Exposição virtual em arquivos como fonte de informação sobre movimentos sindicais na Bahia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-0198.2022v6n0ID27756

Palavras-chave:

Fonte de Informação; Disseminação da informação; Serviço de referência Movimentos sindicais; Sindicato dos Bancários - Bahia

Resumo

As unidades de informação têm incorporado ao ambiente virtual seus serviços e produtos informacionais para facilitar o acesso a fontes de informação nas redes digitais. Todavia, muitos usuários ainda desconhecem a existência desses espaços ou não se sentem seguros o bastante para realizar suas pesquisas via web. É nesse contexto que serviços de referência virtuais favorecem a mediação da informação ao usuário de forma dinâmica e interativa, utilizando tecnologias de informação e comunicação. Este trabalho apresenta a exposição virtual como uma fonte de informação, um produto informacional do serviço de referência, de modo a intensificar a disseminação da informação em acervos arquivísticos sobre movimentos sindicais. Trata-se de um estudo de caso no Centro de Documentação e Memória Raymundo Reis — Sindicato dos Bancários da Bahia, pesquisa de abordagem qualitativa, cujo objetivo foi caracterizar a exposição virtual como uma fonte de informação educativa, histórica e sociocultural, um produto informacional desenvolvido no âmbito do serviço de referência em arquivos. A técnica e instrumento utilizados para coleta de dados foi a observação direta intensiva, e a entrevista não estruturada e não dirigida. Os resultados apontam para a estruturação de um modelo para exposição virtual que atendesse as necessidades do Centro de Documentação, a partir de procedimentos focados na disseminação do acervo. Concluiu-se que a exposição virtual potencializa a disseminação cultural e informacional de instituições arquivísticas, e pode favorecer o contínuo reconhecimento pela sociedade de seu papel como fonte de informação educativa, histórica e sociocultural, propondo-se aqui uma diretriz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Lessa, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil

Doutora e Mestre em Ciência da Informação (PPGCI/UFBA). Bibliotecária, Especialista em Educação a distância (FVC/BA) e Especialização em Humanidades Digitais (UCES-Buenos Aires/AR). Professora Adjunta do Instituto de Ciência da Informação, da Universidade Federal da Bahia. Professora colaboradora do PPGCI/UFBA.

Raiane Pedreira de Souza, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil

Graduação em Arquivologia na Universidade Federal da Bahia.

Referências

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005. (Publicações Técnicas; n.51) Disponível em: http://www.arquivonacional.gov.br/images/pdf/Dicion_Term_Arquiv.pdf. Acesso em: 10 nov. 2021.

ACCART, J. P. Serviço de referência: do presencial ao virtual. Brasília: Briquet de Lemos, 2012.

BELLOTTO, H. L. Arquivos permanentes: tratamento documental. Rio de Janeiro: FGV, 2004.

CHOO, C. W. Information management for the intelligent organization: the art of scanning the environment. 2. ed. Medford, New Jersey: ASIS Monograph Series, 1998.

CONSELHO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS. ISAD(G): norma geral internacional de descrição arquivística, adotada pelo Comitê de Normas de Descrição, Estocolmo, Suécia, 19-22 de setembro de 1999. 2. ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2001. (Publicações técnicas, n. 49).

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS (Brasil). Câmara técnica de normalização da descrição arquivística. Norma brasileira de descrição arquivística (Nobrade). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2006. Disponível em: http://www.siga.arquivonacional.gov.br/images/publicacoes/nobrade.pdf. Acesso em: 12 nov. 2021.

FLORES, D.; HEDLUND, D. C. Análise e aplicação do ICA-AtoM como ferramenta para descrição e acesso às informações do patrimônio documental e histórico do município de Santa Maria – RS. Informação&Informação, Londrina, v. 19, n. 3, p. 86 - 106, set./dez. 2014. DOI: 10.5433/1981-8920.2014v19n3p86. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/14892. Acesso em: 8 maio 2021.

GAMA, F.; FERNEDA, E. Mediação da informação nos arquivos permanentes: serviços de referência arquivística no ambiente digital. Informação&Informação, Londrina, v. 15, n. 2, p. 148-169, jul./dez. 2010. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/article/download/15695. Acesso em: 27 abr. 2021.

GOHN, M. G. História dos movimentos e lutas sociais: a construção da cidadania dos brasileiros. 8. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2013.

GONÇALEZ, P. R. V. A.; JORENTE, M. J. V. Disseminação da informação nos websites dos arquivos permanentes e as novas tecnologias de informação e comunicação. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 7, n. 1, 2014. Disponível em: https://revistas.ancib.org/index.php/tpbci/article/view/334. Acesso em: 27 nov. 2021.

GROGAN, D. A prática do serviço de referência. Brasília: Briquet de Lemos, 2001.

GROGAN, D. Science and technology: an introduction to the literature. London: Clive Bingley, 1970.

HAN, Byung-Chul. Sociedade do cansaço. Tradução de Enio Paulo Giachini. 2. ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2017.

HORTA, M. L. P.; GRUNBERG, E.; MONTEIRO, A. Q. Guia básico de educação patrimonial. Brasília: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Museu Imperial, 1999.

LESSA, B. Acesso aos serviços e produtos da biblioteca em tempos de pandemia da covid-19: possibilidades de uso do Facebook. Informação & Informação, Londrina, v. 26, n. 2, p. 333-353, abr./jun. 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2021v26n2p333. Disponível em: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/40205/pdf. Acesso em: 10 dez. 2021.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2021.

RIBEIRO, P. D.; KLING, V. User experience e suas potencialidades na arquivologia. Revista Analisando em Ciência da Informação, João Pessoa, v. 4, n. especial, p. 232-246, out. 2016. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/80968. Acesso em: 15 nov. 2021.

RODRIGUES, D. Patrimônio cultural, memória social e identidade: uma abordagem antropológica. Revista Ubimuseum, v. 1, 2012. Disponível em: http://www.ubimuseum.ubi.pt/n01/docs/ubimuseum-n01-pdf/CS3-rodrigues-donizete-patrimonio-cultural-memoria-social-identidade-uma%20abordagem-antropologica.pdf. Acesso em: 15 out. 2021.

ROUSSEAU, J. Y.; COUTURE, C. Os fundamentos da disciplina arquivística. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1998.

SINDICATO DOS BANCÁRIOS. O Centro de Documentação e Memória Bancaria Raymundo Reis. Disponível em: http://bancariosbahia.org.br/centro-memoria.html. Acesso em: 27 abr. 2021.

SMELTZER, L. R.; FANN, G. L.; NIKOLAISEN, V. N. Enviromental scanning practices in small business. Journal of small Business Management, v. 26, n. 3, 1988. DOI: https://doi.org/10.1177/002194368902600402. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/002194368902600402. Acesso em: 15 out. 2021.

Downloads

Publicado

04-05-2022

Como Citar

LESSA, B.; SOUZA, R. P. de. Exposição virtual em arquivos como fonte de informação sobre movimentos sindicais na Bahia. Revista Informação na Sociedade Contemporânea, [S. l.], v. 6, n. 1, p. e27756, 2022. DOI: 10.21680/2447-0198.2022v6n0ID27756. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/27756. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê XV Encontro Nacional de Informação e Pesquisa em Informação (CINFORM)