A Cena Expandida: alguns pressupostos para o teatro do século XXI

  • Gabriela Lírio Gurgel Monteiro UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola de Comunicação.
Palavras-chave: Cena expandida, Intermidialidade, Recepção, Ensino

Resumo

O artigo aborda a ideia de cena expandida na contemporaneidade, levando em consideração interrelações que surgem no encontro entre artes. Propõe também uma reflexão sobre novas pedagogias no ensino (trans)midiático das artes da cena.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Lírio Gurgel Monteiro, UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola de Comunicação.
Gabriela Lírio Gurgel Monteiro é fundadora e professora do Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena (PPGAC/ECO-UFRJ), que coordenou de setembro de 2013 a setembro de 2015. É professora Adjunta III do curso de Direção Teatral da Escola de Comunicação da UFRJ. É autora dos livros A procura da palavra no escuro (7Letras, 2001) e organizadora de Interseções: Cinema e Literatura (7Letras, 2010). Desenvolve atualmente a pesquisa A teatralidade cinematográfica e o uso de novos dispositivos na produção de imagens (PIBIC/CNPq) e Autobiografia na cena contemporânea. Publicou artigos nos periódicos O Percevejo, Urdimento, Revista Cena, Concinnitas, Arte&Ensaio, Art&Cultura, entre outros. Possui graduação em Comunicação Social (Jornalismo) (1995), Mestrado em Letras (1999), Doutorado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2004) e Doutorado sanduíche - Université Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (2002). Atualmente, desenvolve a pesquisa Teatro e Tecnologia em seu pós-doutorado, sob supervisão da profa. Dra. Josette Féral, na Université Paris III- Sorbonne Nouvelle. É membro efetivo da SOCINE, da ABRALIC, da ABRACE e da ANPOLL.

Referências

COUCHOT, Edmond. Automatização de técnicas figurativas: rumo à imagem autônoma. In: DOMINGUES, Diana (Org.). Arte, ciência e tecnologia. Passado, presente e desafios. São Paulo: Ed. da Unesp, 2009. p. 397-406.

DUBOIS, Philippe. Um “efeito cinema” na arte contemporânea. In: Dispositivos de registro na arte contemporânea. Rio de Janeiro: Contracapa Editora/ FAPERJ, 2009, p. 179-216.

FÉRAL, Josette (Org.). Pratiques Performatives. Body remix. Québec/Rennes: Presses de l’Université du Québec/Presses Universitaires de Rennes, 2012.

FÉRAL, Josette. Théorie et pratique du théâtre. Au-delà des limites. Montpellier, L’Éditions l’Entretemps, 2011.

FERNANDES, Silvia. Teatralidades contemporâneas. São Paulo: Perspectiva, 2010.

GARRAMUÑO, Florencia. Frutos Estranhos. Rio de Janeiro: Ed. Rocco, 2014.

KAC, Eduardo. Telepresença e Bioarte. Humanos, coelhos & Robôs em rede. São Paulo: EDUSP, 2013.

KRAUSS, Rosalind. Sculpture in the expanded field. Arte & Ensaios, n. 17., Revista do programa de Pós-Graduação em Artes da UFRJ, 2008, p. 87-93.

PARENTE, André. A forma cinema: variações e rupturas. In: Transcinemas. Rio de Janeiro: Contracapa Livraria, 2009.

PAVIS, Patrice. Dicionário de teatro. São Paulo: Perspectiva, 1999.

PLUTA, Izabella. L’acteur et l’intermédialité. Les nouveaux enjeux pour l’interprète et la scène à l’ère technologique. Lausanne: L’âge d’Homme, 2011.

PLUTA, Izabella. L’espace du laboratoire entre création technologique et recherche scientifique: prémices d’une méthodologie. Ligeia. Dossiê sur l’art. VIII° Année, n° 137-140. Janvier-juin 2015, p. 47-58.

RANCIÈRE, Jacques. O espectador emancipado. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012.

Publicado
17-05-2016
Como Citar
MONTEIRO, G. L. G. A Cena Expandida: alguns pressupostos para o teatro do século XXI. ARJ – Art Research Journal / Revista de Pesquisa em Artes, v. 3, n. 1, p. 37-49, 17 maio 2016.
Seção
DOSSIÊ-TEATRO EM CAMPO EXPANDIDO