Qualidade de vida no trabalho dos contadores em home-office durante a pandemia da Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2176-9036.2023v15n2ID30010

Palavras-chave:

Qualidade de Vida, Home-Office., Covid-19.

Resumo

Objetivo: Este estudo teve como objetivo identificar a percepção dos contadores sobre a qualidade de vida no trabalho em home-office durante a pandemia da Covid-19. Estudos sobre a qualidade de vida no trabalho são relevantes para se entender as variáveis que exercem impacto sobre o desempenho, tanto da organização, quanto de seus funcionários.

Metodologia: A pesquisa de natureza descritiva, teve abordagem quantitativa, sendo aplicado um questionário de autopreenchimento que destaca a qualidade de vida no trabalho (QVT) segundo modelo de Hackman e Oldham (1975), em três dimensões: tarefas executadas no trabalho, sentimento pessoal a respeito do trabalho e satisfação com os aspetos do trabalho. Os respondentes foram 132 contadores que estavam em home office em empresas de serviços contábeis localizadas no Estado de Santa Catarina. Os dados foram analisados descritivamente com base na frequência das respostas.

Resultados: Os resultados revelaram, de forma geral, uma QVT para os contadores pesquisados. A analisar as dimensões, se observa que, em relação as tarefas executadas no trabalho, destacou-se aquela em que os superiores frequentemente dizem o que pensam da qualidade do trabalho desenvolvido. No que tange as asseverações relacionadas ao sentimento pessoal a respeito do trabalho, se sobressaiu: penso frequentemente em largar este trabalho. Por fim, sobre a satisfação com os aspectos do trabalho, a segurança, em termos físicos e mentais, no trabalho realizado foi a que obteve maior média entre os respondentes.

Contribuições do Estudo: Os achados deste estudo oferecem um breve diagnóstico de indicadores psicossociais da realidade dos profissionais da área contábil e pode sustentar futuras reflexões e discussões sobre a continuidade e o aprimoramento do home-office no âmbito das empresas de serviços contábeis, bem como, conhecer o que pensam os funcionários de empresas de serviços contábeis sobre QVT são pressupostos essenciais a concepção de políticas e programas de gestão de recursos humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suzete Antonieta Lizote, Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI

Doutora em Administração e Turismo - Professora Programa de Pós-Graduação Stricto Senso em Administração UNIVALI/Biguaçu/SC e no Curso de graduação de Ciências Contábeis UNIVALI/Itajaí/SC

Nathalie Moreira Fontana, Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI

Mestre em Administração   - Mestrado Profissional em Gestão, Internacionalização e Logística (PMPGIL) Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, Santa Catarina, Brasil.

Patrícia Taís Callegari, Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI

Mestranda em Administração - Mestrado e Doutorado em Administração (PPGA) Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, Santa Catarina, Brasil.  

Fernando Clementz da Silva, Universidade do Vale do Itajaí.

Pós-graduando em Gestão Tributária e Finanças na Universidade do Vale do Itajaí , Itajaí, Santa Catarina, Brasil.

Referências

Agapito, P. R., Polizzi Filho, A., & Siqueira, M. M. M. (2015). Bem-estar no trabalho e percepção de sucesso na carreira como antecedentes de intenção de rotatividade. Revista de Administração Mackenzie, 16(6), 71-93. http://dx.doi.org/10.1590/1678-69712015/administracao.v16n6p71-93

Aguiar, S. F. B., Oliveira, F. B., Hryniewicz, L. G. C., & Sant’anna, A. S. (2022). O teletrabalho e as mulheres: percepções da conciliação da vida profissional e familiar. Cadernos EBAPE.BR, 20(6), 836-850. http://dx.doi.org/10.1590/1679-395120210244

AMFRI. (2021). Institucional. https://www.amfri.org.br/

Balsan, L. A. G.; Bastos, A. V. B., Beuron, T. A., & Costa, V. M. F. (2019). O significado do trabalho e a vinculação futura com a organização empregadora. Revista de Ciências da Administração, 21(55), 134-146. 0.5007/2175-8077.2019.e65801

Basso, D. de M., & Barreto, I. F. (2018). O teletrabalho e a supressão de seus direitos na Reforma Trabalhista. Revista do Direito do Trabalho e Meio Ambiente do Trabalho, 41(1), 59-76. 0.26668/IndexLawJournals/2525-9857/2018.v4i1.4301

Batista, J., Gondim, S., & Magalhães, M. (2022). Relação entre inteligência emocional, congruência e satisfação intrínseca no trabalho. Revista de Administração Mackenzie, 23(2), 1-26. https://doi.org/10.1590/1678-6971/eRAMG220152.pt

Brasil. Casa Civil. Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020. Dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus responsável pelo surto de 2019. Capturado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/lei/l13979.htm.

Brito, F. S., & Magalhães, M. de O. (2018). Moderadores da relação entre congruência pessoa-ambiente e satisfação intrínseca no trabalho. Psico-USF, 24(2). 219-231. https://doi.org/10.1590/1413-82712019240201

Brynjolfsson, E., Horton, J., Ozimek, A., Rock, D., & Sharma, G. (2020). Covid-19 and remote work: an early look at us data. NBER Working Paper, [S.l.], 1-25. 10.3386/w27344

Campos, M. I., & Rueda, F. J. M. (2017). Effects of organizational values on quality of work life. Paidéia, 27(67), 65-75. https://doi.org/10.1590/1982-43272767201708.

Carvalho, M. F. V., Soares, J. L., &Pimenta, D. P. (2021). Gestão de organizações contábeis brasileiras: uma investigação entre a adoção dos princípios da governança corporativa e a aprendizagem organizacional. Contabilidade, Atuária, Finanças & Informação, 4(1), 3-22. https://orcid.org/0000-0002-9708-7653

Conselho Federal De Contabilidade (CFC) (2021). Institucional. Capturado de https://cfc.org.br/

Demo, G., Fogaça, N., & Costa, A. C. (2018). Políticas e práticas de gestão de pessoas nas organizações: cenário da produção nacional de primeira linha e agenda de pesquisa. Cadernos EBAPE.BR, 16(2), 251-263. http://dx.doi.org/10.1590/1679-395159073.

Efraty, D., Sirgy, M. J. & Claiborne, C. B. (1991) The effects of personal alienation on organizational identification: a quality-of-work life model. Journal of Business and Psychology, 6(1), 57-78. https://doi.org/10.1007/BF01013685

Figueira, T. G. (2014). Bem-estar, mal-estar e qualidade de vida no trabalho em uma instituição pública brasileira. Tese (Doutorado em Psicologia Social) – Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações do Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília - UNB, Brasília (DF), 2014.

Filardi, F., Castro, R. M. P. De, & Zanini, M. T. F. (2020). Vantagens e desvantagens no teletrabalho na administração pública: análise das experiências do Serpro e da Receita Federal. Caderno EBAPER.BR, 18(1), 28-36. https://doi.org/10.1590/1679-395174605

Fonseca, C. R. P., Aguiar, B. F., Macedo, L. C., & Miranda F. M. (2016). Qualidade de vida no trabalho dos profissionais de enfermagem: reflexão sobre os impactos da Covid-19. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro. 11:e3886. http://doi.org/10.19175/recom.v11i0.3886

Garcia I. de F., Santos, V. L. dos, Rodrigues, I. C. G., & Berté, R. (2019). Estudo da qualidade de vida no trabalho de professores do ensino superior. Revista Intersaberes, 14(31), 187-197. 10.22169/revint.v14i31.1419

Gracioso, L. F. (2009). Liderança empresarial: competências que inspiram, influenciam e conquistam resultados. São Paulo: Atlas.

Guirado, G. M. P., Guirado, V. M. P., Oliveira, E., Queiroz, P. E., & Garcia, R. (2021). Avaliação da qualidade de vida de trabalhadores antes e durante a pandemia de Covid-19 por meio do questionário sf-36. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 10(1), 84-105. https://doi.org/10.5585/rgss.v10i1.17820.

Hackman, J. R.; Oldham, G. R. (1975). Development of the job diagnostic survey. Journal of Applied Psychology, 60(2), 159-170. https://doi.org/10.1037/h0076546

Huse, E. F., & Cummings, T. G. (1985). Organizations Development and change. St. Paul: Minn.

Lima, L. A., & Jardim, G. T. P. (2013). Motivação e qualidade de vida no trabalho: uma análise na Comagro Peças e Serviços Ltda. Rev. Ciênc. Admin., 9(1), 16-32.

Limongi-França, A. C. (2008). Qualidade de Vida no Trabalho – QVT: conceitos e práticas nas empresas da sociedade pós-industrial. (2a. ed.). São Paulo: Atlas.

Lippitt, G. L. (1978). Quality of work life: organization renewal in action. Training and Development Journal, 32(1), 19-28.

Lizote, S. A., Teston, S. de F., Régis, E. dos S. O., & Monteiro, W. L. de S. (2021). Tempos de pandemia: bem-estar subjetivo e autonomia em home office. Revista Gestão Organizacional, 14(1), 248-268. https://doi.org/10.22277/rgo.v14i1.5735

Lizote, S. A., Verdinelli, M. A., & Nascimento, S. (2020). Empresas prestadoras de serviços contábeis sob a ótica do comprometimento organizacional e a satisfação no trabalho. Revista Contabilidade e Controladoria, 11(2), 24-39. http://dx.doi.org/10.5380/rcc.v11i2.58403

Losekann, R. G. C. B., & Mourão, H. C. (2020). Desafios do teletrabalho na pandemia Covid-19: quando o home vira office. Caderno de Administração, 28(1), 71-75. https://doi.org/10.4025/cadadm.v28i0.53637

Malhotra, N. K. (2012). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. (6. ed.) Porto Alegre: Bookman.

Marconi, M. de A., & Lakatos E. M. (2010). Fundamentos de metodologia científica. (7. ed.). São Paulo: Atlas.

Melo, D. C., & Santos, P. G. C. (2022). Trabalho remoto emergencial advindo da covid-19: potencialidades e desafios para executivos. Revista Gestão Organizacional, 15(2), 23-43. http://dx.doi.org/10.22277/rgo.v15i2.6630

Ministério Da Saúde. Protocolo de manejo clínico para o novo-coronavírus. Brasília: Ministério da Saúde. https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/eca/protocolo-de-manejo-clinico-para-o-novo-coronavirus2019-ncov/

Nadler, D. A., & Lawler, E. E. (1983). Quality of working life: perspectives and directions. Organization Dynamics, 11(1), 20-30. https://doi.org/10.1016/0090-2616(83)90003-7

Oliveira, A. A. R., Lucena, N. N. N., Damascena, L. C. L., Albuquerque, R. L., & Silva, L. B. G. (2022). Impactos da pandemia da covid-19 na qualidade de vida no trabalho dos gestores do IFPB, campus João Pessoa, em atividades home-office. Revista Ciências Administrativas, 28, n. E. Esp., 1-14. https://doi.org/10.5020/2318-0722.2022.28.Esp.e13039

OPAS. Folha informativa - Covid-19 (Doença causada pelo novo coronavirus). (2020). https://www.paho.org/pt/covid19.

Pandini, L. S., & Pereira, E. D. S. (2020). O teletrabalho no contexto de pandemia de covid-19: a percepção de servidores públicos do judiciário brasileiro e MPU. Caderno de Administração, 29(2), 55-81. https://doi.org/10.4025/cadadm.v28i2.54747

Pascoal, T., Silva, P. M. da, Demo J., Fogaça N., & Ferreira, M. C. (2022). Qualidade de vida no teletrabalho, redesenho do trabalho e bem-estar no trabalho de professores de ensino público no Distrito Federal. Contextus – Revista Contemporânea de Economia e Gestão, 20(1), 1-12. https://doi.org/10.19094/contextus.

Paula, A. V. (2015). Qualidade de vida no trabalho de professores de instituições federais de ensino superior: um estudo em duas universidades brasileiras. 316 f. Tese (Doutorado em Administração) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG.

Pedroso, B., Kovalesli, A., Ferreira, C. L., Pilatti, L. A., Gutierrez, G. L., & Picinin, C. T. (2014) Desenvolvimento e validação da versão brasileira do Diagnóstico do Trabalho (Job Diagnostic Survey) de Hackman. Gestão e Produção, 21(2), 285-301, Doi: https://doi.org/10.1590/0104-530X198

Pereira, L. de J., Oliveira, A. C., Silva, L. P. da, & Mendonça, C. M. C. de. (2021). Teletrabalho e qualidade de vida: estudo de caso do poder judiciário em um estado do norte do brasil. Gestão e Desenvolvimento, 18(1), 222-245. https://doi.org/10.25112/rgd.v18i1.2283.

Pereira, S. A., & Lopes D. D. (2019). Comprometimento e entrincheiramento organizacional e suas relações com o engajamento no trabalho: um estudo com servidores técnico-administrativos de uma Instituição Federal de Ensino. Desenvolvimento em Questão, 17(48), 139-158. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2019.48.139-158

Praça, L. A., & Oliveira, V. M. de. (2020). Qualidade de vida no trabalho em tempos de pandemia de COVID-19: os desafios e oportunidades dos docentes do ensino superior. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Centro Universitário Academia, como requisito parcial para a conclusão do Curso de Graduação em Administração. 2020. file:///C:/Users/DELL/Downloads/2665-5944-1-SM%20(1).pdf

Rengel, R., & Ensslin, S. R. (2020). Avaliação de desempenho dos estilos de liderança: análise da literatura e agenda de pesquisa. Revista Economia & Gestão, 20(57), 44-62. 0.5752/P.1984-6606.2020v20n57p44-62

Rocha, C. T. M., & Amador, F. S. (2018). O teletrabalho: conceituação e questões para análise. Cadernos EBAPE.BR, 16(1), 152-162. https://doi.org/10.1590/1679-395154516

Sant´Anna, A. S., Kilimnik, Z. M., & Moraes, L. F. R. (2011). Antecedentes, origens e evolução do movimento em torno da qualidade de vida no trabalho. In: Sant´Anna, A. S., & Kilimnik, Z. M. (org.). Qualidade de vida no trabalho: abordagens e fundamentos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

Santa Catarina. Decreto nº 562, de 17 de abril de 2020. Declara estado de calamidade pública em todo o território catarinense, nos termos do COBRADE nº 1.5.1.1.0 - doenças infecciosas virais, para fins de enfrentamento à COVID-19, e estabelece outras providências. https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=393952

Schirrmeister, R., & Limongi-França, A. C. (2012). A qualidade de vida no trabalho: relações com o comprometimento organizacional nas equipes multicontratuais. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 12(3), 283-298.

Schuchmann, A. Z., Schnorrenberger, B. L., Chiquetti, M. E., Gaiki, R. S., Raimann, B. W., & Maeyama, M. A. (2020). Isolamento social vertical x Isolamento social horizontal: os dilemas sanitários e sociais no enfrentamento da pandemia de COVID-19. Brazilian Journal of Health Review, 3, 3556-3576. https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-185

Sebrae. (2013). Classificação das MPEs segundo o número de empregados. https://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Anuario%20do%20Trabalho%20Na%20Micro%20e%20Pequena%20Empresa_2013.pdf >

Sehnem, S., Dal Magro, C. B., Mazzioni, S., Filho J., Lunkes, R., & Zanella, A. C. (2021). Capacidade de adaptação das empresas em um cenário de crise. RGO - Revista Gestão Organizacional, 14(1), 33-53. http://dx.doi.org/10.22277/rgo.v14i1

Taschetto, M., & Froehlich, C. (2019). Teletrabalho sob a perspectiva dos profissionais de recursos humanos do Vale do Sinos e Paranhana no Rio Grande do Sul. Revista de Carreiras e Pessoas, 9(3), 349-375. https://doi.org/10.20503/recape.v9i3.39652.

Trierweiller, A. C., Vefago, Y. B., Lima, F. S., Ferreira, F. J., & Rotta, M. J. R. (2020). O significado do trabalho: estudo de caso em uma instituição financeira. Revista de Administração da Unimep, 18(4), 48-67.

Tubone, W. C., Sanches, A., Santos, F. D., Conceição, V. E., & Braga Júnior, S. S. (2021). Influência da qualidade de vida na felicidade do trabalhador do setor financeiro. ReCaPe, 11(1), 1-30. https://doi.org/10.23925/recape.v11i1.46965.

Vilarinho, K. P. B., Paschoal, T., & Demo, G. (2021). Teletrabalho na atualidade: quais são os impactos no desempenho profissional, bem-estar e contexto de trabalho? Revista do Serviço Público, 72(1), 133-162. https://doi.org/10.21874/rsp.v72i01.4938.

Vilas Boas, A. A., & Morin, E. M. (2017). Qualidade de vida no trabalho: um modelo sistêmico de análise. Revista Administração em Diálogo - RAD, 19(2), 62-90. https://doi.org/10.20946/rad.v19i2.31720

Vital, M. S., & Paiva, K. C. M. (2019). Qualidade de vida no trabalho e vínculos organizacionais: proposição de um modelo integrativo e perspectivas de pesquisas. Revista Gestão & Planejamento, 20(1), 635-659. http://dx.doi.org/10.21714/2178-8030gep.v.20.5854

Walton, R. E. (1973). Quality of working life: what is it? Sloan Management Review, 15(1), 11-21.

Werther, B. W. & Davis, K. (1983). Administração de pessoal e recursos humanos: a qualidade de vida no trabalho. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil

Westley, W. A. (1979). Problems and solutions in the quality of working life. Human Relations, 32(2), 113-123. https://doi.org/10.1177/001872677903200202

Downloads

Publicado

04-07-2023

Como Citar

LIZOTE, S. A.; FONTANA, N. M. .; CALLEGARI, P. T.; SILVA, F. C. da. Qualidade de vida no trabalho dos contadores em home-office durante a pandemia da Covid-19. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 274–294, 2023. DOI: 10.21680/2176-9036.2023v15n2ID30010. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/30010. Acesso em: 10 dez. 2023.

Edição

Seção

Seção 3: Pesquisas de Campo sobre Contabilidade (Survey) (S3)