CLASSIFICAÇÃO GEODEMOGRÁFICA E A ASSIMETRIA NA DATAFICAÇÃO DE CRÉDITO

Resumo


O mercado de compra e venda de dados pessoais tem papel de destaque na economia informacional. Diante do alto volume de informações pessoais, ferramentas de segmentação despertam cada vez mais interesse das organizações, já que por meio de tecnologias de big data, constroem perfis apurados da população. Para compreender as características deste tipo de classificação, analisamos a ferramenta de classificação geodemográfica Mosaic em contraposição a uma de suas aplicações na ponta do consumidor: o Score Serasa. O Mosaic classifica a população brasileira com base no seu poder de consumo em 11 categorias e 40 segmentos. Este método de categorização considera aspectos financeiros, geográficos, demográficos, de consumo, comportamento e estilo de vida.  Por sua vez, o Serasa Score é ferramenta compulsória para algumas classes de cidadãos, que precisam entrar no jogo da otimização contínua de seus índices. O estudo analisa a opacidade dos sistemas e assimetrias da classificação geodemográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laudelina Leonardo Pereira, USP

Graduada em Publicidade e Propaganda (UMESP), pós-graduada em Comunicação Digital pela Universidade de São Paulo (ECA/USP) e em Planejamento Estratégico em Comunicação (UMESP). Head de Pesquisa e professora de programas de pós-graduação na ESPM e Anhembi Morumbi. Estuda como os impactos da classificação geodemográfica e score de crédito afetam a oportunidade de vida das pessoas.

Tarcízio Roberto Silva, UFABC

Possui graduação em Produção em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal da Bahia (2009) e Mestrado em Comunicação e Cultura Contemporânea pela Universidade Federal da Bahia (2012). Atualmente é diretor de pesquisa em comunicação do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados, professor visitante de especializações na Universidade de São Paulo e Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Publicado
19-09-2019
Como Citar
PEREIRA, L. L.; SILVA, T. R. CLASSIFICAÇÃO GEODEMOGRÁFICA E A ASSIMETRIA NA DATAFICAÇÃO DE CRÉDITO. Revista Inter-Legere, v. 2, n. 26, p. c16276, 19 set. 2019.
Seção
DOSSIÊ SOCIOLOGIA DIGITAL