A hipótese da codificação negociada: sobre a (im)provável orientação crítica da programação da Rede Globo de Televisão

Autores

  • Vantiê Oliveira

Resumo

O artigo propõe analisar alguns programas da Rede Globo de Televisão, sob a perspectiva da
ontologia do real de Kosik (1976), propondo a hipótese da codificação negociada como
possibilidade interpretativa da função política de tais programas. Diante da novidade na
programação da referida rede, enfocando realidades das classes populares brasileiras (antes
sistematicamente retiradas do foco desta emissora de TV), questiona-se: estaria a TV Globo
adotando, em contradição com toda a sua história anterior, uma postura mais crítica ante à
realidade da sociedade brasileira? A resposta aqui sugerida: aparentemente sim,
essencialmente, não.
Palavras-chave: Rede Globo de Televisão; Mídia; Luta de Classes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

23-12-2013

Como Citar

OLIVEIRA, V. A hipótese da codificação negociada: sobre a (im)provável orientação crítica da programação da Rede Globo de Televisão. Revista Inter-Legere, [S. l.], n. 3, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/4798. Acesso em: 30 maio. 2024.