O papel da indexação na categorização da transexualidade e travestilidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-0198.2024v8n1ID35269

Palavras-chave:

indexação, transgênero, travesti

Resumo

A presente pesquisa contextualiza os estudos de gênero e aborda a história e as questões sobre travestilidade e transexualidade com intuito de fortalecer as pesquisas relacionadas à ética dentro da Organização do Conhecimento. Tem como objetivo geral identificar como a indexação influencia na recuperação da informação acerca de estereótipos de gênero. Para tal, averiguou como ocorre a representação da informação em duas bases distintas.  No sentido de verificar se os termos que representam os documentos estão em conformidade com a literatura sobre estudos de gênero. Além disso, analisou se os termos estão de acordo com o Tesauro Para Estudo de Gênero e Sobre Mulheres e o Tesauro Sobre Orientação Sexual e Identidade de Gênero. A pesquisa qualifica-se como pesquisa bibliográfica, documental e descritiva com abordagem qualitativa. Diante disso, constata-se que não houve retorno de nenhum documento que se utilizasse de termos pejorativos.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Bento Oliveira dos Santos Tomaz, UFRJ

Graduação em Processos Gerenciais pela Universidade Nove de Julho (2017) e graduação em Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2022). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de Computação.

Carla Beatriz Marques Felipe, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professora Adjunta do curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação (CBG), na Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Doutora em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Rio de Janeiro e do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia-IBICT (PPGCI IBICT/UFRJ - 2023). Mestre em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Pernambuco (PPGCI/UFPE - 2016). Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN - 2013). Membro do Grupo de Pesquisa: Organização e Representação do Conhecimento.

Referências

BATISTA, Lívia. Cis e Trans: qual a diferença dos termos? Brasil de Direitos, [s.l.], 26 maio 2023. Disponível em: https://www.brasildedireitos.org.br/atualidades/cis-e-trans-qual-a-diferena-dos-termos. Acesso em 22 fev. 2024.

BENEVIDES, Bruna G. Dossiê: Assassinatos e violências contra travestis e transexuais brasileiras em 2021. Brasília, DF: ANTRA, 2022. Disponível em: Jhttps://antrabrasil.files.wordpress.com/2022/01/dossieantra2022-web.pdf. Acesso em: 8 nov. 2023.

BRUSCHIN, Cristina; ARDAILLON, Danielle; UNBEHAUM, Sandra G. Tesauro para estudos de gênero e sobre mulheres. São Paulo: Fundação Carlos Chagas / Editora 34, 1998. Disponível em: https://www.fcc.org.br/conteudosespeciais/tesauro/arquivos/TPEDGESM.pdf. Acesso em: 18 jun. 2023.

CARVALHO, Henrique Rabello. Análise Crítica de Decisões Judiciais sobre transexualidade do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro de 2009 a 2015. 2018. 138 f. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas em Direitos Humanos) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7199499. Acesso em: 24 jan. 2024.

CARVALHO, Lucas. 29 de janeiro - Dia Nacional da Visibilidade Trans. Instituto Ethos, São Paulo, [29 jan. 2022]. Disponível em: https://www.ethos.org.br/conteudo/opinioes-e-analises/29-de-janeiro-dia-nacional-da-visibilidade-trans/. Acesso em: 27 maio 2024.

CRUZ, Denis Souza; SILVA, Rodrigo Barbosa e. Direitos humanos, pobreza e exclusão social – um olhar para travestis e transexuais em contextos educacionais. Revista Humanidades e Inovação v.4, n. 6, 2017. Disponível em: https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/503. Acesso em: 2 maio 2023.

CRUZ, Tânia Mara. Sexualidade e orientação sexual: cultura e transformação social. Palhoça, SC: UnisulVirtual, 2014. Disponível em: https://www.academia.edu/24687964/Livro_virtual_Sexualidade_e_orienta%C3%A7%C3%A3o_sexual. Acesso em: 2 maio 2023.

DIA da Visibilidade Trans: uma linha do tempo da luta e dos direitos de travestis, transexuais e transgêneros. NUGEN - NÚCLEO DE GÊNERO E DIVERSIDADE, Pelotas, RS, 29 jan. 2021. Disponível em: https://wp.ufpel.edu.br/nugen/2021/01/29/dia-da-visibilidade-trans-uma-linha-do-tempo-da-luta-e-dos-direitos-de-travestis-transexuais-e-transgeneros/. Acesso em: 18 abr. 2024.

FELIPE, Carla Beatriz. Os aspectos sociocognitivos para a indexação de fotografias. 2016. 153 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2016.

GUIMARÃES, José Augusto Chaves; MILANI, Suellen Oliveira; EVANGELISTA, Isadora Victorino. Valores éticos na organização e representação do conhecimento. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, v. 20, n. esp. 1, p. 19–32, fev. 2015. DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2015v20nesp1p19. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2015v20nesp1p19. Acesso em: 19 abr. 2024.

IDENTIDADE de Gênero: o que precisamos saber sobre? Redação Jornal DCI, [São Paulo], 31 ago. 2020. Disponível em: https://www.dci.com.br/dci-mais/noticias/identidade-de-genero/10870/. Acesso em: 25 jan. 2024.

JESÚS, Bento Manoel de. (Des)Naturalização do Gênero e da Sexualidade: Algumas Reflexões sobre o Acesso das/dos Transexuais à Cidadania no Brasil. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS, 2., 2011, Goiânia. Anais [...]. Goiânia, GO: FCS/UFG, 2011. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/253/o/Bento_Manoel_de_Jesus.pdf. Acesso em: 19 abr. 2024.

JESUS, Jaqueline Gomes de. Orientações sobre a população transgênero: conceitos e termos. Brasília: Autor, 2012. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/16/o/ORIENTA%C3%87%C3%95ES_POPULA%C3%87%C3%83O_TRANS.pdf?1334065989. Acesso em: 24 jan. 2024.

LEITE JÚNIOR, Jorge. Nossos Corpos Também Mudam: sexo, gênero e a invenção das categorias “travesti” e “transexual” no discurso científico. 2008. 230 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/handle/handle/3992. Acesso em: 2 maio 2023.

LIMA, Fátima. A invenção da transexualidade: discursos, práticas e modos de subjetividades. In: INTERNACIONAL GENDER AND LANGUAGE ASSOCIATION CONFERENCE, 7th., 2012, São Leopoldo, RS. Proceedings [...]. São Leopoldo, RS: UNISINOS ; Casa Leiria, 2012.

LINDEMANN, Catia. Biblioteconomia Social: Discutindo e refletindo a identidade de gênero. Biblioo, [s.l.], 19 nov. 2016. Disponível em: https://web.archive.org/web/20171002061513/https://biblioo.cartacapital.com.br/biblioteconomia-social-discutindo-e-refletindo-a-identidade-de-genero/. Acesso em: 18 jun. 2022.

LOPES, Anchyses Jobim. Transexualidades: psicanálise e mitologia grega. Estudos de Psicanálise, Belo Horizonte, n. 47, p. 47-71, jul. 2017. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0100-34372017000100005. Acesso em: 10 out. 2023.

MOSER, Caroline O. N. Gender Planning in the Third World: Meeting Practical and Strategic Gender Needs. World Development, [s.l.], v. 17, n. 11, p. 1799-1825, 1989. Disponível em: https://www.academia.edu/28265102/Gender_planning_in_the_third_world_Meeting_pract%20ical_and_strategic_gender_needs. Acesso em: 9 maio 2022.

PISCITELLI, Adriana. Gênero: a história de um conceito. In: ALMEIDA, Heloisa Buarque de; SZWAKO, José (org.). Diferenças, igualdade. São Paulo: Berlendis & Vertecchia, 2009. (Coleção sociedade em foco: introdução às ciências sociais). p. 116-148.

SÁNCHEZ-TARRAGÓ, Nancy; SILVA, Maria Clara Tavares da. O domínio da ética na organização e representação do conhecimento: um mapeamento da produção científica brasileira. Folha de Rosto, Juazeiro do Norte, v. 8, n. 2, p. 86-114, maio/ago. 2022. DOI: https://doi.org/10.56837/fr.2022.v8.n2.681. Disponível em: Acesso em: 30 nov. 2023.

SANTOS, Raimunda Fernanda dos; NEVES, Dulce Amélia de Brito; CORTES, Gisele Rocha; SILVA, Laelson Felipe da. A representação colaborativa da informação e a construção de linguagens documentárias sobre diversidade de gêneros: análise das contribuições do dicionário de gêneros - “só quem sente pode definir”. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 18., 2017, Marília. Anais [...]. Marília: UNESP, 2017. GT 2- Organização e Representação do Conhecimento. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/105059. Acesso em: 3 jul. 2022.

SÃO PAULO. Governo do Estado. Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual. Diversidade sexual e cidadania LGBT. São Paulo: SJDC/SP, 2014. 44p.

SCOTT, Joan W. Gender: A Useful Category of Historical Analysis. The American Historical Review, v. 91, n. 5, p. 1053-1075, dez. 1986. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/1864376. Acesso em: 1 fev. 2024.

SOUSA, Beatriz Alves de. O Gênero na Biblioteconomia: percepção de bibliotecárias/os. 2014. 270 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/129392. Acesso em: 2 maio 2023.

TÁRCIA, Rodrigo Amorim; CARVALHO, Milo. THESA: Tesauro sobre Orientação Sexual e Identidade de Gênero. Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS: [s. n.], 2020. Disponível em: https://www.ufrgs.br/tesauros/index.php/thesa/terms/283. Acesso em: 2 jul. 2022.

TRANSCENDEMOS explica. Transcendemos, [s.l.], [14 mar. 2021]. Disponível em: https://transcendemos.com.br/transcendemosexplica/trans/#:~:text=Travesti%20%C3%A9%20uma%20pessoa%20que,a%20ter%20mais%20peso%20pol%C3%ADtico. Acesso em: 26 jan. 2024.

TRAVESTI. In: TESAURO sobre Orientação Sexual e Identidade de Gênero. Porto Alegre: UFRGS, 2020. Disponível em: https://www.ufrgs.br/tesauros/index.php/thesa/c/21636/283/. Acesso em: 20 jan. 2024.

VIEIRA, Nathan. Professora prostituta? Algoritmo do Google continua hipersexualizando minorias. Canaltech, [s.l.], 3 nov. 2019. Disponível em: https://canaltech.com.br/internet/professora-prostituta-algoritmo-do-google-continua-hipersexualizando-minorias-154221/. Acesso em: 2 maio 2023.

Downloads

Publicado

06-06-2024

Como Citar

TOMAZ, L. B. O. dos S. .; FELIPE, C. B. M. O papel da indexação na categorização da transexualidade e travestilidade . Revista Informação na Sociedade Contemporânea, [S. l.], v. 8, n. 1, p. e35269, 2024. DOI: 10.21680/2447-0198.2024v8n1ID35269. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/35269. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos