PRÁTICA PEDAGÓGICA DECOLONIAL E USO DAS TICS NO ENSINO REMOTO EMERGENCIAL

Autores

  • Suellen Gerlane da silva UFRN
  • Tânia Cristina Meira Garcia UFRN
  • Djanni Martinho dos Santos Sobrinho
  • Túlia Fernanda Meira Garcia

DOI:

https://doi.org/10.21680/1984-3879.2023v23n2ID33445

Palavras-chave:

TICS. Pedagogia Decolonial. Pandemia

Resumo

Este artigo tem por objetivo descrever uma experiência exitosa durante o período pandêmico fazendo uma análise de como as TICS efetivaram o processo de ensino aprendizagem da disciplina de história, juntamente com a perspectiva de uma Pedagogia Decolonial e utilizando-se da ferramenta Google Classroom, onde potencializaram um processo de ensino aprendizagem que protagonizaram o estudante como participante do processo e compartilhamento de conhecimento crítico. Com aportes teóricos como Paulo Freire (1997) em sua pedagógica Critico Social, Luiz Fernandes Oliveira e Vera Candau (2010) em sua proposta e discussão a respeito da Pedagogia Decolonial, antirracista e intercultural, propomos a criação de um Fórum como meio a debates do sistema opressor eurocêntrico durante o século XIX como previsto no componente curricular para as 3 ª série do Ensino Médio. O uso das TICS e as discussões que envolvem os ambientes escolares foram contextualizados por Vani Kenki (2007), Pedro Demo (2008), como também Tânia Garcia e Djani Sobrinho (2014), que dialogam com a utilização dessas ferramentas como caminho democrático para construção de conhecimento significativos nos ambientes acadêmicos e escolares, efetivando o pensamento crítico social como também a flexibilização no processo avaliativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

__________. MEC. Lei n o 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei n o 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”, e dá outras providências. Disponível em: < https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.639.htm> Acesso em: 28 de maio de 2023.

BACICH, Lilian. NETO, Adolfo Tanzi. TREVISANI, Fernando de Mello. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

BARROS, Ludmila Silva de Lima; BENTO, Victor Régio da Silva. O ensino de Geografia e as TICs: para além das práticas tradicionais. In UÁQUIRI - PPGGEO, v. 04, n. 02, p. 24-39, ano 2022.

CAMPOS, Simone Ballmann de. O impacto das Tecnologias no cotidiano escolar: Um saber necessário na educação contemporânea. In: Revista Percursos, UDESC, Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 77-86, jan. / jun. 2007.

DEMO, Pedro. Habilidades do século XXI. Boletim Técnico do SENAC: a revista da educação profissional, Rio de Janeiro, v.34, n.2, p.5-15, maio/ago, 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra, 1997.

GARCIA, Tânia Cristina Meira; SANTOS SOBRINHO, Djanní Martinho.(Orgs). EaD: percursos e experiências. Natal: EDUFRN, 2014.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GOMES, Daniela Lima Nardi; Lastória, Andrea Coelho. O ensino de Geografia e as TICs: para além das práticas tradicionais. In: Didática da Geografia: linguagens e abordagens. Goiânia: C&A Alfa Comunicação, 2022.

KARNAL, Leandro. KARNAL, Rose. Conversas com um jovem professor. São Paulo, Ed. Contexto, 2017. 1ªed., 6ª reimpressão

KARNAL, Leandro. História na sala de aula: Conceitos, práticas e propostas São Paulo: Contexto, 2007. 5. ed.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e Tecnologias: O novo ritmo da informação. Campinas/ SP. Papiro, 2007.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Tradução por Bernardo Leitão...[et al.].- Campinas, SP. Editora Campinas, 2013.7 ªed.

NASCIMENTO, Adilson Nobre. Invertendo a aula de história : sequências didáticas com prospostas de ensino híbrido utilizando o Google sala de aula para turmas do ensino médio; orientador Dilton Cândido Santos Maynard. – São Cristóvão, SE, 2020.

OLIVEIRA, Carlos; MOURA, Samuel, 2015. TIC’s na Educação: a utilização das tecnologias da informação e comunicação na aprendizagem do aluno. Belo Horizonte, MG. In: Pedagogia em Ação. Revista Eletrônica do Curso de Pedagogia da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.v.7, n.1, Belo Horizonte, 2015.

OLIVEIRA, L. F. de ., & Candau, V. M. F.. (2010). Pedagogia decolonial e educação antirracista e intercultural no Brasil. Educação Em Revista, 26(1), 15–40. https://doi.org/10.1590/S0102-46982010000100002

RIBEIRO, Cristiana Sousa de Jesus; CANDIDO, Elivaine Alves. Tecnologias da Informação e Comunicação: uma emergência para o fazer pedagógico em tempos de pandemia. In Revista AlembrA – RA Confresa-MT V. 3. N. 6. Janeiro a junho 2021.

RIO GRANDE DO NORTE, Decreto nº 29.524, de 17 de março de 2020. Disponível em:<http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20200318&id_doc=677489> acesso em: 13 de junho de 2023.

SOARES, Lucas de Vasconcelos; COLARES, Maria Lília Imbiriba Sousa. Educação e tecnologias em tempos de pandemia no Brasil. Debates em Educação, Maceió, v. 12, n. 28, p. 19-41, Set./Dez. 2020. ISSN 2175-6600. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/10157. Acesso em: 16.02.2021.

STÜRMER, Arthur Breno. As TIC's nas escolas e os desafios no ensino de Geografia na Educação Básica. In: Geosaberes, v. 2, n. 4, Fortaleza,ago.dez. 2011, p. 3-12.

Downloads

Publicado

24-09-2023 — Atualizado em 25-09-2023

Versões

Como Citar

GERLANE DA SILVA, S.; MEIRA GARCIA, T. C. .; DOS SANTOS SOBRINHO, D. M. .; MEIRA GARCIA, T. F. . PRÁTICA PEDAGÓGICA DECOLONIAL E USO DAS TICS NO ENSINO REMOTO EMERGENCIAL. Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 213–226, 2023. DOI: 10.21680/1984-3879.2023v23n2ID33445. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/33445. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Ensino e tecnologia educacional