O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • O(A) autor(a) do artigo a ser submetido possui título de Doutor(a) ou, no caso de artigos escritos em colaboração, seu(sua) autor(a) principal o possui.
  • A contribuição é original e inédita e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor". São aceitáveis versões expandidas e atualizadas de textos apresentados em anais de congresso. Neste caso é obrigatório mencionar o fato na primeira nota de rodapé do artigo.
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista. Recomenda-se que o autor registre no sistema o número Orcid no momento da submissão; caso não tenha esse número, ele pode ser obtido no seguinte link: https://orcid.org/
  • As palavras-chave permitem a localização dos textos por usuários e sistemas (indexação). No artigo, separa-as sempre por ponto, com iniciais maiúsculas, conforme a ABNT. No formulário eletrônico para submissão em linha, siga as sugestões do campo de preenchimento (inserção de palavra a palavra). Verificar existência dos temas tratados no vocabulário controlado de "Autoridades" na Biblioteca Nacional (http://acervo.bn.br/sophia_web/). Recomenda-se incluir entre as palavras-chave sua área principal de atuação (artes visuais, artes plásticas, dança, música, teatro etc.).

  • Sendo aceito para publicação o autor deverá se responsabilizar pela versão para o inglês, de preferência por um nativo. Em caso de citações de textos estrangeiros nos originais em português favor indicar traduções confiáveis em inglês. 

  • Verifique se os nomes das instituições (afiliações) estão apresentados por extenso no idioma original da instituição (até três níveis hierárquicos). Exemplo: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO); Centro de Letras e Artes (CLA); Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC). Este procedimento é necessário para assegurar uma boa indexação.
  • Os documentos suplementares (imagens, som e imagem em movimento) estão nos formatos MP3, MP4 e/ou JPG.

Diretrizes para Autores

 

Instruções para autores

A revista ARJ – Art Research Journal/Revista de Pesquisa em Artes, aceita prioritariamente submissões de artigos originais em português ou inglês. Como periódico bilíngue, todos artigos serão publicados nas duas línguas, português e inglês (exceto resenhas de livros escritos originalmente em português). Sendo aceito, o autor será instado a traduzir para o português ou verter para o inglês o artigo, sob orientação da editoria executiva. Outros idiomas ocidentais serão aceitos exclusivamente por convite ou após consulta aos editores, sendo obrigatória sua publicação em português (além do idioma original). Em caso de citações de textos estrangeiros nos originais em português favor indicar traduções confiáveis em inglês. 

Ensaios submetidos para a seção Artigos, de autoria de pesquisadores doutores, devem ser originais e destinados exclusivamente ao ARJ. São aceitaveis versões expandidas e atualizadas de textos apresentados em anais de congresso. Neste caso mencionar o fato na primeira nota de rodapé do artigo. Todas as notas de rodapé devem estar indicadas no corpo do texto (jamais no título, no resumo, nas palavras-chave ou nas referências).

Textos convidados para a seção Dossiê podem ser versões atualizadas de material previamente publicado, desde que o autor providencie as permissões pertinentes e informe essa condição em nota de rodapé.

Textos submetidos para as seções Artigos e Dossiê devem conter: título (com ou sem subtítulo); resumo (até 150 palavras); 5 (cinco) palavras-chave; referências; notas de rodapé explicativas; ilustrações (imagens, exemplos musicais, tabelas e quadros) referenciadas, o mais próximo possível de sua localização no texto, com respectivas legendas. As submissões devem incluir, também, o título em inglês do artigo, o resumo em inglês (abstract) e as palavras-chave em inglês (keywords). 

Títulos e resumos não podem possuir notas de rodapé. Notas de rodapé devem ser usadas exclusivamente no corpo do texto.

Títulos (em português e em inglês) devem ser escritos em caixa alta e baixa, ou seja, com letras minúsculas, com maiúsculas apenas na inicial e em nomes próprios (exemplo: O pensamento vivo de Benjamin).

Os resumos (em português e em inglês) não devem ultrapassar 150 palavras, devido a limitação do formulário online de submissão.

No texto do artigo, as palavras-chave (em português e em inglês) devem atender a ABNT (NBR 6028, item 3.3.3): figurar logo abaixo do resumo, antecedidas da expressão "Palavras-chave:", separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto.

O corpo de texto (em português) das submissões deve possuir entre 30.000 e 80.000 caracteres com espaços (texto principal, notas e legendas; exceto título, resumo, palavras-chave e referências). Necessidades especiais (para convidados) podem ser discutidas com os editores. Não é necessário entregar a versão em inglês do artigo previamente, antes da avaliação e aprovação. A entrega deve ser feita apenas depois da aprovação (exceto para o título em inglês, o abstract e as keywords, que são informados antecipadamente).

Resenhas (no máximo 2000 palavras) devem conter os seguintes itens após o título (que deve incluir o título do livro ou página da internet a que corresponde a resenha): 1) para o autor da resenha: nome do autor, instituição por extenso, e-mail; 2) para a obra resenhada: referência completa (autoria, título, local de publicação, editora, data). Ao final do texto inclua as referências citadas na resenha, caso haja. O objetivo principal da resenha é situar o livro/DVD/site vis-à-vis a literatura existente – não se trata de resumo de capítulos/seções/partes. Situe o livro/DVD/site em relação aos materiais já existentes sobre pesquisa em artes/música, seus objetivos, público-alvo, e relevância para fins pedagógicas e acadêmicos.

Todos os textos devem ser submetidos em RTF, OpenOffice ou Word for Windows, usando a fonte Verdana, tamanho 11, espaçamento 1,5. Baixe o template em português do ARJ aqui.

As normas usadas pela revista  ARJ são adequadas aos requisitos da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas): veja abaixo modelos de citação. A norma principal é seguir o critério autor-data-página entre parêntesis após citações diretas ou indiretas, sobrenome do autor em caixa alta e baixa, seguido por ano e página (Agamben, 2009, p. 17). Na lista de referências deve aparecer:

AGAMBEN, Giorgio. Aby Warburg e a ciência sem nome. Revista Arte & Ensaios, Revista do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais, EBA/UFRJ, Rio de Janeiro, ano XVII, n. 19, p. 131-141, 2009.

Títulos de obras artísticas (espetáculos, músicas, performances) e obras publicadas: mencionar, no corpo do texto, os títulos originais, seguido de data de lançamento. O título traduzido deve ser mencionado entre parênteses, seguido de uma nova data de lançamento, quando for o caso (ex.1). Se houver nova menção ao mesmo trabalho, conserver o título na língua em que está sendo redigido o corpo do texto. Apenas quando o título não puder ser traduzido (ex. 2), ou quando o original já for uma palavra estrangeira, o título se manterá na língua original ao longo do texto toda vez que for mencionado. O título de publicação deve ser grafado em itálico, exceto quando for sua tradução. O título de obra deve ser grafado em itálico no seu idioma original ou como consagrado no português.

Ex: 1. Em Stfiters dinge (Coisas de Stifter), obra de 2007 do diretor e compositor alemão Heiner Goebbels, [...]

Ex. 2. Bart Baele e Yves Degryse (três originalmente, com Caroline Rochlitz), que concebem a apresentação de seu trabalho sob uma forma teatral. Em Tagfish (2011), por exemplo, os espectadores entram [...]

Ex. 3. Le Grand Verre é tão importante [...]

Ex. 4. O grande vidro é tão importante [...]

Ex. 5. Le Grand Verre (O grande vidro) é tão importante [...]

Produtos audiovisuais relacionados podem ser submetidos como documentos suplementares (imagens, som e imagem em movimento) nos formatos MP3, MP4 e/ou JPG. Recomenda-se também o depósito dos arquivos de vídeo no portal Internet Archive, ou de sons no portal Petrucci Music Library.

 

Exemplos para Referências

Livros

SOBRENOME, Prenomes do autor. Título [itálico]: subtítulo [normal]. Edição [quando não for a primeira]. Local: Editora, ano de publicação.

CASTRO, Ruy. Chega de saudade: a história e as histórias da bossa nova. 3 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

Teses/ Dissertações/Monografias

SOBRENOME, Prenomes do autor. Título: subtítulo. ano. nº total de páginas. Tese, Dissertação ou Monografia (grau e área). Unidade de Ensino, Instituição, Local, ano.

SILVA, Suzane Weber. Les pratiques du danseur-créateur vis-à-vis des pratiques dominantes en danse contemporaine: trois études de cas. Doctorat (Études et pratiques des arts). Université du Québec à Montréal, Canadá, 2010.

Capítulo de livros tipo coletânea

SOBRENOME, Prenomes do autor. Título. In: SOBRENOME, Prenome do (Org.) ou (Ed.). Título: subtítulo. Edição (diferente da primeira). Local: Editora, ano de publicação, página inicial-final.

SANTAELLA, Lucia. A relevância da arte-ciência na contemporaneidade. In: RAMOS, Luiz Fernando (Org.). Arte e ciência: Abismo de rosas. São Paulo: ABRACE, 2012, p. 61-76.

Capítulo de livro do mesmo autor

SOBRENOME, Prenomes do autor. Título. In: Título: subtítulo. Edição (diferente da primeira). Local: Editora, ano de publicação, página inicial-final.

GOSSELIN, Pierre; LAURIER, Diane. Des repères pour la recherche en pratique artistique. In: Tactiques insolites: vers une méthodologie de recherche em pratique artistique. Montréal: Éditions Guérin, 2004, p. 165-183.

Artigos

SOBRENOME, Prenomes do autor do artigo. Título do artigo. Título da Revista, local, volume, número, páginas do artigo (inicial e final), ano da publicação do artigo. (Observação: volume, número e página são abreviados por v., n., p.)

SCHECHNER, Richard. Future Nostalgias. Research in Drama Education, v. 15, n. 3, p. 309-315, 2010.

Artigos de periódicos na internet

SOBRENOME, Prenomes do autor. Título do artigo. Título da Revista, local, volume, número, páginas do artigo, mês e ano de publicação. Disponível em: http://www..... Acesso em: 25 abr. 2012.

COESSENS, Kathleen. A arte da pesquisa em artes - traçando práxis e reflexão. ARJ - Art Research Journal, [S.l.], v. 1, n. 2, p. 1-20, ago. 2014. ISSN 2357-9978. Disponível em: <http://periodicos.ufrn.br/artresearchjournal/article/view/5423>. Acesso em: 03 abr. 2016.

Documento iconográfico (Pintura, gravura, ilustração, fotografia, desenho, entre outros)

SOBRENOME, Prenomes do autor. Título. Data. Especificação do suporte.

BRUSCKY, Paulo. Ensaio. 2008. Tubos e papel picado.

Documento sonoro (Disco, CD, cassete)

COMPOSITOR (ES) ou INTÉRPRETE (S), título, local, gravadora (ou equivalente), data e especificação do suporte.

SIMONE. Face a face. [S.l.]: Emi-Odeon Brasil, p1977. 1 CD (ca. 40 min).

MÁRIO REIS e ORCH. COPACABANA. Mulato Bamba. Noel Rosa. [Odeon 10928/B, p1932]. In: Noel Rosa por Aracy de Almeida e Mário Reis. Curitiba: Revivendo, RVCD-027 Remasterizado em digital. 1 CD (ca 60 min), faixa 1, (2 min 36 s).

Vídeo, Imagem em movimento, DVD, Internet

TÍTULO [apenas primeira palavra em caixa alta]. Diretor, produtor, local, produtora, data e especificação do suporte em unidades físicas.

PARTIDO Alto. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1973. 1 fita de vídeo (11 min), son., color, 35mm.

BLADE Runner. Direção: Ridley Scott. Produção: Michael Deeley. Intérpretes: Harrison Ford; Rutger Hauer; Sean Young; Edward James Olmos e outros. Roteiro: Hampton Fancher e David Peoples. Música: Vangelis. Los Angeles: Warner Brothers, c1991. 1 DVD (117 min), widescreen, color. Produzido por Warner Video Home. Baseado na novela “Do androids dream of electric sheep?” de Philip K. Dick.

Alternativa para fragmentos

DALE, Lennie; REGINA, Elis. Elis Regina e Lennnie Dale - Me deixa em paz - 1971. Vídeo de 1 minuto e 25 segundos postado por Ernesto Prohaska em 14 de fevereiro, 2014. Trecho retirado do programa Som Livre Exportação da Rede Globo (1971) e incluído no filme Dzi Croquettes (2010). Disponível em: www.youtube.com/watch?v=TJGStH9nerk. Acesso em: 09 abr. 2016.

Artigos

Artigos originais em artes cênicas, artes visuais, dança ou música submetidos em fluxo contínuo (corpo de texto entre 30.000 e 80.000 caracteres com espaços) serão avaliados por pares. Os autores deverão ter o título de doutor ou equivalente (ou pelo menos um dos autores). Os artigos poderão ser submetidos em português ou inglês através do site da revista. Sendo aceito, o autor será instado a traduzir para o português ou verter para o inglês o artigo, sob orientação da editoria executiva.

Textos com vínculo temático, metodológico ou conceitual com as linhas de pesquisa em poéticas criativas e práticas interpretativas são particularmente bem-vindos.

Produtos audiovisuais relacionados podem ser submetidos como documentos suplementares. Recomenda-se também o depósito dos arquivos de vídeo no portal Internet Archive.

Resenhas

RESENHAS - máximo de 2.000 palavras. 

ARJ publica resenhas de livros, documentários e recursos online na área de artes, inclusive numa perspectiva multidisciplinar. Para enviar livros (em papel ou digital), ou sugestões de recursos online para resenhas contactar editor chefe (arjbrasil@gmail.com). 

ARTIGOS DE REVISÃO

ARTIGOS DE REVISÃO

4.000-8.000 palavras com o estado da arte em algum aspecto relacionado à pesquisa artística ou pesquisa sobre arte. 

V Encontro ARJ e II Fórum Nacional de Editores de Periódicos da Área de Artes

Dossiê destinado ao registro de apresentações e atividades do V Encontro Art Research Journal e II Fórum Nacional de Editores de Periódicos da Área de Artes.

Dossiê: XXVIII Congresso Nacional da Federação de Arte/Educadores do Brasil

Trabalhos apresentados no XXVIII Congresso Nacional da Federação de Arte/Educadores do Brasil (CONFAEB2018), evento que visa promover a socialização de produções nas diversas áreas artísticas oriundas de projetos de pesquisa de arte-educadores vinculados ao ensino superior e à educação básica, grupos profissionais, professores das redes de educação profissional, ciência e tecnologia, enriquecendo assim os espaços educacionais e culturais. Esta edição teve como título CONFAEB 30 ANOS: Ações Políticas de/para enfrentamentos, resistências e recriações. Com caráter inclusivo e democrático, o CONFAEB constitui-se também como fórum de formação, quando congrega e agrega professores de Artes Visuais, Teatro, Música, Dança da Educação Básica e Ensino Superior, pedagogos da Educação Infantil e Anos Iniciais, estudantes, professores e pesquisadores das Licenciaturas e dos Bacharelados, artistas e gestores culturais que atuam nos diferentes espaços sociais com as diversas linguagens artísticas.

Dossiê: ABRACE 20 Anos: Celebrando a Diversidade

Com o tema “ABRACE 20 anos: celebrando a diversidade” o X Congresso da ABRACE (Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas), no campus da UFRN Natal, de 15 a 20 de outubro de 2018, é o maior evento em artes cênicas no país e reúne pesquisadores, docentes, discentes e artistas. O encontro pretende celebrar os 20 anos de existência da Associação, bem como reconhecer a diversidade das pesquisas, dos olhares e dos saberes que se entretecem no fazer artístico contemporâneo. Celebrar a diversidade significa também reconhecer um esforço de 20 anos de luta e resistência dos pesquisadores da área de Artes Cênicas pelo direito de existir, de fazer arte dentro e fora da Academia, e de gerar um conhecimento específico na área cênica. A pluralidade e a diversidade de saberes que emerge das práticas artísticas e epistemológicas permite que se estabeleça em campo expandido um diálogo das artes cênicas com áreas afins: antropologia, sociologia, política, psicologia, educação etc. Para a ABRACE, pensar a pluralidade é pensar o diálogo com o outro, com áreas correlatas e assim ampliar as percepções da arte, da cultura e da sociedade. Nesta edição, o evento comemora ainda os 60 anos da UFRN e os 10 anos do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFRN.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.