A participação cidadã na perspectiva de uma cidade inteligente

um estudo de caso sobre a plataforma “Fala Curitiba”

Palavras-chave: eParticipação, Cidades Inteligentes, Participação Cidadã, Consultas Públicas

Resumo


Este projeto se propõe a investigar o meio pelo qual gestores públicos procuram estreitar sua relação com os cidadãos em uma cidade inteligente, envolvê-los e aproximá-los da tomada de decisão. Esta pesquisa tem como objetivo analisar o impacto da participação cidadã na escolha das prioridades orçamentárias destinadas ao desenvolvimento da cidade de Curitiba, na perspectiva de uma cidade inteligente, utilizando para isso a plataforma de participação, on line, Fala Curitiba. O Fala Curitiba – Programa de Consulta Pública Municipal é o modelo de consultas públicas da Prefeitura Municipal de Curitiba, no qual a população participa de maneira decisiva da construção das peças orçamentárias do Município. Como o foco principal de discussão são as áreas da informação, tecnologia e gestão, a pesquisa será realizada por meio de um estudo de caso, utilizando uma abordagem com enfoque exploratório de forma descritiva e analítica dos fenômenos observados. Como resultados pretende-se demonstrar que a participação cidadã em plataformas tecnológicas busca um aumento da contribuição do cidadão, o seu engajamento na construção de políticas públicas, a proximidade e o entendimento das limitações orçamentárias de uma cidade inteligente. Contudo, será necessário demonstrar os benefícios e os desafios da implementação de uma plataforma de participação, visando a produção coletiva e os resultados obtidos, obtendo com isso a ampliação da participação popular, o empoderamento do cidadão em relação a tomada de decisão no governo e a ampliação do uso da tecnologia para todos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

  • AINSWORTH, Susan; HARDY, Cynthia; HARLEY, Bill. Online Consultation: E-Democracy and E-Resistance in the Case of the Development Gateway. Management Communication Quarterly, v. 19, n. 1, p. 120–145, ago. 2005.

  • BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

  • CHOURABI, Hafedh et al. Understanding Smart Cities: An Integrative Framework. In: HAWAII INTERNATIONAL CONFERENCE ON SYSTEM SCIENCES (HICSS), 45., 2012, Manoa – HI. Proceedings […]. Manoa, HI: Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE), 2012.

  • COELHO, Taiane Ritta. Análise de poder nas plataformas de participação digital e a influência em políticas públicas. Orientadora: Maria Alexandra Viegas Cortez da Cunha. 2018. 252 f. Tese (Doutorado em Administração de Empresas) - Escola de Administração de Empresas de São Paulo. Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP), São Paulo, 2018.

  • COELHO, Taiane Ritta; CUNHA, Maria Alexandra; POZZEBON, Marlei. Practices on Digital eParticipation Platforms to Influence Public Policy: Cases from Brazil. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON INFORMATION SYSTEMS, 39., 2018, San Francisco. Proceedings […]. San Francisco, 2018. [eParticipation and Public Policies: Cases from Brazil]

  • CUNHA, Maria Alexandra et al. Smart Cities: Transformação digital de cidades. 1. ed. São Paulo: Programa Gestão Pública e Cidadania - PGPC, 2016.

  • CUNHA, Maria Alexandra; POZZEBON, Marlei. O uso de tecnologias da informação e comunicação para melhoria da participação na tomada de decisão pública. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 33., 2009, São Paulo. Anais [...], São Paulo: ANPAD, 2009.

  • DAVENPORT, Thomas H. Ecologia da Informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da Informação. São Paulo: Futura, 1998.

  • GUERREIRO, Evandro Prestes. Cidade digital: infoinclusão social e tecnologia em rede. São Paulo: Senac, 2006.

  • MACINTOSH, Ann. “Caracterizando a participação eletrônica na formulação de políticas”. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO HAVAÍ SOBRE CIÊNCIAS DO SISTEMA, 37., 2004, Havaí. Anais [...]. Big Island, Havaí: [s.n.], 2004, pp. 1–10.

  • MEDAGLIA, Rony. eParticipation research: Moving characterization forward (2006–2011). Government Information Quarterly, v. 29, n. 3, p. 346-360, jul. 2012.

  • MIRANDA, Silvânia Vieira de. A gestão da informação e a modelagem de processos. Revista do Serviço Público. Brasília, v. 61, n.1, p. 97-112, jan/mar. 2010.

  • OLIVEIRA, Patrícia Pacheco Alves de; CARVALHO, Hugo Bona de; AGUIAR, Beatriz Natália Guedes Alcoforado. SMART CITIES NO BRASIL - REALIDADE OU AINDA SONHO? In: LOMBARDI, Anna Paula (org.). Arqueologia das ciências humanas e sociais aplicadas 2,. Ponta Grossa: Atena Editora, 2019. (Arqueologia das Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, v. 2 ). Cap. 1. p. 1-12.

  • PINHO, José Antonio Gomes de (org). Estado, sociedade e interações digitais: expectativas democráticas. Salvador: EDUFBA, 2012.

  • SUSHA, Iryna; GRÖNLUND, Åke. “Pesquisa de participação: sistematizando o campo”. Government Information Quarterly, v. 29, n. 3, p. 373-382, 2012.

  • YIN, Robert. Estudo de Caso: Planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Publicado
06-04-2021
Como Citar
FERREIRA, A. C. L. D.; COELHO , T. R. A participação cidadã na perspectiva de uma cidade inteligente. Revista Informação na Sociedade Contemporânea, v. 5, p. e23424, 6 abr. 2021.
Seção
Dossier Consórcio Mestral e Doutoral em Gestão da Informação e do Conhecimento