Um artesão da imagem e do som: entrevista com Romeo Castellucci

  • Leonel Martins Carneiro Universidade de São Paulo - USP
  • Eli Borges Júnior Universidade de São Paulo ECA-USP
Palavras-chave: Experiência, Imagem, Romeo Castellucci, Som, Teatro Contemporâneo

Resumo

O texto apresenta uma entrevista comentada com o encenador italiano Romeo Castellucci na qual os autores propõem um diálogo que busca transcender a forma pergunta-resposta, tocando em questões fundamentais do trabalho de sua companhia, a Socìetas Raffaello Sanzio. Como fruto dessa conversa, surgem discussões que remetem, sobretudo, à relação entre imagem e som na concepção de suas obras e à problematização da forma teatral a partir de um constante diálogo com outras artes. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonel Martins Carneiro, Universidade de São Paulo - USP

Ator, diretor e professor. Atualmente sua pesquisa está voltada para a relação para a relação entre atenção, memória e emoção na experiência do espectador teatral contemporâneo. É doutorando em Artes Cênica na Universidade de São Paulo (USP) sob a orientação de Sílvia Fernandes e coorientação de Marie-Madeleine Mervant-Roux (Universidade Sorbonne Nouvelle / CNRS THALIM). Mestre em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo (USP), possui graduação na mesma área pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Eli Borges Júnior, Universidade de São Paulo ECA-USP
Ator e diretor. Mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (bolsa FAPESP). Tem experiência nas áreas de comunicação digital, artes e filosofia, tendo desenvolvido investigação de mestrado sobre a participação das tecnologias digitais nas artes cênicas contemporâneas, com estágio de pesquisa na Universidade de Paris VIII (bolsa BEPE - FAPESP). É coordenador do coletivo AION - Rede de Experimentação Artística, de São Paulo.

Referências

ARCHAMBAULT, H. et al. Conversation pour le Festival d’Avignon. Avignon: P.O.L./Festival d'Avignon, 2008.

CARNEIRO, Leonel Martins. A atenção nas teorias do teatro do século XX: de Stanislávski à Lehmann. Saarbrücken: Novas Edições Acadêmicas, 2015.

CASTELLUCCI, R. Romeo Castellucci: Io, maestro di teatro senza mai esserlo. Por Ilaria Venturi. R.it Bologna, 21 abr. 2015a. Disponível em: <http://bologna.repubblica.it/cronaca/2015/04/21/news/romeo_castellucci_io_maestro_di_teatro_senza_mai_esserlo_-112547549/>. Acesso em: 03 nov. 2015.

______. Entrevista concedida a Leonel Carneiro. Trad. Eli Borges Júnior. Bolonha, Itália: 2014a.

______. Romeo Castellucci: la puissance d’une œuvre radicale. Journal La Terrasse, n. 225, 28 out. 2014b. Disponível em: <http://www.journal-laterrasse.fr/32546/>. Acesso em: 03 nov. 2015.

_____. (Texto sem título), Cartografias.MITSP_1, Brasil, v. 1, n. 1, p. 35, 2014c. Disponível em: <http://mitsp2014.org/download/cartografia/>. Acesso em: 15 set. 2015.

____ et al. The Theatre of Socìetas Raffaello Sanzio. London/ New York: Routledge, 2007.

____ et al. Epopea della polvere, il teatro della Socìetas Raffaello Sanzio 1992-1999. Milano: Ubulibri, 2001.

____; CASTELLUCCI, C. Les pèlerins de la matière: théorie et praxis du théâtre, écrits de la Socìetas Raffaello Sanzio. Besançon: les Solitaires intempestifs, 2001.

DEWEY, J. Arte como experiência. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

HELENE, André F. & XAVIER, Gilberto F. A construção da atenção a partir da memória. Revista Brasileira de Psiquiatria, São Paulo, n. 25-supl. 2, p. 12-20, 2003.

HÖLDERLIN, F. Observações sobre Édipo; observações sobre Antígona. Rio de Janeiro : Zahar, 2008.

KONIGSON, Elie. Diviser pour jouer. Les Cahiers de la Comédie-Française, (special issue “Le Spectateur”) V 11: 42-49, 1994.

MERVANT-ROUX, M-M. Figurations du spectateur: Une réflexion par l'image sur le théâtre et sur sa théorie. Paris: Harmattan, 2006.

_____; LARRUE, J-M. (orgs.). Le son du théâtre: le passé audible. Théâtre Public, vol. 1, n. 197, set. 2010.

MEYERHOLD, V. Do teatro. Trad. Diego Moschkovich. São Paulo: Iluminuras, 2012.

PRIKLADNICKI, F. "A polêmica tem ocorrido apenas com aqueles que não viram a peça”, diz Romeo Castellucci. Jornal Zero Hora, Porto Alegre, 20 set. 2013. Disponível em: <http://zh.clicrbs.com.br/rs/entretenimento/noticia/2013/09/a-polemica-tem-ocorrido-apenas-com-aqueles-que-nao-viram-a-peca-diz-romeo-castellucci-4275950.html>. Acesso em: 15 set. 2015.

UHIARA, Rafaella. Sobre o legado de uma arte efêmera: breve reflexão sobre a fugacidade do evento teatral e sua perenidade na memória do espectador a partir do espetáculo “Cour d’honneur”, de Jérôme Bel (2013). Sala Preta, Brasil, v. 13, n. 2, p. 121-129, dez. 2013. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/salapreta/article/view/69081>. Acesso em: 29 nov. 2015. DOI:http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v13i2p121-129.

TACKELS, Bruno. Les Castellucci. Besançon: Solitaires Intempestifs, 2005.

XAVIER, Gilberto Fernando. Memória, individualidade e inconsciente como expressões do funcionamento de redes nervosas: uma breve especulação. Revista USP, Brasil, n. 98, p. 31-40, jul 2013. ISSN 2316-9036. Disponível em: <http://revistas.usp.br/revusp/article/view/69223>. Acesso em: 09 abr. 2014. doi:http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i98p31-40.

Referências multimídia

CASTELLUCCI, R. Entrevista concedida ao canal El Parlante Amarillo, programa Ondas: Alterando los sentidos - Romeo Castellucci. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=IpVMHBQza8g>. Acesso em: 29 out. 2015b.

Obras teatrais

Direção de Romeo Castellucci

ÖDIPUS DER TYRANN. Direção, cenário e figurino: Romeo Castellucci. Com: Bernardo Arias Porras (Tirésias), Iris Becher (Jocaste), Jule Böwe (Créon), Rosabel Huguet (Messager), Ursina Lardi (OEdipe), Angela Winkler (Le Choeur) /Religiosas: Sophia Fabian, Eléna Fichtner, Margot Fricke, Eva Günther, Rachel Hamm, Andrea Hartmann, Annette Höpfner, Nadine Karbacher,Sara Keller, Pia Koch, Marion Neumann, Vanessa Richter, Helga Rosenberg, Ria Schindler, Janine Schneider, Christina Wintz/ Solistas: Sirje Aleksandra Viise. Dramaturgia: Piersandra Di Matteo e Florian Borchmeyer. Ilumitação: Erich Schneider. Cesena /Berlin/Paris: Socìetas Raffaello Sanzio/ Schaubühne, 2015. (Espetáculo criado em 6 de março de 2015 na Schaubühne –Berlin)

LE METOPE DEL PARTENONE. Concepção e direção: Romeo Castellucci. Com: Urs Bihler, Dirk Glodde, Gina Gurtner, Zoe Hutmacher, Liliana Kosarenko, Maximilian Reichert. Adivinhas: Claudia Castellucci. Cesena/Bâle/Paris: Theater Basel /Socìetas Raffaello Sanzio, 2015. (Espetáculo criado em 16 de junho de 2015 no Art Basel- Bâle)

MOSES UND ARON. Opera em dois atos (1954). Musica e Libreto: Arnold Schönberg Condutor: Philippe Jordan. Direção, cenários, iluminação e figurinos: Romeo Castellucci. Com: Thomas Johannes Mayer (Moisés), John Graham-Hall (Aarão), Julie Davies, Catherine Wyn-Rogers, Nicky Spence, Michael Pflumm, Chae Wook Lim, Christopher Purves, Ralf Lukas, Maren Favela, Valentina Kutzarova, Elena Suvorova, Shin Jae Kim, Olivier Ayault, Jian-Hong Zhao, Béatrice Malleret, Isabelle Wnorowska-Pluchart, Marie-Cécile Chevassus, John Bernard, Chae Wook Lim, Julien Joguet. Coreografia: Cindy Van Acker. Dramaturgia: Christian Longchamp e Piersandra Di Matteo. Mestre do coro José Luis Basso. Paris Opera Orchestra and Chorus. Cesena/ Paris/ Madrid: Socìetas Raffaello Sanzio/Ópera de Paris/ Teatro Real de Madrid, 2015.

SCHWANENGESANG D744 (versão 2014). Concepção e direção: Romeo Castellucci. Música: Franz Schubert com interferências de Scott Gibbons. Com: Valérie Dréville, Kerstin Avemo (soprano) et Alain Franco (pianista). Dramaturgia: Christian Longchamp. Cesena/Avignon/Paris/Bruxelas: Socìetas Raffaello Sanzio, 2013. (Espetáculo criado em 25 de julho de 2013 no Festival de Avignon)

LE SACRE DU PRINTEMPS. Concepção e direção: Romeo Castellucci. Música: Igor Stravinsky. Som: Scott Gibbons. Programação dos computadores: Hubert Machnik. Direção técnica: Benjamin zur Heide. Construção das máquinas: Christian Schubert/L58. Cesena/Manchester/Paris: Socìetas Raffaello Sanzio, 2014. (Espetáculo criado em 15 de agosto de 2014 na Ruhrtriennale/Gebläsehalle Landschaftspark Duisburg-Nord)

GO DOWN, MOSES. Direção, cenário, iluminação e figurino: Romeo Castellucci. Música: Scott Gibbons. Atores: Rascia Darwish, Gloria Dorliguzzo, Luca Nava, Stefano Questorio, Sergio Scarlatella (mais figurantes). Textos: Claudia Castellucci e Romeo Castellucci. Cesena/Laussane/Paris: Socìetas Raffaello Sanzio, 2014.

GIULIO CESARE (versão 2014). Direção: Romeo Castellucci. Com: Dalmazio Masini e Simone Toni affiancati da Gianni Piazzi e Silvano Voltolina. Cesena/Bologna: Socìetas Raffaello Sanzio, 2014. (Espetáculo apresentado em nova versão no dia 27 de março de 2014 na Accademia di Belle Arti di Bologna)

Ciclo "Il velo nero del pastore":

THE FOUR SEASONS RESTAURANT. Direção: Romeo Castellucci. Música: Scott Gibbons. Atores: Chiara Causa, Silvia Costa, Laura Dondoli, Irene Petris (mais figurantes). Cesena/Avignon: Socìetas Raffaello Sanzio, 2012.

IL VELO NERO DEL PASTORE. Direção: Romeo Castellucci. Música: Scott Gibbons. Atores: Silvia Costa e Diego Donna. Cesena/Roma: Socìetas Raffaello Sanzio, 2011.

SUL CONCETTO DI VOLTO NEL FIGLIO DI DIO (Sobre o conceito da face no filho de Deus). Direção: Romeo Castellucci. Música: Scott Gibbons. Atores: Gianni Plazzi, Sergio Scarlatella (e Dario Boldrini, Vito Matera, Silvano Voltolina). Cesena/Essen: Socìetas Raffaello Sanzio, 2010.

Ciclo "La Divina Commedia":

INFERNO. Direção, cenário, iluminação e figurino: Romeo Castellucci. Música: Scott Gibbons. Atores: Alessandro Cafiso, Maria Luisa Cantarelli, Elia Corbara, Silvia Costa, Sara Dal Corso, Manola Maiani, Luca Nava, Gianni Plazzi, Stefano Questorio, Jeff Stein, Silvano Voltolina e Antoine Le Ménestrel (mais figurantes). Coreografia: Cindy Van Acker e Romeo Castellucci. Cesena/ Avignon: Socìetas Raffaello Sanzio, 2008.

PURGATORIO. Direção, cenário, iluminação e figurino: Romeo Castellucci. Música: Scott Gibbons. Atores: Irena Radmanovic, Juri Roverato, Davide Savorani, Sergio Scarlatella, Pier Paolo Zimmermann. Coreografia: Cindy Van Acker e Romeo Castellucci. Cesena/ Avignon: Socìetas Raffaello Sanzio, 2008.

PARADISO. Direção, cenário, iluminação e figurino: Romeo Castellucci. Música: Scott Gibbons. Atores: Dario Boldrini, Diego Donna, Michelangelo Miccolis, Norma Santi, Irene Turri. Cesena: Socìetas Raffaello Sanzio, 2008.

HEY GIRL!. Direção, cenário e iluminação: Romeo Castellucci. Música: Scott Gibbons. Atores: Silvia Costa, Sonia Beltran Napoles. Cesena/Paris: Socìetas Raffaello Sanzio, 2006.

Ciclo “Tragedia Endogonidia": Direção: Romeo Castellucci. Música: Scott Gibbons.Cesena: Socìetas Raffaello Sanzio, 2002- 2004.

C.#01 CESENA. I Episodio della Tragedia Endogonidia (2002)

A.#02 AVIGNON. II Episodio della Tragedia Endogonidia (2002)

B.#03 BERLIN. III Episodio della Tragedia Endogonidia (2003)

BR.#04 BR.#04 BRUXELLES/BRUSSEL. IV Episodio della Tragedia Endogonidia (2003)

BN.#05 BERGEN. V Episodio della Tragedia Endogonidia (2003)

P.#06 PARIS. VI Episodio della Tragedia Endogonidia (2003)

R.#07 ROMA. VII Episodio della Tragedia Endogonidia (2003)

S.#08 STRASBOURG. VIII Episodio della Tragedia Endogonidia (2004)

L.#09 LONDON. IX Episodio della Tragedia Endogonidia (2004)

M.#10 MARSEILLE. X Episodio della Tragedia Endogonidia (2004)

C.#11 CESENA. XI Episodio della Tragedia Endogonidia (2004)

Direção de Jérôme Bel

COUR D'HONNEUR. Direção: Jérôme Bel (Assistido por Maxime Kurvers). Atores: Isabelle Huppert, Samuel Lefeuvre, Antoine Le Ménestrel, Agnès Sourdillon, Maciej Stuhr, Oscar Van Rompay. Textos: Paul Claudel, Euripide, Ödön von Horváth, Heinrich von Kleist, Jonathan Littell, Molière. Espectadores: Virginie Andreu, Elena Borghese, Vassia Chavaroche, Pascal Hamant, Daniel Le Beuan, Yves Leopold, Bernard Lescure, Adrien Mariani, Anna Mazzia, Jacqueline Micoud, Alix Nelva, Jérôme Piron, Monique Rivoli, Marie Zicari. Avignon: 2013. (Espetáculo criado em 17 de julho de 2013 na Cour d’honneur du Palais des papes, Avignon)

Publicado
17-05-2016
Como Citar
CARNEIRO, L. M.; BORGES JÚNIOR, E. Um artesão da imagem e do som: entrevista com Romeo Castellucci. ARJ – Art Research Journal: Revista de Pesquisa em Artes, v. 3, n. 1, p. 194-209, 17 maio 2016.
Seção
Entrevista 1