Território e identidade na “Terra Mãe do Brasil”

a invisibilidade indígena na cidade de Porto Seguro – Bahia

  • Sebastião Pinheiro Gonçalves Cerqueira Neto Instituto Federal da Bahia
  • Ricardo Almeida Cunha
  • Ana Carolina Santos Pinheiro
Palavras-chave: Território, Pataxó, Turismo

Resumo

Certamente, que a cidade de Porto Seguro (BA) possui um valor incalculável no contexto histórico do país. Esta reflexão tem como objetivo principal contribuir com a decodificação de uma dicotomia estabelecida entre território e identidade dentro de uma escala local. A tentativa de invisibilização dos indígenas no território de Porto Seguro é uma ação contínua e acentuada pela globalização do turismo de massa; o que justifica a produção de pesquisas como a que gerou este artigo. Apesar deste cenário, a pesquisa concluiu que há uma resistência dos Pataxó e o engajamento de Instituições de pesquisa, como o Instituto Federal da Bahia em Porto Seguro, que produzem ações que impedem o processo total de invisibilidade desses povos tradicionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sebastião Pinheiro Gonçalves Cerqueira Neto, Instituto Federal da Bahia
Professor do Instituto Federal da Bahia. Licenciado em Geografia pela Fundação Universidade do Tocantins - UNITINS (1996), Mestre em Geografia com ênfase em Análise e Planejamento e Gestão Ambiental pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU (2001) Doutor em Geografia com ênfase em Análise Regional pela Universidade Federal de Sergipe - UFSE (2009). Pós-Doutor em Antropologia Urbana, com ênfase à comunidades quilombolas, pela Universidade Federal da Bahia UFBA (2014). Avaliador de Cursos pelo INEP. Líder do Grupo de Pesquisa Desenvolvimento Regional (CNPq/IFBA). Membro do Grupo de Pesquisa PACTO - Estudos em Antropologia da Política do Direito. Membro do Centro de Psicopolítica e Gestão Mental-CPGM/Escola de Comunicação/UFRJ. Membro do Núcleo de Estudos sobre Democracia, Cidadania e Direito - DECIDe - CES/Universidade de Coimbra. Membro do OBSERVABAÍA/UFBA. 
Ricardo Almeida Cunha

Possui graduação em Tecnólogo em Processamento de Dados pela Faculdade Rui Barbosa (1996), Especialização em Redes de Computadores pela Universidade do Salvador (1999) e Mestrado em Ciências e Tecnologias Ambientais na Universidade Federal do Sul da Bahia - UFSB (2019). Membro Pesquisador do Grupo de Pesquisa, Desenvolvimento e Aplicação Computacional - GPDAC do Instituto Federal da Bahia - IFBA. Diretor Geral do Campus Porto Seguro do Instituto Federal da Bahia desde 2010.

Ana Carolina Santos Pinheiro

Bolsista PIBIC-EM no período de execução do projeto

Publicado
18-07-2020
Como Citar
CERQUEIRA NETO, S. P. G.; CUNHA, R. A.; PINHEIRO, A. C. S. Território e identidade na “Terra Mãe do Brasil”. Revista Espacialidades, v. 16, n. 2, p. 251-270, 18 jul. 2020.