À escuta da imagem: notícias desde um método de transmissão em atlas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36025/arj.v9i1.29658

Palavras-chave:

Atlas Mnemosyne, Imagem, Desvio, Escuta, Sobrevivência

Resumo

Na tentativa de descrever e ilustrar um processo de pesquisa de mestrado que procurou afinidades com o método de Aby Warburg em Atlas Mnemosyne (1924-1929), este escrito se estabelece por um jogo de conexões entre arte, filosofia, psicanálise, poesia e utopia. Assumindo os aportes de uma perspectiva oferecida por Georges Didi-Huberman, o conceito de sobrevivência aqui toma importância por recuperar algo de um anacronismo na maneira de entender os regimes discursivos que constituem uma história em inevitável relação com uma memória. Para além disso, a escuta neste trabalho se descreve como um objeto de pesquisa por remeter a uma práxis disposta ao desvio. Tais conceitos se encontram na tessitura que aqui se inscreve –e que, por um embaralhamento de seus referenciais, convida a leitura a um percurso singular entre as dimensões da palavra e da imagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Léo Tietboehl, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Léo Tietboehl (doutorando em Teoria Psicanalítica) desenvolve atualmente, vinculada à Universidade Federal do Rio de Janeiro, uma pesquisa interessada por métodos de transmissão que subvertem a lógica da linearidade e se constituem desde uma proposta de reunião.

Referências

ANDRADE, Carlos Drummond de. José. In: Poesia Completa. Rio de Janeiro: Editora Nova Aguilar S. A., 1942/2002;

BECKETT, Samuel. O Inominável. São Paulo: Globo, 1953/2009;

BENJAMIN, Walter. Teses Sobre o Conceito de História. In: Magia e Técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1940/1987;

BICUDO, Virginia. Atitudes raciais de pretos e mulatos em São Paulo. São Paulo: Editora Sociologia e Política, 1945/2010;

BLOCH, Ernst. O Princípio Esperança, Vol. 1. Rio de Janeiro: Editora Contraponto, 1959/2005;

BUTLER, Judith. Subjects of Desire: Hegelian reflections in twentieth-century France. Columbia University Press, New York, 1987;

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1990/2003;

BUTLER, Judith. Corpos em Aliança e a Política das Ruas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015/2018;

CASTRO, Eduardo Viveiros de. Metafísicas Canibais. São Paulo: Ubu Editora, 2009/2018;

COMITÊ INVISÍVEL. Crise e Insurreição: Aos Nossos Amigos. Tradução de Edições Antipáticas. São Paulo: n-1 edições, 2014/2016;

DEBORD, Guy. Théorie de la Dérive. Internationale Situationniste, Paris, vol. 2, p. 17-22, 1958. Disponível em: https://monoskop.org/images/a/af/Internationale_situationniste_2.pdf. Acesso em: 20 jan. 2020;

DELEUZE, Gilles. Diferença e Repetição. São Paulo: Editora Paz e Terra 1968/2011;

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O Anti-Édipo. São Paulo: Editora 34, 1972/2010;

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: Capitalismo e Esquizofrenia, vol. 1. Trad.: Ana Lúcia de Oliveira. São Paulo: Ed. 34, 1980/1995;

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a filosofia? 3ª Ed. São Paulo: Ed. 34, 1991/2013;

DERRIDA, Jacques. Gramatologia. São Paulo: Editora Perspectiva, 1967/2013;

DERRIDA, Jacques. Cartão-postal: de Sócrates a Freud. São Paulo: Civilização Brasileira, 1980/2007;

DIETRICH, Priscila Von; SEVERO, Cecília. A Emergência do Capitalismo e as Mulheres – Uma Crítica Feminista Marxista. Temáticas, Campinas, vol. 26, n. 52, p. 315-326, 2018;

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante da Imagem: Questão Colocada aos Fins de uma História da Arte. São Paulo: Ed. 34, 1990/2013;

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante do Tempo. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2000/2015;

DIDI-HUBERMAN, Georges. L’Image Survivante. Paris: Les Éditions de Minuit, 2002;

DIDI-HUBERMAN, Georges. Que Emoção! Que Emoção?. Tradução de Cecilia Ciscato. São Paulo: Ed. 34, 2013/2016;

FANON, Frantz. Pele Negra, Máscaras Brancas. Salvador: EDUFBA, 1952/2008;

FANON, Frantz. Os Condenados da Terra. Juiz de Fora: Editora da UFJF, 1961/2006;

FEDERICCI, Silvia. O Calibã e a Bruxa: Mulheres, Corpo e Acumulação Primitiva. São Paulo: Editora Elefante, 2004/2017;

FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber. Petrópolis: Editora Vozes, 1969/1972;

GONZALEZ, Lélia. Lugar de Negro. Rio de Janeiro: Editora Marco Zero Limitada, 1982;

GROTOWSKI, Jerzy. Investigação Metódica. In: Em Busca de um Teatro Pobre, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967/1987;

GUATTARI, Felix. As Três Ecologias. 1ª Versão Eletrônica. Campinas: Papirus, 1989/2001;

JACOBY, Russell. Imagem imperfeita: pensamento utópico para uma época antiutópica. Tradução de Carolina de Melo Bomfim Araújo. São Paulo: Civilização Brasileira, 2001/2007;

JAKOBSON, Roman. Linguística e comunicação. São Paulo: Ed. Cultrix, 1960/2005;

JAKOBSON, Roman. Six Lectures on Sound and Meaning. Cambridge: The MIT Press, 1976/1978;

JUNIOR, Carlos Augusto Peixoto. A Lei do Desejo e o Desejo Produtivo: Transgressão da Ordem ou Afirmação da Diferença? PHYSIS: Rev. Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, vol. 14, n.1, p. 109-127, 2004;

KILOMBA, Grada. Memórias da Plantação: Episódios de racismo cotidiano. Rio de Janeiro: Editora Cobogó, 2008/2019;

LACAN, Jacques. Função e Campo da Fala e da Linguagem. In: Escritos. Rio de Janeiro: Zahar, 1953/1998;

LACAN, Jacques. O Seminário de Jacques Lacan, Livro 4: As Relações de Objeto. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1956-57/1995;

LACAN, Jacques. L’Identification. Staferla, 1960-61/2018. Versão digital disponível em http://staferla.free.fr/S9/S9%20L'IDENTIFICATION.pdf. Acesso em: 20 jan. 2020;

LACAN, Jacques. Comentário Falado Sobre a Verneinung de Freud. In: Escritos. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 1966/1995;

LACAN, Jacques. L’Acte Psychanalytique. Staferla, 1967-68/2018. Versão digital disponível em http://staferla.free.fr/S15/S15%20L'ACTE.pdf. Acesso em: 20 jan. 2020;

LAPLANCHE, Jean. Problematiques VI: l’après-coup. Paris: PUF, 1990-91;

LAPOUJADE, David. Potências do Tempo. São Paulo: n-1 edições, 2010/2017;

LAPOUJADE, David. As Existências Mínimas. São Paulo: n-1 edições, 2017;

LATOUR, Bruno. Jamais Fomos Modernos. São Paulo: Editora 34, 1991/1994;

LATOUR, Bruno. Políticas da Natureza. Bauru: EDUSC, 1999/2004;

MARIN, Louis. Utopiques: jeux d’espaces. Paris: Les Editions de Minuit, 1973;

MBEMBE, Achille. Crítica da Razão Negra. São Paulo: n-1 edições, 2013/2018;

MOLDER, Maria Filomena. A escada, o raio e a serpente. In: Cerimónias. Belo Horizonte: Editora Chão da Feira, 2011/2017;

NANCY, Jean-Luc. À L’Écoute. Paris: Editions Galilée, 2002;

OITICICA, Helio. Penetrável PN2. 1967;

PASSERON, René. Por uma Poïanálise. In: Sousa, Edson Luiz André; Tessler, Elida; Slavutzky, Abrão (orgs). A Invenção da Vida: arte e psicanálise. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2001;

PAZ, Octavio. Instante y revelación. In: Los Privilegios de la Vista, Tomo IV. Cidade do México, 1982/1987;

PELBART, Peter Pal. O Avesso do Niilismo: cartografias do esgotamento. São Paulo: n-1 edições, 2013;

PRECIADO, Beatriz Paul. Manifesto Contrassexual. São Paulo: n-1 edições, 2007/2014;

SOUSA, Edson Luiz André de. I margens utópicas: Contrafluxos do futuro. Correio da APPOA, n. 246, Porto Alegre, 2015;

SOUSA, Neusa Santos. Tornar-se negro, ou as vicissitudes da identidade do negro brasileiro em ascensão social. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1983;

STARHAWK, Miriam Simos. Magia, visão e ação. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, n. 69, p. 52-65, 2018;

STENGERS, Isabelle; Pignarre, Philippe. La Sorcellerie Capitaliste. Paris: Editions La Découverte, 2005.

STENGERS, Isabelle. No Tempo das Catástrofes: resistir à barbárie que se aproxima. São Paulo: Cosac Naify, 2009/2015.

WARBURG, Aby. Atlas Mnemosyne. Obra atualmente em The Warburg Institute, Londres, 1924-29.

WARBURG, Aby. Recordações de uma viagem à terra dos pueblos. In: Michaud, Alain. Aby Warburg e a imagem em movimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 1927/2013.

Downloads

Publicado

28-07-2022

Como Citar

LÉO KARAM TIETBOEHL, L. À escuta da imagem: notícias desde um método de transmissão em atlas. ARJ – Art Research Journal: Revista de Pesquisa em Artes, [S. l.], v. 9, n. 1, 2022. DOI: 10.36025/arj.v9i1.29658. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/artresearchjournal/article/view/29658. Acesso em: 27 set. 2022.