Movimento gospel, estratégias de proselitismo e as dinâmicas identitárias da juventude evangélica em Campina Grande

  • João Matias de Oliveira Neto
  • Lemuel Dourado Guerra Sobrinho

Resumo

O presente artigo aborda a utilização, por jovens religiosos, de estratégias de construção de visibilidade e de conquista de adeptos através da atuação na área da música religiosa. Cultos embalados por bandas de White Metal, de Pagode, de Forró, ou de Rock Pop e grupos de dança nos espaços eclesiásticos são cada vez mais comuns em templos evangélicos de todo o país, compondo o que tem sido denominado de MovimentoGospel. A partir do debate teórico sobre a relação entre música e identidade religiosa evangélica e tendo como referência o Paradigma do Mercado Religioso, pretendemos analisar, através de observações diretas de ensaios e apresentações de bandas filiadas ao Movimento Gospel, bem como através de entrevistas com participantes do referido movimento em Campina Grande, como eles vivem as oportunidades de fazer e refazer suas identidades religiosas, retraduzindo as mensagens e propostas de religiosidade e extra religiosas com as quais entram em contato quer via transmissão familiar, quer pela adesão tardia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
05-09-2013
Como Citar
DE OLIVEIRA NETO, J. M.; GUERRA SOBRINHO, L. D. Movimento gospel, estratégias de proselitismo e as dinâmicas identitárias da juventude evangélica em Campina Grande. Revista Inter-Legere, v. 1, n. 13, p. 102-126, 5 set. 2013.