Uma breve reflexão sobre a importância do resgate da função terapêutica religiosa através das práticas de cura

Autores

  • Débora Andrade

Resumo

O texto trata de uma breve reflexão sobre a função terapêutica da religião, função
esta que sofreu uma ruptura com a revolução cartesiana. A medicina clássica
assumiu seu lugar e a função da religião passou a ser a busca da salvação, não
cabendo mais à religião o trabalho terapêutico. Nos dias atuais, esta função
terapêutica da religião está sendo resgatada. A esperança de viver saudável e a
busca pela cura estão levando um número cada vez maior de pessoas a buscar, na
religião, a cura de suas doenças e dos seus males psicológicos. Os movimentos
religiosos, através de seus ritos, oferecem um apoio social e psicológico,
proporcionando o resgate do homem com o divino, ajudando as pessoas a identificar
suas aflições e suas desordens, e a ativar um processo de reorganização interna e
uma elaboração de seus sofrimentos. O sagrado é inerente ao homem e, se este
homem é um ser biopsico-socioespiritual, é necessário e imprescindível que a
religião resgate a sua função terapêutica, no intuito de proporcionar um
restabelecimento da sua saúde física, psicológica e espiritual.
Palavras-chave: religião; saúde; doença; sagrado; cura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

23-12-2013

Como Citar

ANDRADE, D. Uma breve reflexão sobre a importância do resgate da função terapêutica religiosa através das práticas de cura. Revista Inter-Legere, [S. l.], n. 2, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/4799. Acesso em: 12 jul. 2024.