A influência da inteligência de mercado no planejamento de uma cidade inteligente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-0198.2021v5n1ID23421

Palavras-chave:

cidades inteligentes, inteligencia competitiva, marketing territorial, empreendedorismo, inteligencia de mercado

Resumo

Com o surgimento de novas cidades inteligentes empresas evoluem seus processos, produtos e posicionamento de mercado com o intuito de aumentar vendas ou buscar parcerias que propiciem o desenvolvimento de seus negócios, porém quais serão as características desse novo mercado? Qual o perfil do novo consumidor? Será que prefeituras estão preparadas para auxiliar empresas a captarem a demanda gerada no processo de construção de uma cidade inteligente? Visando responder esses questionamentos conduzimos essa pesquisa exploratória com auxílio de dados abertos para nos mostrar quais as contribuições ou oportunidades que a inteligência de mercado poderá proporcionar ao cenário empreendedor de uma cidade inteligente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAGONEZ, Teresa; ALVES, Gonçalo Caetano. Marketing Territorial: O futuro das cidades sustentáveis e de sucesso. Tourism & Management Studies, v. 1, p. 316-329, 2013.

CARVALHO, Luís; MAIA, Catarina. Empreendedores cívicos e Smart Cities: práticas, motivações e geografias da inovação. GOT. Revista de Geografia e Ordenamento do Território, Porto, n. 10, p. 95-112, 2016.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. Revista e ampliada. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

CÉSAR, Vivian Aparecida Blaso Souza Soares. Cidades inteligentes: polissemias urbanas e pensamento complexo. 2016. 179 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.

CIDRAIS, Álvaro. O marketing territorial aplicado às cidades médias portuguesas: os casos de Évora e Portalegre. Biblio 3w: revista bibliográfica de geografía y ciencias sociales, Barcelona, v. 6, 2001.

DALMARCO, Denise. Gestão da informação e inteligência de mercado. São Paulo: Editora Senac, 2020.

DE JONG, Martin et al. Sustainable–smart–resilient–low carbon–eco–knowledge cities; making sense of a multitude of concepts promoting sustainable urbanization. Journal of Cleaner production, v. 109, p. 25-38, 2015.

FERNANDES, Ricardo Jorge Lopes; FERNANDES, Rui Jorge Gama. As Cidades e Territórios do Conhecimento na Óptica do Desenvolvimento e do Marketing Territorial. In: COLÓQUIO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL (APDR), 5., 2006, Lisboa. Actas do [...]. Lisboa: APDR e Escola Superior de Tecnologia de Viseu, 2006. Tema: “Recursos, Ordenamento, Desenvolvimento”.

GIFFINGER, Rudolf et al. City-ranking of European medium-sized cities. In: [IFHP WORLD CONGRESS (“Future of Cities”), 51., 2007, Copenhagen. Vienna: Vienna University of Technology], 2007.

KITCHIN, Rob. The real-time city? Big data and smart urbanism. GeoJournal, v. 79, n. 1, p. 1-14, 2014.

KOTLER, Philip et al. Administração de Marketing. 4. ed. São Paulo: Editora Atlas, 1993.

KOURTIT, Karima; NIJKAMP, Peter; STOUGH, Roger (ed.). Quality and Inequality in Urban and Regional Systems. REGION, v. 5, n. 4, 2019.

LAZAROIU, George Cristian; ROSCIA, Mariacristina. Definition methodology for the smart cities model. Energy, v. 47, n. 1, p. 326-332, 2012.

MARTINET, Alain-Charles. Strategic planning, strategic management, strategic foresight: The seminal work of H. Igor Ansoff. Technological Forecasting and Social Change, v. 77, n. 9, p. 1485-1487, 2010.

PERNG, Sung-Yueh. Promises, practices and problems of collaborative infrastructuring. In: COLLETA, Claudio et al. (ed.) Creating Smart Cities. Abingdon, Oxon; New York, NY: Routledge, 2019. Cap. 12, p.155-168. (Series Regions and Cities; v. 131)

SEBRAE. Data Sebrae Indicadores. Brasil, 2020. Disponível em: https://datasebraeindicadores.sebrae.com.br/resources/sites/data-sebrae/data- sebrae.html. Acesso em: 26 ago. 2020.

SHAW, Michael J. et al. Knowledge management and data mining for marketing. Decision support systems, v. 31, n. 1, p. 127-137, 2001.

TARAPANOFF, Kira. Inteligência, informação e conhecimento em corporações. Brasília: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), 2006.

TEIXEIRA, Daniela Ramos. Tecnologias aplicadas à inteligência empresarial e inteligência competitiva no brasil? Revista Inteligência Competitiva, v. 1, n. 2, p. 239-243, 2011.

TROMBIN, Vinícius Gustavo. O uso de cenários em marketing. 2014. Tese (Doutorado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Doi: 10.11606/T.12.2014.tde-24062014-152114.

URBAN SYSTEM. Ranking Connected Smart Cities. Brasil, 2020. Disponível em: https://www.urbansystems.com.br/rankingconnectedsmartcities. Acesso em: 26 ago. 2020.

WENG, Wilson. Effect of Internet of Things on Business Strategy: The Mediating Role of Marketing Intelligence Capability. EasyChair Preprint n. 2729, 2020.

Downloads

Publicado

06-04-2021

Como Citar

GOMES, A. L.; COELHO , T. R. . A influência da inteligência de mercado no planejamento de uma cidade inteligente. Revista Informação na Sociedade Contemporânea, [S. l.], v. 5, p. e23421, 2021. DOI: 10.21680/2447-0198.2021v5n1ID23421. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/23421. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Consórcio Mestral e Doutoral em Gestão da Informação e do Conhecimento