POR UMA VIDA AFETADA – AFETOS, TECNOLOGIA E VÍNCULOS NA CONTEMPORANEIDADE

  • Maria Rita Pereira Xavier
  • Thiago Tavares das Neves

Resumo


O foco deste artigo são os afetos na contemporaneidade. A proposta é pensar os afetos mediados pela tecnologia, através da dimensão da internet e das festas de música eletrônica. A internet atua como viabilizadora de relacionamentos afetivos e a música eletrônica (feita por computadores) como potencializadora/construtora de vínculos sonoros e sociais nas interações homem/homem, homem/máquina nas festas de música eletrônica. Diante da necessidade de suprir carências afetivas próprias do ser humano, o indivíduo desenvolve vínculos com e por meio da máquina. Pode-se falar aqui de vínculos tecnológicos que possibilitam também a formação de vínculos sociais. Sem esquecer a importância do humano como premissa para a construção desses afetos, o motivo da escolha desses dois objetos de estudo é por serem viabilizados/mediados pelo computador, configurando diferentes formas de afetar e ser afetado. A dimensão dos afetos está completamente associada à história da sociedade e da cultura. Não existiria vida social e cultural se não fosse o afeto uma peça basilar na mediação entre os homens. São os afetos que permitem a construção da existência humana, afinal todos precisam criar vínculos, firmar laços para que a sociedade se estabeleça. O ser humano é Homo sapiens demens, um ser invadido pela racionalidade e pela afetividade, movido pelas pulsões, por forças, pelo desejo. Desejo de estar junto, de se comunicar, de ser reconhecido pelo outro, de criar vínculos, de afetar e ser afetado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
05-05-2014
Como Citar
XAVIER, M. R. P.; NEVES, T. T. DAS. POR UMA VIDA AFETADA – AFETOS, TECNOLOGIA E VÍNCULOS NA CONTEMPORANEIDADE. Revista Inter-Legere, v. 14, n. 14, 5 maio 2014.
Seção
DOSSIÊ CIBERCULTURA