Cicloturismo, potencial adormecido em Niterói

Cycloturism, asleep potential in Niterói

Autores

  • Letícia Falbo Tecnológa em Hotelaria pela Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense – FTH/UFF, Niterói/RJ, Brasil
  • Fátima Priscila Morela Edra Professora Adjunta do Departamento de Turismo da Universidade Federal Fluminense – UFF, Niterói/RJ, Brasil,
  • Camila Teixeira Mestranda em Turismo pela Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense – FTH/UFF, Niterói/RJ, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.21680/2357-8211.2019v7n2ID18039

Resumo

Na última década o poder executivo municipal da cidade de Niterói tem investido na infraestrutura urbana no que se refere à construção de ciclovias, ciclofaixas, paraciclos e bicicletários visando incentivar os deslocamentos por bicicleta e tornar Niterói uma cidade bike friendly. Tais intervenções podem ser visualizadas ao entorno de diversos atrativos turísticos, o que possibilita a cidade a abraçar o segmento turístico que já se encontra consolidado no mercado turístico europeu: o cicloturismo. O objetivo do presente artigo foi verificar se os empreendimentos hoteleiros, localizados nas e/ou próximos às rotas de cicloturismo, possuem infraestrutura necessária para a guarda da bicicleta em caso de receberem hóspedes com respectivo perfil. A metodologia escolhida para desenvolvimento do estudo foi a pesquisa qualitativa contemplando as diversas tipologias de meios de hospedagem identificadas na área previamente definida. O resultado da pesquisa indica que a hotelaria da cidade de Niterói não está preparada para hospedar cicloturistas com bicicletas.

Palavras-chave: Cicloturismo. Hotelaria. Niterói.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia Falbo, Tecnológa em Hotelaria pela Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense – FTH/UFF, Niterói/RJ, Brasil

Tecnológa em Hotelaria pela Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense – FTH/UFF, Niterói/RJ, Brasil

E-mail: leticiafalbo07@gmail.com

Fátima Priscila Morela Edra, Professora Adjunta do Departamento de Turismo da Universidade Federal Fluminense – UFF, Niterói/RJ, Brasil,

Turismóloga (UNESA). Especialista em Gestão do Turismo e da Hotelaria (FACHA) e em Ciência Política (FAP). Mestre em Engenharia dos Transportes (PET/COPPE/UFRJ). Doutora em Ciência Política (ULHT, Lisboa, Portugal). Professora Adjunta no Departamento de Turismo da Faculdade de Turismo e Hotelaria (FTH) da Universidade Federal Fluminense (UFF).

E-mail: edra@turismo.uff.br

Camila Teixeira, Mestranda em Turismo pela Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense – FTH/UFF, Niterói/RJ, Brasil

Turismóloga e Mestranda em Turismo pela Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense – FTH/UFF, Niterói/RJ, Brasil

E-mail: camilateixeira@id.uff.br

Downloads

Publicado

02-12-2019

Como Citar

FALBO, L.; EDRA, F. P. M.; TEIXEIRA, C. Cicloturismo, potencial adormecido em Niterói: Cycloturism, asleep potential in Niterói. Revista de Turismo Contemporâneo, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 321–340, 2019. DOI: 10.21680/2357-8211.2019v7n2ID18039. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/turismocontemporaneo/article/view/18039. Acesso em: 9 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)