As histórias efêmeras e evocativas das danças cubanas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36025/arj.v8i2.26006

Palavras-chave:

dança, artes cubanas, revolução, historiografia, arte e política

Resumo

Em entrevista concedida a Igor Lemos Moreira, a historiadora estadunidense Elizabeth Schwall reflete sobre o papel da dança cubana no contexto revolucionário da ilha. Especialista na interface entre artes e política nas Américas, Schwall discorre sobre aspectos teórico-metodológicos de estudas as artes performances na historiografia, os diferentes processos que envolveram a institucionalização de dança pelo governo revolucionário cubano e as histórias interconectadas entre exilados e artistas que apoiadores da revolução. Ao longo da entrevista, realizada remotamente, percebe-se que além de um campo profícuo a historiografia da arte, o estudo da dança cubana no século XX possibilita refletir acerca das conexões globais e entrelaçadas entre política, sociedade, arte e indivíduos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizabeth Schwall, Northern Arizona University

Elizabeth B. Schwall é historiadora com especialização em estudos latino-americanos e caribenhos, com ênfase na dança cubana do século XX. Dedicada à hipótese de que a arte desempenhou um papel fundamental na vida política e social ao longo do século passado, Schwall publicou Dancing with the Revolution: Power, Politics, and Privilege in Cuba (University of North Carolina Press, 2021), além de diversos artigos sobre dança em Cuba e no exterior. Atualmente é professora assistente no Departamento de História (Northern Arizona University) e anteriormente foi bolsista no Center for Ballet and the Arts da New York University (2018) e pós-doutorada em estudos de dança na Northwestern University (2016-2018) .

Igor Lemos Moreira, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutorando em História pelo programa de Pós-Graduação em História da Universidade do Estado de Santa Catarina (PPGH-UDESC), na linha de pesquisa Linguagens e Identificações. Mestre e Graduado em História (Licenciatura) pela mesma instituição. Integrante do Laboratório de Imagem e Som da UDESC (LIS/UDESC), do Núcleo de Estudos de Exílio e Migração da Universidade Federal de Minas Gerais (NEEM-UFMG), da Rede de Pesquisadores da História de Cuba e da Equipe de Apoio Editorial da Revista Tempo e Argumento. Associado a ANPUH-SC, ANPHLAC e IASPM-AL. 

Referências

BURDSALL, Lorna. More than Just a Footnote: Dancing from Connecticut to revolutionary Cuba. Quebec: AGMV Marquis, 2001.

CALERO, Sonia. Interview with Elizabeth Schwall, Miami, Florida. December 5, 2013.

DE LA FUENTE, Alejandro. A Nation for All: Race, Inequality, and Politics in Twentieth-Century Cuba. Chapel Hill: University of North Carolina Press, 2001.

GUERRA, Lillian. Visions of Power in Cuba: Revolution, Redemption, and Resistance, 1959-1971. Chapel Hill: University of North Carolina Press, 2012.

GUILLERMOPRIETO, Alma. La Habana en un espejo. Barcelona: Literatura Random House, 2018.

JOHN, Suki. Contemporary Dance in Cuba: Técnica Cubana as Revolutionary Movement. Jefferson, NC: McFarland, 2012.

KENYON, Kathryn. “Cuban Ballet’s ‘Giselle’ Is Success Despite Defections.” Los Angeles Times, November 17, 1966, p. D22.

LAMBE, Jennifer. Madhouse: Psychiatry and Politics in Cuban History. Chapel Hill: University of North Carolina Press, 2017.

LEAL, Rine. Teatro Escambray. Havana: Editorial Letras Cubanas, 1978.

MARTÍNEZ, Caridad. Interview with Elizabeth Schwall. New York City, New York. January 18, 2019.

MIRABAL, Elizabeth; VELAZCO, Carlos. Hablar de Guillermo Rosales. Miami: Editorial Silueta, 2013.

MOORE, Robin. Music and Revolution: Cultural Change in Socialist Cuba. Berkeley: University of California Press, 2006.

SCHWALL, Elizabeth. Coordinating Movements: The Politics of Cuban-Mexican Dance Exchanges, 1959-1983. Hispanic American Historical Review, v. 97, n. 4, p. 681-716, 2017.

SCHWALL, Elizabeth. A Spectacular Embrace: Dance Dialogues between Cuba and the Soviet Union, 1959-1973. Dance Chronicle, v. 41, n. 3, p. 275-302, 2018.

SERRA, Ana. The “New Man” in Cuba: Culture and Identity in the Revolution. Gainesville: University Press of Florida, 2007.

Publicado

30-12-2021

Como Citar

SCHWALL, E.; MOREIRA, I. L. As histórias efêmeras e evocativas das danças cubanas. ARJ – Art Research Journal: Revista de Pesquisa em Artes, [S. l.], v. 8, n. 2, 2021. DOI: 10.36025/arj.v8i2.26006. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/artresearchjournal/article/view/26006. Acesso em: 24 maio. 2022.