reflexões que foram suscitadas durante o processo. Os(As) entrevistados(as) trouxeram à tona o fato de que a coreografia analisada define certos papéis femininos e masculinos, reforçando estereótipos de gênero como a imagem de "garanhão" do homem e a mulher lutando por ele, sempre correndo atrás de um par; a presença de diferentes sexualidades nas coreografias, como a bissexualidade; e a forma como os homens retratam as mulheres em caricaturas e como o público a abraça.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Antônio Almeida Campos, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Marcos Antônio Almeida Campos é Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Docente no curso de Educação Física da Universidade Federal do Ceará (UFC). Coordenador e Coreógrafo do Grupo Oré Anacã. Dançarino Profissional.

Patrick Anderson Martins Magalhães, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Patrick Anderson Martins Magalhães é Licenciado e Bacharel em Educação Física pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Pesquisador do Grupo de Pesquisa Saberes em Ação (UFC). Coordenador Geral de Ensaio e Dançarino do Oré Anacã. Membro do Comitê de Ginástica Para Todos da Federação Cearense das Ginásticas.

Luiz Fernando Souza Veras, Pesquisador independente

Luiz Fernando Souza Veras é Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Professor de Educação Física na Rede Municipal de Fortaleza. Pesquisador do Grupo de Pesquisa Saberes em Ação (UFC). Dançarino do Grupo Oré Anacã.

Referências

AMADEU FURTADO. Entrevista concedida a Luiz Fernando Souza Veras e Patrick Anderson Martins Magalhães. Fortaleza: 2021. Disco Rígido (15 min.).

ANDREOLI, Giuliano Souza. Dança, gênero e sexualidade: um olhar cultural. Conjectura: Filosofia e Educação, v. 15, n. 1, 2010.

ANDREOLI, Giuliano Souza. Dança, gênero e sexualidade: narrativa e performances. Curitiba: Appris, 2019.

ARANTES, Antônio Augusto. O que é cultura popular. 14. ed. São Paulo: Brasiliense, 1990.

BATISTA, Hadinei Ribeiro; SOUZA, Maria Aparecida. HUMOR E ESTEREOTIPIZAÇÃO DA MULHER EM CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS. Revista DisSoL - Discurso, Sociedade e Linguagem, n. 13, p. 26-41, 2021.

BENJAMIN, Roberto. Folguedos e danças de Pernambuco. Recife: Fundação de Cultura Cidade do Recife. 1989.

BOURCIER, Paul. História da dança no ocidente. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

BRUNA SOUZA. Entrevista concedida a Luiz Fernando Souza Veras e Patrick Anderson Martins Magalhães. Fortaleza: 2021. Disco Rígido (84 min.).

BUTLER, Judith P. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Tradução de Renato Aguiar. 21. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2021.

CAMPOS, Marcos Antônio Almeida. Histórias das práticas de dança na escola de Educação Física da UFMG. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 31, n. 1, p. 193-208, 2009.

CAMPOS, Marcos Antônio Almeida; MAGALHÃES, Patrick Anderson Martins (org.). Apostila de danças tradicionais brasileiras. Fortaleza: [s. n.], 2021. Disponível em: www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/58567. Acesso em: 21 março 2022.

CANCLINI, Néstor García. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Editora da Universidade Federal de São Paulo, 2013.

CRISTINA MORAES. Entrevista concedida a Luiz Fernando Souza Veras e Patrick Anderson Martins Magalhães. Fortaleza: 2021. Disco Rígido (25 min.).

FERNANDO SOBRAL. Entrevista concedida a Luiz Fernando Souza Veras e Patrick Anderson Martins Magalhães. Fortaleza: 2021. Disco Rígido (51 min.).

FERREIRA, Petrônio Alves. Coreografias juvenis: gêneros e sexualidades na cena escolar. 2019. 215 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado Profissional em Educação e Docência, Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2019.

FONTELLES, Mauro José; SIMÕES, Marilda Garcia; FARIAS, Samantha Hasegawa; FONTELLES, Renata Garcia Simões. Metodologia da pesquisa científica: diretrizes para a elaboração de um protocolo de pesquisa. Revista Paraense de Medicina, v. 23, n. 3, p. 1-8, 2009.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber. 13. ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1988. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque, 1999.

GADINI, Sérgio Luiz. Representações femininas a partir de grupos masculinos no carnaval brasileiro. Fazendo Gênero: Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, v. 9, 2010.

GOELLNER, Silvana Vilodre. A educação dos corpos, dos gêneros e das sexualidades e o reconhecimento da diversidade. Cadernos de Formação RBCE, v. 1, n. 2, 2010.

GOIS, Ana Angélica Freitas. A dança como expressão cultural na Educação Física Escolar. Aracaju: Infographics, 2015.

GRUPO SARANDEIROS. Semana do folclore. Belo Horizonte, 2000. 12p.

HANNA, Judith Lynne. Dança, sexo e gênero: signos de identidade, dominação, desafio e desejo. Tradução de Mauro Gama. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

KAREN SILVA. Entrevista concedida a Luiz Fernando Souza Veras e Patrick Anderson Martins Magalhães. Fortaleza: 2021. Disco Rígido (28 min.).

KATZ, Jonathan Ned. A invenção da heterossexualidade. Rio de Janeiro: Ediouro, 1996.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da Sexualidade. In: LOURO. Guacira Lopes (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis: Editora Vozes, 2014.

MACHADO, Jobson; ALVES, Andreza; DICKSON, Marcus. A invisibilidade bissexual na novela “O Outro Lado do Paraíso”. In: IJ08− Estudos interdisciplinares da comunicação do XVII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Norte. Vilhena: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. Disponível em http://portalintercom.org.br/anais/norte2018/resumos/R59-0208-1.pdf. 2018.

MARCONDES, Nilsen Aparecida Vieira; BRISOLA, Elisa Maria Andrade. Análise por triangulação de métodos: um referencial para pesquisas qualitativas. Revista Univap, São José dos Campos, v. 20, n. 35, p. 201-208, jul. 2014.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 17. ed. Petrópolis: Vozes, 2000.

MIRELLA BRAGA. Entrevista concedida a Luiz Fernando Souza Veras e Patrick Anderson Martins Magalhães. Fortaleza: 2021. Disco Rígido (66 min.).

NOLASCO, Sócrates Alvares. O mito da masculinidade. Rio de Janeiro: Rocco, 1993.

RIO DE JANEIRO. Guia da diversidade LGBT: saúde, atendimento e legislação. Rio de Janeiro. 2019. 72p.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, v. 20, n. 2, 1995.

SEPULVEDA, Denize. CORREA, Renan. FREIRE, Priscila. Gênero e sexualidades: noções, símbolos e datas. Rio de Janeiro: Ed. dos Autores, 2021.

SONETTI, Sara Laham. IDENTIDADE DE GÊNERO SOCIAL E IDENTIDADE DE GÊNERO ERÓTICO-SEXUAL. Revista Brasileira de Sexualidade Humana, [S.L.], v. 29, n. 2, p. 47-57, 5 set. 2019. http://dx.doi.org/10.35919/rbsh.v29i2.76.

TIAGO ANDRADE. Entrevista concedida a Luiz Fernando Souza Veras e Patrick Anderson Martins Magalhães. Fortaleza: 2021. Disco Rígido (43 min.).

TORRES, Lúcia Beatriz; CAVALCANTE, Raphael. Festas de Santos Reis. In: SILVA, René Marc da Costa (Org.). Cultura popular e educação. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação a Distância, 2008. 246 p.

VICTOR JESUS. Entrevista concedida a Luiz Fernando Souza Veras e Patrick Anderson Martins Magalhães. Fortaleza: 2021. Disco Rígido (46 min.).

Publicado

01-12-2022 — Atualizado em 01-12-2022

Versões

Como Citar

CAMPOS, M. A. A.; MAGALHÃES, P. A. M.; VERAS, L. F. S. Gênero e sexualidade na dança do Coco do Grupo Oré Anacã: uma análise coreográfica. ARJ – Art Research Journal: Revista de Pesquisa em Artes, [S. l.], v. 9, n. 2, 2022. DOI: 10.36025/arj.v9i2.28916. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/artresearchjournal/article/view/28916. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê: Dramaturgias e Epistemologias Insurgentes na Dança