AÇÃO RACIONAL E RACIONALIDADE AMBIENTAL

Autores

  • Maria Betânia Ribeiro Torres

Resumo

Este artigo busca discorrer acerca da ação racional em Max Weber e a racionalidade ambiental formulada por Enrique Leff. A questão formulada por Leff (2004, 2006a, 2006b) é a de que o conceito de racionalidade em Weber (1999) abre importantes perspectivas para uma análise da problemática ambiental integrada aos diferentes processos sociais que potencializam os princípios materiais e os valores Culturais, os quais organizam as formações econômico-socioambientais sustentáveis, constituindo o que ele chama de racionalidade ambiental, abordada daqui por adiante. O ponto de partida para essa discussão é o fato de que o surgimento e a evolução do pensamento ambiental estão diretamente ligados ao desenvolvimento das ciências, ocorrido ao longo da história da civilização, assim como as degradações e alterações ambientais processadas no planeta Terra emergiram em países diferentes e em épocas diferentes foram se formando e sendo construídos na medida em que as várias correntes do pensamento científico iam surgindo e amadurecendo, juntamente com o aparecimento de problemas ambientais que envolviam a opinião pública no cenário mundial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

12-12-2013

Como Citar

TORRES, M. B. R. AÇÃO RACIONAL E RACIONALIDADE AMBIENTAL. Revista Inter-Legere, [S. l.], v. 1, n. 7, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/4671. Acesso em: 30 maio. 2024.