Acessibilidade nas bibliotecas da Universidade Federal da Bahia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-0198.2022v6n0ID27519

Palavras-chave:

acessibilidade em bibliotecas, bibliotecas universitárias, acesso à informação, pessoa com deficiência

Resumo

A importância da informação para o desenvolvimento social é indiscutível. A partir do século XX passou a ser de importância fundamental para o desenvolvimento da sociedade pós-industrial e pós-moderna. Dessa forma, o acesso a esse bem constitui direito de todos, inclusive das pessoas com deficiência, que lutam, historicamente pelos seus direitos fundamentais, luta essa ratificada pela Organização das Nações Unidas, em 2008, na Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Sendo a informação um direito de todos, esse direito inclui também a pessoa com deficiência e que as bibliotecas universitárias devem empreender ações mediadoras que garantam o acesso igualitário à informação por parte dos usuários com deficiência no âmbito do Sistema Universitário de Bibliotecas (SIBI) da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Com o objetivo de conhecer as condições de acessibilidade física e informacional nessas bibliotecas, visando a construção do Projeto Bibliotecas Acessíveis do SIBI/UFBA, realizou-se a presente pesquisa, com a aplicação do questionário “Consulta sobre Acessibilidade nas Bibliotecas do SIBI/UFBA”, utilizando a ferramenta Google Forms, para conhecer as condições de adequação física, acervos e equipamentos existentes, além de obter um diagnóstico sobre a qualidade do atendimento ofertado nas bibliotecas. Os resultados revelaram a precariedade da estrutura física e informacional existente na maioria das bibliotecas, demonstrando a necessidade de se promover melhorias substanciais na adequação de espaços, oferta de equipamentos e acervos específicos que permitam a prestação de um atendimento de qualidade que atenda às necessidades informacionais da comunidade de pessoas com deficiência na UFBA e da sociedade em geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Fátima Cleômenis Botelho, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Bahia, BA, Brasil

Doutora em Ciência da Informação.

Nelijane Campos Menezes, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Bahia, BA, Brasil

Mestranda em Ciência da Informação.

Referências

ABBERLEY, Paul. The concept of oppression and the development of social theory of disability. Disability, Handicap & Society, Cambridge, USA, v. 2, n. 1, p. 5-19, 1987. DOI: https://doi.org/10.1080/02674648766780021. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/02674648766780021. Acesso em: 20 set. 2021.

BARNES, Colin. Capire il modelo sociale della disabilità. Intersticios, Revista Sociológica de Pensamiento Crítico, Madrid, v. 2, n. 1, p. 87-96, 2008. Disponível em: https://intersticios.es/article/view/2382. Acesso em: 20 set. 2021.

BARNES, Colin. Disability activism and price of success: a britsh experience. Interticios, Revista Sociológica de Pensamiento Crítico, Madrid, v. 1, n. 2, p. 15-29, 2007. Disponível em: https://intersticios.es/article/view/697. Acesso em: 20 set. 2021.

BARRETO, Aldo de Albuquerque. A questão da informação. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 8, n. 4, p. 3-8, 1994. Disponível em: http://produtos.seade.gov.br/produtos/spp/v08n04/v08n04_01.pdf. Acesso em: 20 set. 2021.

BRASIL. Senado Federal. Constituição da República Federativa do Brasil: texto promulgado em 05 de outubro de 1988. Brasília, 2010. 496 p. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/518231/CF88_Livro_EC91_2016.pdf. Acesso em: 20 set. 2021.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 23 set. 2021.

CANGUILHEM, George. O normal e o patológico. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2011.

CARVALHO, Kátia. Disseminação da informação e informação de inteligência organizacional. DataGramaZero, Revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 30-39, jun. 2001. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/5108. Acesso em: 25 set. 2021.

CONVENÇÃO sobre os direitos das pessoas com deficiência: protocolo facultativo à Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Decreto legislativo nº 186/2008. Decreto nº 6.949/2009. 4. ed. rev. e atual. Brasília, DF: Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, 2012. 100p. Disponível em: https://sisapidoso.icict.fiocruz.br/sites/sisapidoso.icict.fiocruz.br/files/convencaopessoascomdeficiencia.pdf. Acesso em: 23 set. 2021.

COSTA, Michelle Karina Assunção; DUARTE, Adriana Bogliolo Sirihal. A (in) acessibilidade nas bibliotecas universitárias: a interação entre o bibliotecário de referência e o usuário com deficiência. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, SP, v. 13, n. 2, p. 161-178, jul./dez. 2017. Disponível em: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/479. Acesso em: 23 set. 2021.

DEMO, Pedro. Metodologia científica em ciências sociais. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, 1995. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4613808/mod_resource/content/1/PEDRO_DEMO_Metodologia_cientifica_em_cie.pdf#:~:text=%C3%89%20uma%20disciplina%20instrumental%20a,capacidade%20de%20intervir%20na%20realidade. Acesso em: 23 set. 2021.

DINIZ, Débora. Modelo social da deficiência: a crítica feminista. Série Anis, Brasília, DF, n. 28, p. 1-8, jul. 2003. Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/15250/1/ARTIGO_ModeloSocialDeficiencia.pdf. Acesso em: 24 set. 2021.

DINIZ, Débora.; BARBOSA, Livia; SANTOS, Wenderson Rufino dos. dos. Deficiência, direitos humanos e justiça. SUR, Revista Internacional de Direitos Humanos, v. 6, n. 11, p. 65-77, dez. 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sur/a/fPMZfn9hbJYM7SzN9bwzysb/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 24 set. 2021.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MAZZONI, Alberto Angel et al. Aspectos que interferem na construção da acessibilidade em bibliotecas universitárias. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 30, n. 2, p. 29-34, maio/ago. 2001. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/922/959. Acesso em: 20 set. 2021.

STROPARO, Eliane Maria; MOREIRA, Laura Ceretta. Bibliotecas universitárias federais brasileiras: acessibilidade/avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Educação, Revista do Centro de Educação UFSM. Santa Maria, RS, v. 46, p. 1-20 jan./dez., 2021. DOI: https://doi.org/10.5902/1984644440029. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/40029. Acesso em: 24 set. 2021.

Downloads

Publicado

30-04-2022

Como Citar

BOTELHO, M. de F. C.; MENEZES, N. C. Acessibilidade nas bibliotecas da Universidade Federal da Bahia. Revista Informação na Sociedade Contemporânea, [S. l.], v. 6, n. 1, p. e27519, 2022. DOI: 10.21680/2447-0198.2022v6n0ID27519. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/27519. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê XV Encontro Nacional de Informação e Pesquisa em Informação (CINFORM)