Duas elites cercadas por “pobres”

os espaços de moradia em Paranaguá no início do século XIX

Autores

  • Allan Thomas Tadashi Kato

Palavras-chave:

espaço urbano, nobreza, “pobres”, cidade colonial

Resumo

Objetivamos analisar a distribuição socioespacial dos chefes com domicílio urbano na vila de Paranaguá (no Paraná) no início do século XIX. A historiografia tem sugerido que as pessoas tinham tendência a residir próximo aos seus iguais. Uma ordem ‘promovida’ por diversos motivos: pelas profissões, pelas origens, por questões culturais, de parentesco, ou de valorização dos imóveis. Buscamos compreender a formação de vizinhanças. Uma metodologia foi constituída para localizar os moradores, e depois analisar sua distribuição espacial. Esse estudo teve como resultado a percepção de que havia, pelo menos, dois grupos sociais distintos: os ‘pobres’ e os nobres, e que eles tinham, em geral, locais diferenciados de moradia citadina. Eram espaços distintos espacialmente, o que de certo modo marcava com traços mais vistosos a diferença entre os grupos.
Palavras-chave: espaço urbano; nobreza; “pobres”; cidade colonial

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allan Thomas Tadashi Kato

Mestre em História pela Universidade Federal do Paraná, UFPR, sob orientação do professor Dr. Magnus Roberto de Mello Pereira.

Arquivos adicionais

Publicado

25-11-2011

Como Citar

KATO, A. T. T. Duas elites cercadas por “pobres”: os espaços de moradia em Paranaguá no início do século XIX. Revista Espacialidades, [S. l.], v. 4, n. 03, p. 01–21, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/espacialidades/article/view/17738. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê