A BIOPOLÍTICA DE MICHEL FOUCAULT: CONTROLE DO INDIVÍDUO E DA SOCIEDADE

Resumo


Este trabalho de cunho bibliográfico objetiva apreender a concepção de biopolítica desenvolvida por Michel Foucault, tendo como referente uma análise bibliográfica de suas obras. Esse pensador oferece um arcabouço literário para analisar a evolução histórica das sociedades contemporâneas de modernização econômica e social capitalista, tendo como objeto a imersão na racionalização econômica dos processos relacionados à vida humana. Entende que a vida humana não apenas passou a ser parte integrante das decisões políticas, dos cálculos de poder, e da própria racionalização social como um todo. Para ele a vida é gerida, controlada e formatada com base na maximização de sua utilidade. Sendo assim, o controle da sociedade sobre os indivíduos não se efetua apenas pela consciência ou pela ideologia, mas no corpo e com o corpo, utilizando-se os procedimentos de poder postos em prática pelo Estado moderno que tem como tarefa principal a configuração e o controle do indivíduo e da própria sociedade, seja na educação, seja nas relações de trabalho. Considera-se, por fim, nesse ensaio, a necessidade do exercício reflexivo para se compreender o controle do indivíduo e da sociedade, imersos em um mundo no qual a biopolítica pode ser entendida como regulamentadora da vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Adriano de Azevedo, IFRN

Doutor (2010) e Mestre (2006) em Educação (Política e Gestão), pela UFRN. Especialista em Processos Educacionais (2003) e graduado em Pedagogia (2000), também pela UFRN. Cursou estágio Pós-Doutoral (2013-2014) em Sociologia da Educação, pela Universidade do Minho/Portugal. É professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN, trabalhando em cursos, projetos e no Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional - PPGEP/IFRN. Temas de interesse: Avaliação de políticas públicas, Educação profissional, Formação e trabalho docente, Educação do Campo e Povos Tradicionais, Educação de Jovens e Adultos, e pesquisa e inovação. Membro de Associações acadêmico-científicas brasileiras, como a SBPC e a Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação, e de associações internacionais, como a Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Atualmente exerce a função de Pró-Reitor de Pesquisa e Inovação do IFRN.

Publicado
09-04-2021
Como Citar
VIANA ALVES, Y.; ADRIANO DE AZEVEDO, M. A BIOPOLÍTICA DE MICHEL FOUCAULT: CONTROLE DO INDIVÍDUO E DA SOCIEDADE. Revista Inter-Legere, v. 4, n. 30, p. c19998, 9 abr. 2021.
Seção
ARTIGOS