Katherine Dunham e Maya Deren sobre ritual, modernidade e diáspora africana

  • Ramsay Burt De Montfort University
Palavras-chave: Dança, Ritual, Modernidade, Diáspora africana

Resumo

O trabalho investigativo de Katherine Dunham enquanto dançarina e coreógrafa e, principalmente, sua relação com a cineasta experimental Maya Deren, foi raramente explorado. Sua atuação como antropóloga e ativista parece chamar mais atenção dos pesquisadores do que suas investidas como artista da dança. Este artigo vai se debruçar sobre seu trabalho como coreógrafa desenvolvido a partir de sua relação de trabalho com Maya Deren em suas pesquisas sobre práticas rituais de vodu haitiano oriundas da diáspora africana. Considera-se que foram estas investidas de cunho antropológico que impulsionaram as criações da artista, especialmente, no que se refere a uma arte capaz de revelar o individualismo moderno exacerbado de meados do século XX, próprio das emergentes culturas consumistas.

Tradução para o Português: Gisela Reis Biancalana e Letícia Nascimento Gomes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ramsay Burt, De Montfort University
Ramsay Burt é pesquisador e professor de história da dança na De Montfort Universidade, Reino Unido. É autor de muitas publicações incluindo os livros The Male Dancer: Bodies, Spectacle, Sexualities (1995, revisado em 2007); Alien Bodies: Representations of Modernity, ‘Race’ and Nation in Early Modern Dance (1997); Judson Dance Theater: Performative Traces (2006), em co-autoria com Valerie Briginshaw; Writing Dancing Together (2009) e Ungoverning Dance (2016). Ele é editor fundador do periódico Discourses in Dance, com Susan Foster. Foi professor visitante no Departamento de Estudos da Performance, Universidade de New York, em 1999. Também tem sido professor visitante em P.A.R.T.S., Bruxelas, desde 2008. Em 2010, foi professor convidado da Université de Nice, Sophia-Antipolis. Página no Web site da DMU: www.dmu.ac.uk/rburt.

Referências

DEREN, Maya (2001) ‘An Anagram of ideas on art, form, and film’ in Bill Nichols (ed.) Maya Deren and the American Avant-Garde, Berkley: University of California Press.

DEREN, Maya (1983) Divine Horsemen: The Living Gods of Haiti. New York: McPherson & Company.

DUNHAM, Katherine (1994) Island Possessed Chicago: University of Chicago Press.

Publicado
18-12-2016
Como Citar
BURT, R. Katherine Dunham e Maya Deren sobre ritual, modernidade e diáspora africana. ARJ – Art Research Journal / Revista de Pesquisa em Artes, v. 3, n. 2, p. 44-51, 18 dez. 2016.