UTILIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE BUCAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: PERSPECTIVAS DOS USUÁRIOS DO SUS DE UM MUNICÍPIO DO SUL DO BRASIL

  • Marjana Patricia Solano Bolsista de Iniciação Científica CNPQ- Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS
  • Patricia Távora Bulgarelli Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS.
  • Camila Mello Dos Santos Professor do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS
  • Soraya Fernandes Mestriner Professor Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo- USP
  • Wilson Mestriner Jr Professor Faculdade de odontologia de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo- USP
  • Luana Pinho de Mesquita Lago Doutor em Saúde Pública pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo-EERP-USP
  • Alexandre Favero Bulgarelli Escola de Enfermagem Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva Universidade Federal do Rio Grande do Sul http://orcid.org/0000-0002-7110-251X
Palavras-chave: Acesso aos Serviços de Saúde, Atenção primária à Saúde, Saúde Bucal

Resumo


Introdução: O objetivo do presente estudo é analisar o acesso ao atendimento odontológico, por meio da percepção do usuário dos serviços saúde do SUS, em Porto Alegre/RS. Metodologia: Estudo transversal, de base populacional, desenvolvido por meio da aplicação de um questionário em uma amostra de 139 participantes por meio do aplicativo Open Data Kit-Collect. Foram analisadas as variáveis sexo, faixa-etária, escolaridade, raça/cor, motivo da consulta odontológica e informação sobre a presença de atendimento odontológico na Unidade Básica de Saúde acessada. Foram realizadas análises descritivas simples e teste Qui-quadrado de Person. Resultados: 66,3% dos participantes eram do sexo feminino, autodeclaradas não-brancas (73,4%), casadas (44,4%) e 100% alfabetizadas. Do total destes usuários do SUS, 87,4% buscavam atendimento odontológico privado mesmo sendo usuários dos serviços de Atenção Primária à Saúde do SUS. Os principais motivos de suas consultas odontológicas (54%) eram referentes a realização de limpeza, revisão, manutenção ou prevenção. Observou-se que 35% não sabia da existência de serviços odontológicos na unidade de saúde que acessavam. Desse modo, pode-se sugerir que os usuários de unidades básicas de saúde, que utilizam serviços odontológicos privados, não sabiam que a unidade ofertava serviços odontológicos preventivos (p=0,001). Conclusão: O referido estudo oportunizou o aprofundamento e caracterização sobre situação do acesso à saúde bucal de uma grande cidade brasileira. Esta análise contribui não só para a percepção do acesso a saúde bucal no município de Porto Alegre, como também, possibilitará o estabelecimento de estratégias que visem uma melhor abrangência do atendimento odontológico para essa população no SUS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

  • Brasil. Ministério da Saúde. Sistema Único de Saúde (SUS): princípios e conquistas/Ministério da Saúde, Secretaria Executiva. Brasília: Ministério da Saúde, 2000.44p. il.

  • Starfield B. Atenção Primária. Equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. 2. Ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2004.

  • Brasil, 2017. Ministério da Saúde. Serviço de Apoio e Gestão Estratégica. [online]. [acessado 12 abril 2016]. Disponível em: http://sage.saude.gov.br/#.

  • Moimaz, SAS et al. Satisfação e percepção do usuário do SUS sobre o serviço público de saúde. Physis Revista de Saúde Coletiva, 2010;20(4):1419-1440.

  • Martins AB, Pereira DAO, Balbinot HJ, Neves HF. Atenção Primária a Saúde voltada as necessidades dos idosos: da teoria à prática. Cien Saude Colet. 2014;19(8):3406-3416.

  • Dotto JM, Ávila GAC, Martins AB, Hugo FN, Avaliação da qualidade dos serviços de atenção primária à saúde acessados por idosos em dois distritos de Porto Alegre, RS, Brasil. RFO, Passo Fundo. 2016; 21(1):23-30.

  • Brasil. Ministério da Saúde. Pesquisa Nacional de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2013.[online]. [acessado 17 março 2017]. Disponível em: http://www.pns.icict.fiocruz.br/.

  • Moimaz SAS, Lima AMC, Garbin CAS, Corrente JE, Saliba NA. Avaliação do usuário sobre o atendimento odontológico no Sistema Único de Saúde: uma abordagem à luz da humanização. Ciência & Saúde Coletiva 2016; 21(12):3879-3887.

  • Paula WKASD, Samico IC, Caminha MDFC, Silva SLD. Primary health care assessment from the users' perspectives: a systematic review. Revista da Escola de Enfermagem da USP 2016;50(2):335-345.

  • Bastos GAN, Duca GFD, Hallal PC, Santos IS. Utilization of medical services in the public health system in the Southern Brazil. Revista de Saúde Pública 2011;45(3):475-484.

  • Brol AM, Araújo G, Felchilcher E, de Mathia GB, Junior EL, Mergener CR, Traverso MED. Perfil dos Usuários de uma Unidade Básica de Saúde do Meio-Oeste Catarinense. Ação Odonto. 2015;3(1):46.

  • Rocha RACP, Goes PSA. Comparação do acesso aos serviços de Saúde Bucal em áreas cobertas e não cobertas pela Estratégia de Saúde da Família em Campina Grande, Paraíba, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro. 2008;12(24):2871-2880.

  • Ribeiro MCSDA., Barata RB, Almeida MFD, Silva ZPD. Sociodemographic profile and utilization patterns of the public health care system (SUS)-PNAD 2003. Ciênc Saúde Coletiva. 2006;11(4),1011-1022.

  • Austregesilo, S. C; Leal, M.C.C; Figueiredo N; Goes P.S. A. A Interface entre a Atenção Primária e os Serviços Odontológicos de Urgência (SOU) no SUS: a interface entre níveis de atenção em saúde bucal. Ciênc Saúde Coletiva. 2015;20(10):3111-3120

  • De Paula ACF, Ferreira RC, Neto JFR, De Paula AMB. Percepção dos usuários do Sistema Único de Saúde de Montes Claros/MG quanto à saúde bucal e ao serviço público odontológico. Arq Odontol. 2009;45:199-205.

  • Moimaz SAS, Lima AMC, Garbin CAS, Corrente JE, Saliba NA. Avaliação do usuário sobre o atendimento odontológico no Sistema Único de Saúde: uma abordagem à luz da humanização. Ciênc Saúde Coletiva. 2016;21(12):3879-87.

  • Araújo A, Maria M, Jesus A, Luiz W. Acesso aos serviços de saúde: abordagens, conceitos, políticas e modelo de análise. Ciência & Saúde Coletiva. 2012;(17)11.

  • Oliveira LS, Almeida LGN, Oliveira MAS, Gil GB, Alcione BOC, Medina MG, Pereira RAG . Acessibilidade a atenção básica em um distrito sanitário de Salvador. Ciênc Saúde Coletiva. 2012;17(11):3047-3056.

  • Justo CM, Duque AM, Lopes QS, Carvalho ES, Moreno ACC, Silva RS, Santos VKR, Bandeira GF. Acessibilidade em Unidade Básica de Saúde: a visão dos usuários e profissionais. Rev. Saúde Col. UEF S 2017;7(1):17-24.

  • Reis EJFB et al. Avaliação da qualidade dos serviços de saúde: notas bibliográficas. Cad. Saúde Pública, 1990; 6(1): 50-61.

  • Ribeiro JP, Mamed SN, Souza MR, Souza MM, Rosso CFW. Acessibilidade aos serviços de saúde na Atenção Básica do Estado de Goiás. Rev. eletrônica enferm. 2015; 17(3). doi.org/10.5216/ree.v17i3.29436

Publicado
22-04-2018
Como Citar
SOLANO, M. P.; BULGARELLI, P. T.; DOS SANTOS, C. M.; MESTRINER, S. F.; MESTRINER JR, W.; LAGO, L. P. DE M.; BULGARELLI, A. F. UTILIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE BUCAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA: PERSPECTIVAS DOS USUÁRIOS DO SUS DE UM MUNICÍPIO DO SUL DO BRASIL. Revista Ciência Plural, v. 3, n. 3, p. 81-92, 22 abr. 2018.
Seção
Artigos