Podemos existir de outra forma: o espetáculo "Protocolo Elefante" do Grupo Cena 11 como materialização de outro modo de existência

Palavras-chave: Dança contemporânea, Processo de criação, Heteronomia, Política, Alteridade

Resumo

Em tempos sombrios como os de hoje a arte ganha relevância particular por sua capacidade de materializar realidades divergentes das existentes no aqui e agora do mundo. Este artigo discute o espetáculo Protocolo Elefante do Grupo Cena 11 Companhia de dança e tenta reconhecer como o trabalho revela outros modos de existências, e outras formas de relação entre um e outro, que tanto informam a realidade sob a qual vivemos, quanto expandem nossa capacidade de imaginar e de fabular outros mundos. Neste estudo, a arte é compreendida como recurso de insurgência política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paloma Bianchi, Coletivo Mapas e Hipertextos

Artista da dança, pesquisadora, professora e curadora, Paloma Bianchi é graduada em Comunicação das Artes do Corpo pela PUC-SP e Doutora em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Atua no Coletivo Mapas e Hipertextos desde 2013, e no Projeto Corpo, Tempo e Movimento desde 2014. Nos últimos anos vem desenvolvendo trabalhos solos na intersecção entre dança, performance e artes visuais. Se interessa por alianças entre humanos e não-humanos.

Referências

AHMED, Alejandro; SERAFIN, Karin. Entrevista para Paloma Bianchi. Florianópolis, 2018.

BELCHIOR, Jussara. Entrevista para Paloma Bianchi. Florianópolis, 2017.

BLASIUS, Aline; ELIAS, Barbara; KLANN, Marcos; LEITE, Luana; REIS NETO, Eduardo; ROCKENBACH, Hedra; ROMAGNANI, Mariana; ZACHEO, Natascha. Entrevista para Paloma Bianchi. Florianópolis, 2018.

LEPECKI, André. 9 variações sobre coisas e performance. Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas, v. 2, n. 19, p. 95–101, 2013.

SAFATLE, Vladimir. Liberdade como heteronomia sem servidão: por uma crítica do conceito de liberdade como auto-pertencimento. Florianópolis. 2018. Palestra realizada no Auditório do prédio do Centro de Filosofia e História (CFH) em 14 de mar. de 2018.

SAFATLE, Vladimir. O circuito dos afetos: Corpos políticos, desamparo e o fim do indivíduo. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

Publicado
10-08-2021
Como Citar
BIANCHI, P. Podemos existir de outra forma: o espetáculo "Protocolo Elefante" do Grupo Cena 11 como materialização de outro modo de existência. ARJ – Art Research Journal: Revista de Pesquisa em Artes, v. 8, n. 1, 10 ago. 2021.