eAcessibilidade em bibliotecas: uma análise sobre disponibilidade, direito e limitações do acesso à informação na web.

Autores

  • Manuella Oliveira do Nascimento
  • Eliane Ferreira da Silva

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-7842.2015v1n1ID8411

Palavras-chave:

Acessibilidade, eAcessibilidade, Tecnologia assistiva, Responsabilidade social, Biblioteca acessível.

Resumo

Aborda a acessibilidade em bibliotecas, com enfoque para a e-acessibilidade. Apresenta os conceitos, princípios e aplicações do design universal, como sendo um potencializador para a acessibilidade. Identifica a tecnologia assistiva como um instrumento de acessibilidade que possibilita o acesso e o uso da informação. Analisa a postura do bibliotecário frente às novas exigências de acesso de outros perfis de usuários, bem como o esforço em exercer as atribuições de uma profissão de maneira absoluta, acompanhando as novas tecnologias da informação e comunicação a serem aplicadas à acessibilidade. A pesquisa tem como objetivo principal evidenciar como a acessibilidade pode contribuir e beneficiar as pessoas com necessidades especiais, considerando os espaços físicos, digitais e as ferramentas tecnológicas para o acesso à informação. Adota como metodologia a pesquisa bibliográfica em suportes físicos e eletrônicos. Pode-se concluir que a biblioteca deve ser uma instituição de inclusão porque, além de permitir a utilização dos seus serviços aos usuários de maneira fácil e confortável, reflete sua preocupação com as pessoas que requerem serviços especiais, contribuindo, assim, no formato da acessibilidade aos cidadãos com deficiências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15-12-2015

Como Citar

NASCIMENTO, M. O. do; SILVA, E. F. da. eAcessibilidade em bibliotecas: uma análise sobre disponibilidade, direito e limitações do acesso à informação na web. BiblioCanto, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 45–67, 2015. DOI: 10.21680/2447-7842.2015v1n1ID8411. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/bibliocanto/article/view/8411. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos